domingo, 15 de fevereiro de 2015

CONVITE PARA MISSA DE SÉTIMO DIA DE FALECIMENTO DE MATHILDE GEVENKA


A família de Matilde Gevenka convida parentes e amigos para o terço do sétimo dia de falecimento que será na segunda feira, 16/02, as 17h15 min. No cemitério Municipal de Turvo. Depois ás 19h. será  rezada a missa na Igreja Matriz de Turvo.

OS FAMILIARES AGRADECEM A TODOS QUE ESTIVERAM DANDO FORÇAS  E AJUDANDO NESTE MOMENTO DIFÍCIL.


VEÍCULO FICA DESTRUÍDO EM UM CAPOTAMENTO NA PR 466 EM TURVO.



Por volta das 21h desse domingo, 15/02, um veículo Pálio, com placas de Guarapuava ficou destruído após capotar por várias vezes na PR 466, na localidade de Dodge em Turvo.

Segundo informações de testemunhas que estavam no local no momento do capotamento, o motorista abandonou o veículo e se evadiu do local, apesar da gravidade do acidente. O veículo foi levado ao pátio da Polícia Rodoviária Estadual de Guarapuava.

A Polícia Militar de Turvo esteve dando apoio no local até a chegada da Polícia Rodoviária.



Caminhão invade residência em Turvo


Por Elói Mattos, com informações da Polícia Militar de Turvo.


A Polícia Militar de Turvo foi chamada por volta das 10h00 desse domingo, 15 de Fevereiro, na Rua Renê Rickli, para atender um acidente de trânsito do tipo choque com objeto, sem pessoas feridas. No local conversando com a vítima, a mesma relatou que estava na cozinha de sua casa quando ouviu um barulho e foi verificar, observou que um caminhão havia quebrado o muro de sua residência, adentrando seu terreno e danificado a frente de sua casa. O motorista relatou que foi funcionar o caminhão para "fazer ar", mas o mesmo disparou vindo a descer a rua e adentrando na residência.







Irmão do deputado Nelson Meurer que morreu em Paranaguá não sofreu agressão

Por,Luiz Carlos Maciel


Ao contrário do que foi divulgado sobre a morte do caminhoneiro beltronense Nilton Meurer, 67 anos, ocorrida em um posto de combustíveis na manhã de sexta-feira (13) em Paranaguá, não foi homicídio.

A causa da morte no laudo do IML diz “causa fica na dependência de exames laboratoriais” foi feita coleta de material para os exames.

Nilton teria chegado em um posto de combustíveis nas margens da BR-277, encostou seu caminhão Mercedes Benz 1935 ao lado de outro caminhão onde um borracheiro estava trocando um pneu. O borracheiro mandou ele tirar o caminhão, os dois tiveram uma discussão e Nilton teve um mal súbito, possivelmente tenha infartado e morreu.

O borracheiro fugiu e populares acionaram a polícia informando que o borracheiro havia agredido ele, porém os laudos não comprovam a informação. Como o borracheiro fugiu a polícia tratou o caso como homicídio, porém não houve agressão física.

O corpo de Nilton chegou em Francisco Beltrão na manhã deste sábado.

Chuva causa alagamentos em seis cidades do PR e afeta 911 pessoas

Segundo Defesa Civil, 33 pessoas estão desalojadas neste domingo (15).
Guaratuba e Paranaguá foram as cidades mais atingidas pelo temporal.

Do G1 PR

A chuva que atinge o Paraná desde sexta-feira (13), já causa prejuízos em seis cidades paranaenses. De acordo com o boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual na manhã deste domingo (15), 911 pessoas foram afetadas por causa de vendavais e alagamentos. Ao todo, 19 casas foram danificadas e 33 pessoas estão desalojadas.

Os municípios com ocorrências causadas pela chuva são: Tibagi, nos Campos Gerais; Apucarana, na região norte do estado; Guaratuba, Matinhos, Paranaguá , no litoral; e São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.
Guaratuba foi a cidade com o maior número de registros. Somente no sábado (14), a Defesa Civil atendeu 500 pessoas que foram afetadas por conta de alagamentos. Em Paranaguá a tempestade que atingiu o município no sábado danificou seis casas e desalojou 20 pessoas. 

Já em Matinhos, devido ao alagamento, oito pessoas estão desalojadas. De acordo com a Polícia Militar (PM), na manhã deste domingo, foram recolhidas aproximadamente 30 placas de veículos que se soltaram após o alagamento de ruas. A polícia pede que os proprietários compareçam à sede da PM para retirá-las.

No norte do Paraná, em Apucarana, a tempestade que atingiu o munícipio na sexta-feira afetou 338 pessoas e danificou três casas.

Fonte: g1.globo.com/pr