terça-feira, 8 de setembro de 2020

Covid-19 já infectou mais de 143 mil paranaenses


A Secretaria de Estado da Saúde confirma nesta terça-feira (8), 1.389 novos casos e 38 óbitos pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná acumula 143.727 casos e 3.577 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.016 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 865 em leitos SUS (383 em UTI e 482 em leitos clínicos/enfermaria) e 151 pacientes em leitos da rede particular (49 em UTI e 102 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.282 pacientes internados, 510 em leitos UTI e 772 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A Sesa informa a morte de mais 38 pacientes, todos estavam internados. São 14 mulheres e 24 homens, com idades que variam de 22 a 94 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 1º e 8 de setembro.

Os pacientes que faleceram residiam em: Londrina (9), Curitiba (6), Foz do Iguaçu (4), Cambé (3), Arapongas (2) e Toledo (2). A Sesa divulga também um óbito por Covid-19 em cada um dos seguintes municípios: Apucarana, Cascavel, Colombo, Florestópolis, Ibiporã, Ipiranga, Piên, Prado Ferreira, Ribeirão do Pinhal, Rio Branco do Sul, São Tomé e Tamarana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 1.530 casos de residentes de fora, 38 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Alterações de município
Um caso confirmado no dia 30/8 em Mallet foi transferido para Porto Amazonas.
Um caso confirmado no dia 29/8 em Porto Amazonas foi transferido para Ponta Grossa.
Um caso confirmado no dia 22/6 em Carambeí foi transferido para Fazenda Rio Grande.
Um caso confirmado no dia 3/7 em Carambeí foi transferido para Curitiba.
Um caso confirmado no dia 16/6 em Carambeí foi transferido para Ponta Grossa.
Um caso confirmado no dia 25/8 em Londrina foi transferido para Prado Ferreira.
Um caso confirmado no dia 24/8 em Londrina foi transferido para Cambé.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO PARTIDO PTB DE TURVO


Polícia descobre que na verdade duas crianças morreram em incêndio criminoso; marido está preso


A tragédia na família de Rosenilda Rodrigues foi maior do que se imaginava. Horas depois de confirmar a morte de uma criança de dois anos, a polícia confirmou uma segunda morte no incêndio criminoso que atingiu a casa da família na Vila Madre, em Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Trata-se da filha caçula de Rosenilda com o companheiro que provocou o fogo.

O corpo da pequena Ashley, de apenas um ano, foi localizado em meio aos escombros. A morte da irmã de dois anos, chamada Mábile, já havia sido localizado na casa. A mãe foi encaminhada em estado grave ao hospital com várias queimaduras. Ela voltou para dentro da residência para salvar as filhas e não conseguiu.

A tragédia aconteceu em uma casa de madeira numa área de morro, bastante íngreme, na Vila Madre. O fogo tomou conta de tudo rapidamente. Vizinhos contaram o desespero de Rosenilda.

“Ela saiu com a casa pegando fogo, mas ainda voltou pra tentar salvar a filhinha. Foi ai que ela se queimou bastante, mas não conseguiu tirar a menina a tempo. Meu Deus, essa menininha estava ontem brincando na areia, feliz e hoje essa tragédia”, disse uma vizinha no local da tragédia, ainda quando se imaginava que a filha caçula havia sido levada pelo pai.

Um segundo corpo foi localizado, mas, num primeiro momento, imaginava-se tratar de um animal de estimação.

O pai de Rosenilda, Vitor Rodrigues, contou que os outros três filhos dela dormiram na casa dele. “Se todos estivessem aqui teria sido ainda pior. Perdi minha netinha e é muito triste”, contou cedo, sem saber que a outra neta também havia morrido.

Brigas

Segundo a polícia, o responsável pelo incêndio foi Lucas Galdino, marido de Rosenilda e pai de Ashley. Ele chegou a fugir, mas foi preso em seguida.

O casal havia discutido e o Lucas foi embora na noite anterior. No final da madrugada ele voltou e ateou fogo na casa. O avô disse ainda que as brigas eram constantes. “Eles viviam brigando e se acertando. A gente sabia também que usavam drogas. Só acordei com o fogo alto”, disse.

Os bombeiros tiveram dificuldade pra resgatar a mãe das crianças em razão da casa ficar num local de difícil acesso. “O estado de saúde dela é bem grave, com muitas queimaduras. Uma situação lamentável”, contou.

A mulher foi encaminhada para o Hospital Evangélico, em Curitiba. O homem foi levado para a delegacia de Rio branco do Sul e o corpo das crianças recolhidos pelo IML.

A Polícia Científica trabalha no local para apurar as circunstâncias do crime.

Momento em que a mãe das crianças é resgatada:


Fonte: Banda B


Motocicleta é furtada em Boa Ventura de São Roque


Por volta das 15h10min do dia 07 de setembro, compareceu ao destacamento policial o senhor, 29 anos, passando a relatar que é sobrinho de um homem, que faleceu em um acidente de automóvel no dia 06 de setembro, relatou que Jorge era proprietário de uma motocicleta modelo Honda/NRR 150 Bros, cor vermelha, placa ANW-8264, que havia deixado a motocicleta estacionada nos fundos do prédio, no entanto quando ele foi buscar a motocicleta de seu tio no local em que havia deixado, constatou que a motocicleta havia sido furtada, ficando ali apenas o capacete. 

Relatou ainda que verificou um anúncio no grupo do Facebook, feito por um perfil provavelmente falso, o qual anunciava uma motocicleta com as mesmas características da que foi furtada, reconhecendo inclusive as marcas de uso e pequenas avarias. Foi orientado quanto aos procedimentos.

Fonte: PM

Homem é preso por lesão corporal e violência doméstica em Turvo


Por volta das 21h00min do dia 07 de setembro, a equipe policial foi informada de que no BNH 1, estaria havendo uma briga.

No local em contato com o senhor, 63 anos, o qual relatou que sua filha, 33 anos, está se separando da pessoa, 37 anos, que ele foi até a frente de sua casa e após ver ela no interior da residência, passou a jogar pedras em direção a casa, vindo a danificar os vidros da casa e também uma grade. 

Diante dos danos, o senhor, 63 anos, veio tentar conversar com ele que passou a agredi-lo fisicamente, vindo a entrarem em vias de fato. Com a chegada da equipe o autor já havia se evadido. Efetuado patrulhamento, juntamente com a vítima, sendo localizado o autor em sua residência.

Com a manifestação das vítimas em representar contra o autor dos fatos, foi dado voz de prisão ao homem. A vítima ainda relatou, que ele disse que se ela separar, ele vai fazer " sua família chorar ", disse ainda que " se for preso, quando sair vai matá-la ". Diante dos fatos, encaminhada as partes até a 14ª SDP, para os procedimentos cabíveis.

Fonte: PM