quinta-feira, 15 de julho de 2021

Mulher é agredida e abandonada em buraco com cerca de 3 metros de profundidade


Uma mulher foi encontrada com várias marcas de agressão pelo corpo dentro de um buraco com cerca de 3 metros de profundidade em Londrina, no norte do Paraná, na tarde desta quinta-feira (15).

Os bombeiros retiraram a mulher, que tem 32 anos, do local. Ela estava com ferimentos na cabeça, rosto, barriga, pernas e com as duas mãos quebradas, de acordo com informações da Guarda Municipal, .

A mulher foi localizada após uma denúncia anônima ser feita na sede operacional da Guarda Municipal. Os agentes foram até uma construção abandonada na Rua Chile.

O denunciante disse que a mulher foi agredida a noite inteira e abandonada no buraco. Ainda segundo ele, os agressores voltariam na noite desta quinta-feira (15) para matá-la.

"O terreno é grande e fizemos uma varredura, procuramos tudo quanto foi tampa. A mulher estava nesse buraco que foi aberto para passar um tubulação de água ou esgoto. O buraco foi fechado com uma tampa de cimento e por cima foram colocados galhos, pedaços de pau e entulhos de construção para não chamar a atenção", contou o guarda municipal Gnecco.

Quase 12 horas no buraco

A vítima contou aos guardas que estava passando pela região e sentiu uma pancada forte na cabeça. Quando retomou os sentidos, estava sendo agredida com tijoladas e pauladas.

O guarda informou que a mulher foi deixada no local às 3h da manhã e só foi localizada por eles por volta das 14h50. Segundo o agente Gnecco, ela estava ferida e desidratada.

Ela foi levada ao hospital Santa Casa de Londrina após ser socorrida. A instituição informou que a vítima sofreu politraumatismo e está consciente. O estado de saúde é considerado regular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade