quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Carreta cai em rio na BR-153


Uma carreta carregada com farelo de soja caiu dentro do Rio Potinga quando trafegava pela BR-153, próximo a Rebouças, na tarde desta quinta-feira, 10.

Conforme informações do Jornal O Combate, o chamado “cavalo” da carreta passou pela ponte sem sofrer danos. A carreta acabou tombando e caiu no rio. Parte da carga foi para dentro da água; outra parte ficou espalhada pela pista. Não houve vítimas neste incidente.

Populares que passavam pelo local pararam para juntar o farelo espalhado na pista. A Polícia Rodoviária Federal de Irati prestou atendimento no local.

Governador inaugura o aeroporto municipal de Pato Branco



O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugurou nesta quinta-feira (10) o Aeroporto Municipal Juvenal Loureiro Cardoso, de Pato Branco, Sudoeste do Paraná. A data marcou também a chegada do primeiro voo da empresa Azul Linhas Aéreas, partindo de Curitiba, que fará operações semanais atendendo o Sudoeste paranaense e o Noroeste de Santa Catarina.

O governador acompanhou o batismo da primeira aeronave da Azul a pousar no aeroporto, recepcionou os passageiros e cumprimentou os tripulantes. O Governo do Estado investiu R$ 2,87 milhões na pavimentação asfáltica, recapeamento e sinalização horizontal da pista de pouso, área de escape, pátio de manobras e pista de taxiamento. O Estado também ofereceu incentivos fiscais para a operação da Azul no município.

Ratinho Junior afirmou que o aeroporto e a nova linha comercial serão importantes indutores econômico do Sudoeste. “Uma linha aérea ajuda na parte de negócios e abre a possibilidade de mais empresas virem para cá”, disse ele. “Nenhum país do mundo consegue se desenvolver sem infraestrutura. Precisamos de boas rodovias, ferrovias e aeroportos regionais. É assim que o Brasil deve caminhar. Precisamos fortalecer os aeroportos e voos regionais”, afirmou.

Para o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, o novo aeroporto é um divisor de águas para o desenvolvimento da região. “Este investimento atende a forte demanda do Sudoeste. É um diferencial como atrativo de investimentos e consolidação dos empreendimentos presentes aqui", afirmou ele.

De acordo com a Azul, as saídas da capital serão às 13h30, com chegada em Pato Branco às 14h50. Na volta, os voos para Curitiba partem às 16h20, com previsão de chegada ao Aeroporto Afonso Pena às 17h40.

REVITALIZAÇÃO - A revitalização do aeroporto de Pato Branco foi iniciada em 2017 e em setembro de 2018 o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) alterou a classificação do local de “aeródromo” para “aeroporto”, o que permite a operação de voos regulares.

O recurso do Governo do Estado foi repassado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, por meio de convênio firmado com a prefeitura, valor total de R$ 3,18 milhões. A contrapartida da administração municipal foi de R$ 310,8 mil.

Desde janeiro de 2017, o aeroporto recebeu mais de R$ 14 milhões em intervenções estruturais. Além do repasse do Estado, os investimentos foram fruto de parcerias do município com o Governo Federal e com a Associação Empresarial de Pato Branco (ACEPB).

MAIS VOOS – A nova rota da Azul vai atender toda a região Sudoeste. Neste mês, está programado um voo semanal da companhia às quintas-feiras. Com capacidade para 70 passageiros, os primeiros voos da aeronave ATR-72 já estão lotados. A expectativa da Azul é, a partir de 5 de abril, ampliar a malha local, adicionando mais quatro voos entre Curitiba e Pato Branco, por semana. A ampliação de voos está atrelada à completa certificação do aeroporto pelas autoridades aeronáuticas.

Com este novo voo, o Paraná se torna o terceiro estado brasileiro com o maior número de municípios atendidos pela companhia, afirmou o assessor da presidência para Assuntos Institucionais da Azul, Ronaldo Veras. “São cerca de 80 decolagens por dia e 41 mil passageiros por mês, graças ao empenho de todos no Estado”, disse.

TOLEDO - O Aeroporto Luiz Dalcanale Filho, de Toledo, no oeste do Paraná, começou a operar uma linha da Azul na quarta-feira (9), inicialmente com um voo semanal para Curitiba.

INCENTIVO – A linha da Azul no aeroporto de Pato Branco e de Toledo estão dentro do programa de incentivo do Governo do Paraná para ampliar a oferta de voos regionais no Estado.

O Governo do Estado reduz o ICMS sobre o querosene de aviação em dois pontos percentuais a cada nova rota criada nos aeroportos do Paraná. O incentivo fiscal diminui os custos com o combustível, que é um dos grandes gastos das empresas aéreas. O incentivo fiscal vai até o limite de 8% e pode beneficiar todas as companhias interessadas em operar novas rotas do Paraná. “Estamos conversando com outras empresas aéreas, como a Gol e a Latam, para que elas possam aumentar o número de voos no Paraná”, disse Ratinho Junior.

O primeiro aeroporto beneficiado foi o de Ponta Grossa (Campos Gerais), onde a Azul começou a operar em outubro de 2016. Além de Pato Branco e Toledo, também está na rota o Aeroporto de Umuarama, no Noroeste.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; os secretários da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; e do Desenvolvimento Ambiental, Márcio Nunes; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Pato Branco, Ezaul Zillmer; e da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amusop), o prefeito de Santa Izabel do Oeste, Moacir Fiamoncini; os deputados federais Fernando Giacobo e Paulo Martins; deputados estaduais Hussein Bakri, Rasca Rodrigues e Fernando Scanavaca e o deputado estadual eleito Luiz Felipe Guerra Filho e prefeitos da região.

Fonte: AEN

Saúde investiga suspeita de morte por dengue


A morte de uma adolescente de Uraí, no Norte do Estado, está sendo investigada por haver suspeita de ter sido causada por dengue. A menina, de 14 anos, passava as festas de final de ano em Cornélio Procópio, onde foi hospitalizada no dia 29 de dezembro. O caso se agravou porque ela era diabética.

O teste rápido que é feito no momento da internação deu positivo para dengue, mas esse procedimento apenas orienta o diagnóstico inicial, uma vez que há grande possibilidade de ocorrer cruzamento com outras doenças. Até o momento, a sorologia desenvolvida pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) não confirma tratar-se de dengue. Novos testes serão realizados.

De acordo com a chefe do Centro Estadual de Vigilância Ambiental, Ivana Belmonte, ao receber a notificação, a Secretaria de Estado da Saúde encaminhou ao município de Uraí dois equipamentos de fumacê para reduzir os mosquitos que estão no ar. Também foi reforçado o envio de repelente para uso de gestantes e crianças de até 5 anos e material educativo.

“Mas a eliminação das larvas (criadouros) depende muito do empenho da própria população, que precisa eliminar os focos de água parada em seus domicílios”, destaca Ivana.

Uraí apresenta um crescimento na circulação do vírus da dengue tipo 2, o que também aumenta a preocupação, uma vez que até o ano passado a grande maioria dos casos registrados no Paraná, cerca de 90%, era do tipo 1. Mesmo pessoas que se tornaram imunes ao tipo 1 podem ser infectadas pela dengue tipo 2.

EM NÚMEROS - Desde agosto do ano passado, o Estado confirmou a ocorrência de 129 casos de dengue distribuídos em 38 municípios, especialmente do Norte, Noroeste e Oeste do Paraná. Mas, até o momento, apenas Uraí atingiu a situação de alerta de epidemia, considerada a partir da incidência de 273,62 casos para cada 100 mil habitantes.

ALERTA - Nos momentos de maior incidência da dengue, como é o caso do verão, toda a população deve ser colocada em alerta para evitar a proliferação do mosquito transmissor. É preciso eliminar todo tipo e tamanho de água parada, poços e bebedouros de animais, onde as larvas do mosquito se criam.

Ivana explica que algumas pessoas são mais vulneráveis a desenvolver a forma grave da doença. Este grupo de risco é composto, principalmente, por idosos, gestantes, lactentes menores (29 dias a 6 meses de vida), dependentes químicos e pessoas com algum tipo de doença crônica pré-existente, como hipertensão arterial, diabetes mellitus, anemia falciforme, doença renal crônica, entre outras.

Os casos mais graves são, geralmente, pessoas com a saúde mais frágil, que necessitam de atenção especial. A orientação é que elas busquem atendimento de saúde logo que apresentem os primeiros sintomas. O diagnóstico precoce e o tratamento em tempo oportuno reduzem significativamente as chances de agravamento do caso.

Os sintomas que devem ser observados são febre acompanhada de dor de cabeça, dor articular, dor muscular e dor atrás dos olhos ou mal-estar geral. Esses sinais não podem ser desprezados.

COMBATE - O verão, com temperaturas mais altas e o clima chuvoso, propicia o acúmulo de água e o desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, a zika e a chikungunya.

Quem viaja deve redobrar os cuidados para evitar o avanço da doença. Antes de deixar seu imóvel, o morador deve verificar se não está abandonando recipientes que possam acumular água e servir como criadouro para as larvas do mosquito. É recomendado prestar atenção em espaços que nem sempre são lembrados, como bromélias, ocos de árvores, ralos e coletores de água da geladeira/ar-condicionado.

“São poucos minutos que fazem toda a diferença no combate ao mosquito. Mantendo a casa sem água parada, você protege sua família e também os seus vizinhos”, diz a chefe do Centro Estadual de Vigilância Ambiental, Ivana Belmonte.

As mesmas recomendações devem ser seguidas por quem aluga uma casa na temporada. “A chegada deve ser acompanhada de uma vistoria cuidadosa em vasos, baldes, piscinas, vasos sanitários, tanques, garrafas e qualquer objeto que possa juntar água durante a ausência dos moradores”, complementa Ivana.

Entre os criadouros mais comuns estão vasos e pratos de plantas, garrafas pet, copos plásticos, sacolas, latas e outros materiais recicláveis. Também existem outros vilões que nem sempre estão à vista, como calhas entupidas, ocos de árvores, bromélias e bandejas externas de geladeira.

Fonte: AEN

Acidente entre caminhões deixa um morto e dois feridos na BR-376


Um homem morreu em um acidente entre dois caminhões, na tarde desta quinta-feira (10), na BR-376 em Ortigueira, nos Campos Gerais do Paraná. A rodovia está parcialmente bloqueada, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O motorista do segundo caminhão envolvido e o condutor de um carro atingido no acidente foram levados com ferimentos moderados para um hospital de Apucarana, na região norte do estado, de acordo com a PRF.

O caminhoneiro que faleceu levava uma carga de toras de madeira, que ficou espalhada na pista.

Conforme a polícia, a BR chegou a ficar totalmente interditada após o acidente, no sentido norte.

A previsão da concessionária que administra o trecho é que as cargas sejam recolhidas e a rodovia liberada completamente até o fim da tarde.


Foto: Sandro Henrique Freitas Duarte
Fonte: G1 - PR

Duas pessoas morreram em grave acidente na BR-376


Um grave acidente foi registrado na manhã desta quinta-feira 10/01, na BR 376 no KM 272, entre o distrito de São José em Marilândia do Sul e Mauá da Serra. Duas pessoas morreram. Segundo as informações, o acidente envolveu um Gol com placas de Apucarana e uma S10. No carro estava um casal, eles não resistiram aos ferimentos e morreram na hora.

O nome das vítimas ainda não foi divulgado. A S10 também era ocupada por um casal, os dois sofrerem ferimentos e foram socorridos por terceiros, a mulher que estava na caminhonete está gravida.Testemunhas contaram que o Gol bateu de frente contra a S10, o carro teria invadido a pista. A Polícia Rodoviária Federal apura as causas do acidente. 

As vítimas fatais que estavam no carro, foram identificadas sendo: Alberto Curunci, de 63 anos, e a esposa dele Maria Creuza Curunci, de 65 anos, eles vendiam orquídeas no terminal e estavam indo buscar as orquídeas em Mauá. 

Fotos: João Marcos e Rodrigo Almeida


Palmeirinha - Atendimento em local de morte



No dia 9 jan. 19. às 15h19min, a equipe policial do Distrito da Palmeirinha, foi informada que na localidade Corvinho havia uma pessoa em óbito. A equipe deslocou até o referido local, onde um amigo da família da vítima, acompanhou a equipe, relatando que os familiares do masculino, 64 anos em óbito, informaram que ele saiu de casa por volta das 10h da manhã e até as 14h não havia retornado para casa. 
Diante disso, saiu a sua procura e o encontrou naquele local sem vida. No local já estava a equipe do SAMU sendo constatado o óbito como causa natural. 
Compareceram no local o Investigador Polícia e IML Criminalística, aos quais foi repassada a ocorrência. Orientado os familiares quanto aos procedimentos.

Fonte: 16º BPM

Faleceu em Turvo, o Agente Comunitário Jocenir Antonio Gresile


Faleceu na madrugada dessa quinta-feira (10), o senhor Jocenir Antonio Gresile com 54 anos. 

Segundo informações, Jocenir faleceu vítima de um infarto, ele era bastante conhecido em Turvo, filho do senhor Amadeu Dentista e trabalhava como Agente Comunitário de Saúde no município.

Seu corpo está sendo velado na Capela Mortuária.

A missa de corpo presente será ás 17h00 de hoje, em seguida acontece o sepultamento.



Informações e foto repassadas ao blog por um familiar.