quinta-feira, 13 de maio de 2021

Guarapuava registra 6 mortes e 183 novos casos de Covid-19


Guarapuava registrou mais seis mortes e 183 novos casos de Covid-109 nesta quinta feira (13 de maio).

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde e agora, desde o início da pandemia, o município acumula 322 óbitos e 15.572 casos confirmados.

As mortes de hoje são de uma mulher de 54 anos, que teve os primeiros sintomas dia 24 de abril, foi internada dia 05 de maio e faleceu no dia 11 de maio; um homem de 64 anos, que teve os primeiros sintomas dia 01 de maio, foi internado dia 04 de maio e faleceu ontem (12); um homem de 63 anos, que teve os primeiros sintomas dia 29 de abril e faleceu no dia 11 de maio, na UPA Batel; uma mulher de 70 anos, que teve os primeiros sintomas dia 04 de maio e faleceu no dia 10 de maio, na UPA Batel; uma mulher de 57 anos, que teve os primeiros sintomas dia 01 de maio, foi internada dia 08 de maio e faleceu ontem (12); e um homem de 47 anos, que teve os primeiros sintomas dia 15 de abril, foi internado dia 16 de abril e faleceu ontem (12).

Ainda de acordo com o Boletim Oficial, Guarapuava tem 1.632 casos ativos e 32 pessoas aguardam o resultado oficial do Laboratório Central do Estado (Lacen).

Colégios entregam produtos da agricultura familiar nesta sexta-feira


Os colégios estaduais vão distribuir nesta sexta-feira (14) produtos da agricultura familiar para as famílias mais vulneráveis da comunidade escolar. Esta é a quarta entrega de alimentos do ano, mas, ao contrário das três primeiras, não terá itens não perecíveis dos estoques das escolas (como nas duas primeiras) ou um kit específico, como aconteceu no último dia 30 de abril.

A entrega também vai ocorrer nas 200 escolas que retomaram as aulas presenciais na segunda (10), mas nestas será em quantidade menor – variando de escola para escola –, uma vez que uma parte desses alimentos será reservada para servir aos estudantes.

Ao todo serão distribuídos 1.515.322 de quilos (1,5 mil toneladas) de frutas, legumes e hortaliças frescas da agricultura familiar que variam de acordo com a região (podendo conter outros itens como leite e pães) em um investimento de R$ 4.797.916,00.

QUEM PODE RECEBER – Os beneficiários são os inscritos no CadÚnico. Neste ano a entrega é de um kit por família, e não de um kit por estudante, como foi em 2020. Pode acontecer de o inscrito no CadÚnico estar fora da lista dos beneficiários, caso os dados cadastrados estejam diferentes dos que constam no SERE (Sistema Estadual de Registro Escolar), como o nome, data de nascimento ou CPF.

Outro exemplo é o caso de cadastros novos: se a inscrição no Cadastro Único do governo federal é recente, o nome pode não constar na lista atual.

São cerca de 222 mil beneficiários e o representante da família só poderá fazer a retirada na escola onde o aluno está matriculado.

FUTURA ENTREGA – A próxima distribuição está prevista para daqui duas semanas, no dia 28, e deve conter kits de alimentos não perecíveis já adquiridos pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar). Cada kit é composto por 2 quilos de arroz, 1 quilo de feijão, 1 quilo de macarrão, 1 quilo de fubá, 1 quilo de açúcar e 1 litro de óleo de soja.

Fonte e fotos: AEN


Aposentado recebe prêmio de R$ 1 milhão do Nota Paraná



O novo milionário do Programa Nota Paraná é de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O aposentado Cícero A., 63 anos, concorreu com apenas seis bilhetes e levou R$ 1 milhão – o maior prêmio do sorteio de maio.

A van com a equipe do Nota Paraná desembarcou no município para entregar o cheque simbólico ao ex-motorista de transporte coletivo. Ele contou que nunca deixa de pedir o CPF na Nota.

“Peço nota até em qualquer cafezinho. Nunca deixo de pedir e hoje fui recompensado”, comemorou.

Sem muita sorte nos sorteios anteriores, desta vez ele foi contemplado com o prêmio milionário. “Já fui sorteado com R$ 10 algumas vezes e sempre utilizo meus créditos, mas dessa vez o prêmio foi muito maior”, disse.

Agora, ele quer garantir uma nova casa e proporcionar mais conforto para a família toda: “Hoje a minha prioridade é ter uma nova casa e esse dinheiro, para quem não tem muito, vai ajudar bastaste”.

PREMIADOS – Cícero é o quinto milionário do programa neste ano. Além dele, foram vencedores do prêmio máximo moradores de Curitiba (2), Ponta Grossa e Tunas do Paraná.

Somente em 2021, o Nota já sorteou R$ 25 milhões em prêmios. No total, são R$ 2 milhões por mês aos cidadãos. Além disso, são sorteados R$ 2,2 milhões todos os meses para instituições cadastradas que recebem doações de notas fiscais.

E, por fim, R$ 800 mil são sorteados para cadastrados no Paraná Pay, prêmios que podem ser usados em estabelecimentos serviços ligados ao turismo.

COMO CONCORRER – Para receber créditos ou concorrer aos prêmios, basta se cadastrar no site do Nota Paraná. Ao solicitar o CPF na nota o contribuinte ganhará um bilhete eletrônico pela primeira compra e mais um bilhete a cada R$ 200, cumulativamente. Nas notas geradas em compras em postos de combustíveis o contribuinte ganha bilhetes em dobro. A cada R$ 200 gastos, dois bilhetes são gerados para concorrer aos sorteios.

Todos os sorteios são auditados por uma consultoria independente, de acordo com as regras estabelecidas pela legislação vigente.



Fonte: AEN

Em Turvo, professores de 55 a 59 anos serão vacinados contra a Covid-19


Nesta sexta-feira (14), inicia a vacinação dos professores de 55 a 59 anos, da rede estadual e municipal.

Para garantir a sua dose, é preciso portar o CPF ou Cartão do SUS, a Carteirinha de Vacinação e a Declaração da condição de professor ativo.

Faça o download da declaração no site da Prefeitura.


Fonte: Prefeitura de Turvo

Mais 18 casos de Covid-19 são registrados em Turvo

 


Tribunal cobra de municípios atualização de dados sobre a vacinação contra a Covid


O Tribunal de Contas do Paraná está cobrando dos 399 municípios do Estado a atualização tempestiva dos dados da vacinação contra a Covid-19 no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (Novo SI-PNI), operado pelo Ministério da Saúde. Levantamento realizado pelo TCE-PR em parceria com a Superintendência da Controladoria-Geral da União (CGU) no Paraná identificou defasagem na alimentação do sistema, contrariando a Lei nº 14.124/21.

Desenvolvido especificamente para monitorar a campanha nacional de vacinação contra o novo coronavírus, esse novo módulo do SNI-PNI, de preenchimento obrigatório pelos municípios brasileiros, é a mais completa base de dados sobre a imunização. Registra, entre outras informações, o nome da pessoa vacinada - que pode ser identificada por seu número de CPF ou do Cartão Nacional de Saúde -, e a dose aplicada (laboratório e lote). Essas informações, disponíveis para consulta a qualquer interessado no painel de visualização Vacinômetro-SUS, são fundamentais para evitar, por exemplo, duplicidade de vacinação e identificar eventuais efeitos adversos da vacina.

Discrepância de dados

O levantamento da CGU no Paraná considerou as doses aplicadas até o dia 28 de abril. Naquele momento, de acordo com informações repassadas pelas prefeituras ao SI-PNI, o percentual médio de aplicação era de 75% das doses recebidas pelos municípios - abaixo do índice de 85% considerado bom pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Grande número de municípios paranaenses estava abaixo de 60% no índice de aplicação da vacina, desempenho considerado insuficiente. O espectro de variação se estendia de 12,2% a 104,5%. Essa última situação, em que o número de imunizados supostamente ultrapassou a quantidade de doses recebidas, comprova claramente uma situação de discrepância entre a aplicação de vacinas e o registro dos dados.

A partir do relatório consolidado pela CGU, a Coordenadoria de Sistemas e Informações da Fiscalização (Cosif) do TCE-PR confrontou os dados de vacinação dos sistemas nacional e estadual, mantido pela Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa). Isso foi feito em relação aos quatro municípios com os índices mais baixos de aplicação no SI-PNI.

Enquanto Apucarana registrou apenas 12,2% de doses aplicadas no sistema do Ministério da Saúde, nos registros da Sesa esse município aparece com um índice de 55,4% no quesito. A mesma situação foi verificada nos municípios de Prado Ferreira (20,3% contra 96,4%, respectivamente), Sertanópolis (26,8% ante 90%) e Terra Boa (29,2% contra 90,4%). Confira nesta tabela a situação de cada município no SI-PNI em 28 de abril.

Notificações às prefeituras

"Com base nesses levantamentos, vamos cobrar os gestores municipais para que alimentem, tempestivamente, o sistema do Ministério da Saúde que, por ser mais completo, confere maior transparência e fidedignidade às informações, o que permite aos órgãos de controle aferir a conformidade e a eficiência da execução dos planos de vacinação pelos municípios", informa o coordenador-geral de Fiscalização do TCE-PR, Rafael Ayres. As notificações às prefeituras serão enviadas pelo Canal de Comunicação - ferramenta eletrônica de diálogo institucional do Tribunal com seus jurisdicionados.

Segundo o superintendente da CGU no Paraná, José William Gomes da Silva, o órgão já expediu notas técnicas com recomendações aos dez municípios do Estado com pior desempenho nos registros do SI-PNI, alertando-os da necessidade de atualização do sistema com fidedignidade. "Outros expedientes serão elaborados, uma vez que o acompanhamento está sendo realizado de forma contínua." Para ele, o trabalho realizado em parceria com o TCE-PR poderá identificar "localidades com reais problemas de gestão ou de estrutura na aplicação das vacinas".

O artigo 15 da Lei nº 14.124/21 estabelece que, em situações normais, a alimentação do SI-PNI deve ocorrer diariamente. Já prevendo eventuais dificuldades de acesso ao sistema pela internet, o Ministério da Saúde recomenda que, quando isso ocorrer, os dados sejam lançados no prazo máximo de 48 horas após a aplicação, para garantir a rastreabilidade dos imunizantes.


Fonte: TCE/PR

Cobertor é furtado de motel em Pitanga

 


No dia 13 de maio, ás 05h10min, após solicitação a equipe policial deslocou até a Rodovia PRC-466 – km 95, no em um motel, na Localidade de Anjo da Guarda.

No local o solicitante passou a relatar que é proprietário do referido motel e que por volta das 04h30min, um cliente após uso do local furtou um cobertor, que o solicitante notou apenas após a saída de seu cliente.

O proprietário relatou ainda que o autor estava conduzindo uma Fiat Strada de cor vermelha.

Feito patrulhamento no intuito de localiza-lo porém sem êxito. O solicitante foi orientado.


Fonte: PM

Criança de 1 ano e 7 meses é esfaqueada pelo padrasto em Prudentópolis



No dia 12 maio, às 21h, foi deslocado para atendimento de situação de Violência Doméstica, onde o autor teria agredido a esposa e o enteado de um ano. 

Ao se aproximar do local, a equipe policial visualizou um indivíduo em via pública, o qual ao ser dado voz de abordagem se evadiu da equipe policial, adentrando numa propriedade, pulando uma cerca e correndo em direção a uma plantação. 

No local da ocorrência a equipe conversou com a mãe do agressor, uma mulher de 61 anos, e com seu pai, de 70 anos, os quais relataram que seu filho, de 23 anos, havia tido uma briga com a sua convivente, uma adolescente de 16 anos, e que do fato, o menor de 1 ano e 7 meses, filho da adolescente, teria saído lesionado, o qual teria sido encaminhado ao hospital por terceiros. 

Neste momento saiu de uma plantação, na lateral da residência, a adolescente de 16 anos, e relatou que tem um relacionamento com o homem de 23 anos a cerca de 3 meses e que há uma semana teria ido residir com o mesmo, e que nesta noite estava com seu filho em seu colo, quando o homem começou a agredi-la, com chutes e socos, que em certo momento o autor apanhou uma faca investiu contra ela, neste momento ela colocou a criança na cama, que o autor continuou as agressões e a ameaçou de morte, que ela conseguiu fugir do local e que neste momento o autor pegou a criança e a agrediu com socos na cabeça, e bateu contra o chão, dizendo que se ela não voltasse para casa iria matar o menino, sendo que neste momento passou a faca no pescoço da criança, e gritava: “AGORA ESTÁ MORTO!”. em seguida chegou os familiares do autor, os quais socorreram a criança e de imediato levaram para o hospital. 

Relatou ainda que os pais do autor falaram para o mesmo se evadir do local, a fim de evitar o flagrante. A adolescente ainda informou à equipe que estava grávida de um mês do autor. Diante do relato, a equipe retornou as buscas, sendo que foi logrado êxito em localizar o autor em uma estrada nas proximidades, o qual estava alterado, onde foi dado voz de prisão, algemado e conduzido ao camburão da viatura. 

Sendo assim, a equipe deslocou com a vítima até o Hospital Sagrado Coração, onde a criança estava recebendo atendimento médico, em contato com o médico de plantão, o mesmo informou que as lesões na criança eram de natureza grave, com risco a vida, se tratando de um corte na região do pescoço, na lateral direita, com aproximadamente 15 centímetros de comprimento. O médico relatou ainda que serão realizados exames complementares devido ao estado da criança, sendo que há suspeitas de fraturas pelo corpo. 

A adolescente também apresentava lesões, sendo encaminhada para atendimento médico, bem como o autor, que apresentava escoriações ocasionadas pela fuga na primeira tentativa de abordagem. 

Diante dos fatos a equipe encaminhou o autor até a DP LOCAL para os procedimentos, sendo confeccionado laudo de lesões corporais dos envolvidos. Se fez presente a equipe do Conselho Tutelar para acompanhar o procedimento. Não foi possível localizar a faca utilizada na situação.


Fonte: PM
Publicidade