quarta-feira, 15 de julho de 2020

19 mil cestas básicas atendem famílias de pessoas com deficiência


A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho está distribuindo 19.190 cestas básicas para prover a segurança alimentar emergencial às famílias de pessoas com deficiência que estão em vulnerabilidade social e foram afetadas pela pandemia da Covid-19. Serão beneficiados 260 municípios – 65% das cidades paranaenses.

A distribuição teve início na semana passada nas regiões dos Campos Gerais e em Curitiba e Região Metropolitana. A entrega para todo o Paraná está prevista até o final de julho. Já receberam as cestas 289 instituições especializadas que atendem essas famílias.

De acordo com o secretário da Justiça, Mauro Rockenbach, o critério para recebimento foi baseado em questionário distribuído a todas as instituições que atendem pessoas com deficiência no Estado e que são conveniadas com a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte.

“Cada instituição respondeu previamente um estudo, indicando quantas crianças e adolescentes na faixa etária entre zero a 18 anos estão em condições de vulnerabilidade econômica e, assim, preencheram um formulário com a qualificação de cada criança e adolescente que está recebendo o benefício”, ressaltou. 

As cestas são compostas por 2 kg de feijão; 1800 ml de óleo de soja; 2 kg de macarrão; 2 kg de farinha de trigo; 5 kg de arroz, 2 kg de açúcar cristal; 2 kg de leite em pó integral, 1,2 kg de bolacha maisena, 1 kg de fubá, 1 kg de sal refinado e 1 kg de amido de milho.

Os recursos para o fornecimento de alimentação a este público são oriundos do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), como medida emergencial a ser adotada durante o isolamento social necessário ao enfrentamento da Covid-19.

Fonte: AEN

Confira as Ofertas do Rasga Preço do Suprema Supermercado de Turvo




Guarapuava chega a 312 casos confirmados de coronavírus


Turvo - Boletim atualizado Covid-19




Pandemia avança no Paraná com mais 1.751 casos e 52 mortes


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (15) 1.751 novas confirmações e 52 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma 46.601 casos e 1.181 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.122 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje. 920 pacientes estão em leitos SUS (368 em UTI e 552 em leitos clínicos/enfermaria) e 202 em leitos da rede particular (63 em UTI e 139 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 927 pacientes internados, 451 em leitos UTI e 476 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 52 pacientes, todos estavam internados. São 14 mulheres e 38 homens, com idades que variam de 34 a 88 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 27 de junho a 15 de julho. Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (21), Paranaguá (3), Arapongas (2), Itaperuçu (2), Pinhais (2), Pontal do Paraná (2), São Jose dos Pinhais (2), Araucária (2), além da ocorrência de uma morte em cada um dos seguintes municípios: Assis Chateaubriand, Cascavel, Colombo, Corbélia, Curiúva, Guaratuba, Jesuítas, Mangueirinha, Matinhos, Pato Branco, Piraquara, Ponta Grossa, Quedas Do Iguaçu, Rio Branco do Sul, Santa Helena e Santa Izabel do Oeste.

Municípios – 382 cidades paranaenses têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19. Em 196 municípios há óbitos pela doença.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 523 casos de residentes de fora. 19 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Alteração de município: Um caso confirmado na data de 8/7 em Cascavel foi transferido para Pato Branco. Um caso confirmado na data de 10/7 em Curitiba foi transferido para Pontal do Paraná. Um caso confirmado na data de 10/7 em Curitiba foi transferido para Itapoá/SC. Um caso confirmado na data de 11/7 em Palmital foi transferido para Araucária. Um caso confirmado na data de 9/6 em Japurá foi transferido para Cambé. Um caso confirmado na data de 4/7 em Cianorte foi transferido para Tuneiras do Oeste. Um caso confirmado na data de 3/7 em Cianorte foi transferido para Tapejara. Um caso confirmado na data de 6/7 em Cornélio Procópio foi transferido para Londrina. Um caso confirmado na data de 4/7 em São José dos Pinhais foi transferido para Paranaguá. Um caso confirmado na data de 3/7 em Pato Branco foi transferido para Mangueirinha. Um caso confirmado na data de 11/7 em Maringá foi transferido para Curitiba. Um caso confirmado na data de 13/7 em Bom Sucesso foi transferido para Mandaguari. Um caso confirmado na data de 9/7 em Curitiba foi transferido para São José dos Pinhais. Um caso confirmado na data de 4/7 em Curitiba foi transferido para Tuneiras do Oeste.

19 Exclusões: Um caso confirmado na data de 17/5 em Cornélio Procópio foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 2/6 em Cornélio Procópio foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 2/6 em Siqueira Campos foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 8/6 em Cornélio Procópio foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 12/6 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 20/6 em Três Barras do Paraná foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 22/6 em Cornélio Procópio foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 24/6 em Cascavel foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 24/6 em Maringá foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 1/7 em Foz do Iguaçu foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 10/6 em Dois Vizinhos foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 2/7 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 5/7 em Cornélio Procópio foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 6/7 em Foz do Iguaçu foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 9/7 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 17/6 em Paiçandu foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 12/7 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 13/7 em Maringá foi excluído por duplicidade de notificação. Um caso confirmado na data de 08/7 em Ivaiporã foi excluído por erro de notificação.

DIA DE HOMENAGEM AOS POLICIAIS DO PELOTÃO DE CHOQUE DO 16º BPM QUE SE DESTACARAM EM SUAS MISSÕES


Na manhã desta quarta-feira (15), foi realizada na Praça dos Heróis do 16º Batalhão de Polícia Militar a entrega de Referências Elogiosas aos policiais militares do Pelotão de Choque que foram destaque no cumprimento de suas missões.

Nove policiais militares do Pelotão de Choque foram homenageados pelo Comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar, Major Cristiano Cubas. O comandante ressaltou o comprometimento e dedicação dos policiais militares, os quais não mediram esforços em realizar diligências em determinada ocorrência, obtendo como resultado a apreensão de substâncias entorpecentes ocasionando um prejuízo estimado ao tráfico de drogas de 40 mil reais. Além de apreensão de armamentos e prisões.

Isso tudo é reflexo do policiamento mais intensivo e preventivo da Polícia Militar do Paraná e um trabalho de proximidade com a comunidade, aumentando significativamente a segurança pública no município de Guarapuava e região. 

O Major Cubas exaltou o excelente trabalho do Pelotão de Choque do 16º BPM e destacou que a valorização do policial é um dos pilares do seu comando. 


16º BPM. Nós cuidamos de você.

Aspirante PM Patrícia Fernanda Silvério, 

Oficial de Comunicação Social. 

Soldado PM Dulcimara Gomes Batista, 

Auxiliar de Comunicação Social.

Projeto desenvolverá ações coletivas com famílias rurais



O projeto Renda Agricultor Familiar, ação do programa Nossa Gente criada em 2015 para ajudar famílias que vivem no campo, já atendeu até o momento mais de 5,6mil famílias de 156 municípios. 

Para ampliar a proposta de renda do agricultor, e focar em ações coletivas de grupos familiares e comunitários que incluam famílias indígenas e quilombolas, o Governo do Estado criou a modalidade de Inclusão Produtiva Solidária para complementar e fortalecer o projeto.

Essa nova modalidade vai atender prioritariamente grupos familiares e comunitários, incluindo famílias indígenas e quilombolas em situação de vulnerabilidade social, acolhidas pelo Programa Família Paranaense/Nossa Gente Paraná, com renda per capita de até R$ 178,00 ou que participaram da primeira fase Renda Agricultor e aplicaram satisfatoriamente os recursos. “A ideia é fortalecer e dar continuidade projetos apoiados pela primeira fase do Renda Agricultor, bem como implantar novos projetos que incluam e oportunizem famílias das diversas comunidades do Paraná”, afirmou o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Mauro Rockenbach.

O programa também conta com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento e com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR) – antigo Iapar e Emater. 

MAIS OPORTUNIDADE - As famílias selecionadas serão organizadas em grupos que poderão escolher uma atividade produtiva para investimento, como exemplo hortas, pomares, quintais produtivos comunitários, pequenas criações, pequenas unidades de transformação como panifícios, massas, conservas, compotas, doces, geleias, produtos minimamente processados, salão de beleza, artesanato, costura, prestação de serviços e outros de interesse do grupo.

Também receberão treinamentos do IDR sobre temas relacionados a noções básicas de organização coletiva e empreendedorismo, capacitação na atividade produtiva selecionada, aspectos de mercado e comercialização, gestão do empreendimento coletivo.

Cada família participante do grupo receberá ainda um recurso de R$ 1.000,00 a R$ 4.000,00 para investimento no projeto coletivo (compra de maquinário, compra de insumos, transporte, beneficiamento).

Segundo a coordenadora do programa Nossa Gente da Sejuf, Letícia Reis, os recursos do Renda Agricultor Familiar são financiados pelo BID (Banco Interamericano do Desenvolvimento) e devem ser investidos na geração de renda e na melhoria da qualidade de vida, como pequenas reformas que melhoram o saneamento básico, incentivo à produção para consumo próprio e impulso para o desempenho de atividades agrícolas, como compra de sementes, insumos e equipamentos.

Fonte: AEN

ACET CONVOCA SEUS SÓCIOS PARA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA




Homem de 65 anos é assassinado em Pinhão


Por volta das 21h30min do dia 14 de julho de 2020, na Estrada Principal, Faxinal dos Coutos, Zona Rural, a equipe policial recebeu uma denúncia, informando de que na localidade de Faxinal dos Coutos, havia um indivíduo no meio do mato, possivelmente, em óbito. 

No local da ocorrência, foi verificado o senhor de 65 anos, sem os sinais vitais, quanto a sua respiração. A equipe policial fez isolamento do local da ocorrência e fez contato com o IML e criminalística de Guarapuava. Acompanhou a equipe policial, até aonde o mesmo se encontrava caído, sua esposa, senhora, 60 anos. 

A senhora achou estranho o marido estar demorando em chegar em casa, assim, resolveu fazer uma busca no meio do mato, onde, possivelmente ele poderia estar trabalhando, onde, veio a encontrá-lo caído no meio do mato, depois ligou para o 190. Com a chegada da criminalística de Guarapuava, assim, como da investigadora da delegacia de policial do Pinhão, foi verificado que o senhor, havia sido vítima de disparo de arma de fogo.

Fonte: PM

Homem está desaparecido em Marquinho


Por volta das 10h00min do dia 14 de julho de 2020, na Localidade de Barreiro, em Marquinho a equipe policial recebeu ligação do senhor, informando que seu sobrinho o Sr. Rubens Lourenço da Luz, 53 anos que chegou em sua casa no dia 10/07/2020, vindo do Município de Laranjal e estava dormindo em sua residência. 
Disse que iria na casa de um compadre, a 200 metros do local, no dia 12/07/2020 e pediu ao senhor uma lanterna emprestada. Que o senhor emprestou a lanterna e o Sr Rubens saiu e não retornou. Que no outro dia o senhor perguntou ao vizinho, o qual relatou que Rubens não apareceu no local. 
Devido aos fatos a equipe deslocou ate o local da ocorrência e constatou os pertences do Sr Rubens na residência do senhor. 

Foi efetuado buscas na mata e na residência de familiares, mas o mesmo não foi localizado.