quinta-feira, 21 de maio de 2020

Estado ‘dribla’ o coronavírus pelo status livre de aftosa


Mesmo diante da grave crise sanitária causada pela pandemia de coronavírus que assola o mundo, o Paraná mantém a programação em dia para conquistar o status de Estado Livre de Febre Aftosa, Sem Vacinação. O título permitirá ao setor agropecuário paranaense ampliar mercados e é considerada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior como essencial para impulsionar a retomada econômica pós-Covid-19.

A expectativa é que a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) chancele a nova condição paranaense em maio de 2021, em um evento em Paris, na sede da entidade. “Tenho certeza de que esse reconhecimento vai resultar na criação de muitos empregos, já que os produtores do Paraná terão condições de acessar mercados mais disputados. Isso fortalece a nossa indústria e também o comércio exterior”, afirmou o governador.

De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), 50.739 cargas foram fiscalizadas nos 33 postos de trânsito agropecuário nas divisas com os estados de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e São Paulo até a primeira quinzena de maio, mesmo com a confirmação da circulação do vírus no Estado.

Do total de averiguações, cerca de 20% (10.102) foram em carregamentos de animais. A medida atende a Instrução Normativa 37, da Secretaria de Defesa Agropecuária, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que determinou a proibição de ingresso e incorporação de animais vacinados contra a febre aftosa no Estado do Paraná. O texto foi publicado em 30 de dezembro do ano passado.

Como parte do protocolo, o Paraná já foi dispensado da vacinação, que normalmente ocorria em novembro. Também por determinação do Ministério da Agricultura foi proibida a manutenção e uso de vacina em território paranaense.

PLANEJAMENTO – O secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, explicou que o número de fiscalizações se manteve estável mesmo nos meses de maior incidência do coronavírus no Paraná, como março e abril. “Apesar da pandemia, estamos mantendo tudo o que foi planejado com o foco daqui a um ano, na conquista deste título”, disse. “É um passaporte que o Paraná terá em mãos para entrar em muitos mercados”, afirmou.

Ele ressaltou que a abertura de novas frentes de negociação vai significar investimentos diretos no Estado, como a instalação e ampliação de indústrias e cooperativas. Para Ortigara, há um potencial enorme de crescimento nas cadeias de suínos, peixe, frango, leite e pecuária bovina de corte.

“O status aliado a um bom produto, estratégia comercial e preços competitivos farão toda a diferença. Sem esse título você não bate na porta dos bons mercados compradores”, destacou o secretário. “E tudo isso ajudará o Paraná a se recuperar mais rapidamente deste momento econômico. O potencial é enorme”, acrescentou.

Ortigara lembrou ainda que o último foco de febre aftosa no Paraná foi em 2006. De lá para cá, não houve mais circulação viral, em razão dos esforços de vários setores, entre eles o governo estadual que estruturou a Adapar para garantir o serviço de fiscalização e vigilância animal.

ADAPTAÇÃO – O vírus não mexeu no cronograma de fiscalização, mas fez com que a estrutura da agência tivesse de se adaptar para combater a circulação da doença.

Gerente de Saúde Animal da Adapar, Rafael Gonçalves Dias disse que todos os profissionais que estão em campo trabalhando na conclusão do inquérito soro-epidemiológico do rebanho bovino do Estado estão devidamente protegidos por equipamentos validados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), além de seguir as regras de distanciamento social. O mesmo vale para os produtores.

A Adapar começou o monitoramento na segunda-feira (18). Serão coletadas amostras do sangue de quase 10 mil animais em 330 propriedades rurais espalhadas pelo Paraná. “Diminuímos outras rotinas para priorizar essa ação, sempre com muita responsabilidade e tomando todos os cuidados necessários, seja em relação aos nossos servidores ou aos produtores”, afirmou Rafael.

“Somos um serviço essencial porque o Paraná não pode parar de produzir alimentos, abastecer o Brasil e o mundo. Com a pandemia, adaptamos e melhoramos os procedimentos de segurança que já existiam”, acrescentou o gerente de Trânsito Agropecuário da Adapar, Muriel Moreschi.

SAÚDE – Além disso, 13 dos 33 postos de trânsito agropecuário estão servindo de apoio à Secretaria de Estado da Saúde no combate à circulação do coronavírus. Nos locais, um grupo de até três profissionais da área faz uma triagem prévia das pessoas que entram no Paraná.

O trabalho é orientativo, com explicações sobre como agir para evitar a proliferação da doença. Também são indicados locais especializados para o tratamento da doença caso algum sintoma seja verificado. O paciente fica em isolamento durante o período.

“São ações direcionadas e informativas, que ajudam a conter a proliferação do vírus. É uma grande parceria da Saúde, Segurança Pública e Adapar para monitorar os principais acessos ao Paraná”, explicou o assessor da diretoria-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Eduardo Rebonato.

Guarapuava - Boletim atualizado


Paraná tem 194 novos casos confirmados e mais quatro mortes


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o informe epidemiológico da Covid-19 com o acumulado de 2.810 pessoas que tiveram o diagnóstico confirmado. São 194 a mais do que o monitoramento do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) da Sesa registrava no dia anterior. Quatro pessoas foram a óbito em decorrência da Covid-19, total é de 141 vítimas no Paraná.

ÓBITOS - os quatro pacientes que faleceram e estão no informe desta quinta-feira (21) são dois homens e duas mulheres. Uma moradora de Luiziana, de 62 anos, faleceu no dia 18, a outra mulher, residia em Fazenda Rio Grande, tinha 85 anos e morreu dia 21. Um homem de 89 anos, residia em Curitiba e morreu no dia 18 e o outro era morador de Pinhais, de 76 anos, morreu no dia 20.

INTERNADOS – 188 pessoas que têm diagnóstico positivo para o novo coronavírus estão internadas nesta quinta-feira (21). São pacientes que usam leitos na rede privada e também do Sistema Único da Saúde (SUS). Entre elas, 107 estão em enfermaria (72 no SUS e 35 na rede particular) e 81 em UTI (50 SUS e 31 na rede particular). As informações desses pacientes são coletadas do Sistema Estadual de Regulação Care-PR e das Secretarias Municipais de Saúde, sendo consolidadas na planilha de monitoramento da Diretoria de Gestão em Saúde da Sesa.

Do total de 1.748 leitos SUS exclusivos Covid-19, para pacientes suspeitos ou confirmados, 347 estão ocupados por pacientes que aguardam o resultado de exames (além dos 122 pacientes internados citados acima que utilizam leitos SUS).

MUNICÍPIOS – 201 cidades paranaenses têm ao menos uma pessoa contaminada com o Sars-CoV-2. Em 52 municípios há registro de óbitos pela Covid-19.

As novas confirmações são nas cidades: Alto Paraíso (1), Amaporã (2), Apucarana (1), Araucária (1), Assaí (1), Assis Chateaubriand (1), Bela Vista do Paraíso (1), Cambé (2), Campina Grande do Sul (2), Capitão Leônidas Marques (1), Cascavel (9), Centenário do Sul (1), Cianorte (3), Colombo (1), Cornélio Procópio (1), Curitiba (35), Douradina (1), Doutor Camargo (1), Fazenda Rio Grande (5), Foz do Iguaçu (4),Francisco Beltrão (4), Goioxim (1), Ibema (1), Imbituva (2), Ivaí (1), Jacarezinho (3), Jataizinho (1), Laranjeiras do Sul (1), Lobato (1), Londrina (34), Mandaguaçu (2), Maringá (5), Matelândia (1), Matinhos (1), Missal (1), Palmas (2), Paranaguá (2), Paranavaí (3), Pinhais (4), Piraquara (4), Ponta Grossa (5), Pontal do Paraná (1), Quarto Centenário (1), Quitandinha (4), Ribeirão do Pinhal (1), Rio Negro (1), Santa Fé (1), Santa Mariana (1), Santa Tereza do Oeste (1), São João do Caiuá (1), São José dos Pinhais (7), Sapopema (1), Sarandi (2), Saudade do Iguaçu (5), Tamboara (7), Telêmaco Borba (1), Terra Rica (1), Toledo (3), Tuneiras do Oeste (1) e Umuarama (1).

FORA DO PARANÁ – cinco novas confirmações de residentes de fora do Paraná estão no informe desta quinta-feira (21). São residentes de Euclides da Cunha Paulista, dois de Pereira Barreto e dois de Rosana, todas cidades do estado de São Paulo. Somando aos demais, são 45 pacientes confirmados para Covid-19 não residentes no Paraná. Três pessoas que foram atendidas no Paraná e residem fora do estado foram a óbito.

Ajuste:

Um caso confirmado na data de 13/5 como residente em Curitiba foi transferido para Campina Grande do Sul.

Quatro pessoas ficam feridas em acidente na PRC-466, em Guarapuava


Quatro pessoas ficaram feridas em um grave acidente de trânsito na noite desta quarta-feira (20) na PRC-466, em Guarapuava.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a colisão frontal entre um veículo Fiat/Siena (placas de Boa Ventura de São Roque) e um Fiat/Pálio (placas de Guarapuava) aconteceu no km 241 da rodovia.

Na condução do Siena estava um homem (31 anos). No Pálio, havia três ocupantes: o motorista (26 anos), uma jovem (19 anos) e um rapaz (20 anos). 

Todos os envolvidos tiveram ferimentos leves e foram encaminhados até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Batel, pelo Corpo de Bombeiros.

Fonte: Correio do Cidadão 

Inscrições para o Enem terminam nesta sexta-feira


A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte alerta que os estudantes que vão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem se inscrever até esta sexta-feira (22). O encerramento do prazo de será mantido, mesmo com o adiamento do exame.

Para fazer a inscrição é necessário acessar a Página do Participante (http://enem.inep.gov.br) e informar o número do CPF e a data de nascimento. Depois, basta seguir o passo a passo indicado – escolha do tipo de prova, confirmação de dados, informações pessoais e de endereço.

Ao finalizar a inscrição, o aluno (não isento) deverá pagar até 28 de maio a taxa de R$ 85,00 para confirmar a sua participação no exame.

Dúvidas podem ser esclarecidas diretamente na página do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), na aba Perguntas Frequentes.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) avalia o desempenho do estudante e colabora para o acesso à educação superior (Sisu | Prouni | instituições portuguesas) e a financiamento e apoio estudantil (Fies | Prouni).

A prova estava prevista inicialmente para novembro, mas deve acontecer em dezembro de 2020 ou janeiro de 2021, de acordo com Ministério da Educação.

Fonte: AEN

Promotoria de Justiça busca anulação de procedimento licitatório para a compra de caixas de bombom no valor de R$ 21,5 mil


No Noroeste do estado, o Ministério Público do Paraná, a partir da Promotoria de Justiça de Paraíso do Norte, expediu recomendação administrativa para que o prefeito da cidade anule ou revogue os atos administrativos que autorizam o Município a adquirir caixas de bombom no valor de até R$ 21.560,00. Concluído no último dia 15 de maio, o procedimento licitatório relacionado à compra tinha como objeto a aquisição dos chocolates para as comemorações da semana da Páscoa – ocorrida há mais de um mês (Pregão 13/2020).

Para a Promotoria, existem fortes indícios de desvio de finalidade na compra, como possível destinação e distribuição gratuita em função das eleições municipais, previstas para este ano. Além de ilícito eleitoral, a prática, se confirmada, pode configurar ato de improbidade administrativa, o que pode levar a sanções como a perda do cargo e a suspensão de direitos políticos, entre outras.

O MPPR destaca que a situação é ainda mais grave em virtude da atual situação emergencial e de calamidade pública que se encontram os municípios paranaenses em decorrência da pandemia de coronavírus, somada às limitações de recursos públicos. Nesse contexto, sustenta a Promotoria de Justiça, a aquisição de caixas de bombom não atende ao interesse público, o que limita a discricionariedade do administrador.

O Município tem 48 horas para informar sobre o atendimento às medidas recomendadas.

Fonte: MPPR

Paraná lança Estatuto da Criança e do Adolescente atualizado


O Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, e o Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), lançaram nesta quarta-feira (20), o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) atualizado, incluindo as alterações feitas na legislação brasileira nos últimos anos, com os avanços da lei e da jurisprudência - sem mudanças, porém, em seus princípios básicos. A edição comemora os 30 anos do ECA, assinado no dia 13 de julho de 1990.

“O cuidado com a criança no Paraná é prioridade absoluta”, ressaltou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, ressaltando que esta não é uma diretriz meramente governamental.

“O ECA é uma das legislações mais modernas para a defesa de crianças e adolescentes, que introduziu muitos avanços no País, ajudando a diminuir a mortalidade infantil, efetivando a criação dos conselhos tutelares e as varas da infância, e deu a base para os programas de combate à exploração sexual e ao trabalho infantil”, disse ele. 

DISTRIBUIÇÃO - Impresso com recursos do Fundo da Infância e Adolescência do Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente, o ECA atualizado será distribuído em todo o Paraná aos conselhos tutelares, conselhos municipais de direito, polícia, Ordem dos Advogados Brasil - Paraná, Ministério Público do Paraná, Centros de Socioeducação (Censes) e outros organismos de defesa da criança e do adolescente. 

GUIAR AÇÕES - De acordo com a chefe do Departamento da Política para Criança e Adolescente e presidente do Cedca, Angela Mendonça, este Estatuto é uma diretriz fundamental para guiar as ações e políticas na área da infância e da adolescência.

“Nossa luta é a proteção integral a toda e qualquer criança e adolescente, avançando na construção de políticas públicas e da defesa de direitos dessa população, para que tenham desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social em condições de liberdade e de dignidade”. 

“Nesses 30 anos de ECA nós avançamos muito nas suas dimensões no Executivo, Legislativo e Judiciário, o que permitiu que muitas das crianças e adolescentes alcançassem seus direitos”, reforçou o juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça do Tribunal da Justiça, Sérgio Luiz Kreuz. “No Paraná, o esforço continua sendo muito grande para que o estatuto seja implementado e cumprido”, afirmou.

PARTICIPAÇÕES - O evento contou com a presença do coordenador do Núcleo da Infância e Juventude da Defensoria Pública do Estado do Paraná, Bruno Müller Silva; presidente da Comissão da Criança e do Adolescente da OAB, Silvia Carneiro Leal; coordenadora da Fundação Iniciativa da Rede Integrada de Abrigos, Daniele Dallavechia; além de representantes do Conselho Tutelar; Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria); Departamento de Diversidade e Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Educação.

Homem é preso após cometer assalto em farmácia de Santa Maria do Oeste


No dia 20 maio 2020, às 22h00min, a equipe policial foi acionada, via 190, por uma mulher de 28 anos, caixa de uma farmácia, na Rua Generoso Karpinski, Centro de Santa Maria do Oeste, a qual relatou ter sido vítima de roubo, relatou que o autor um masculino, moreno, 1,70 de altura, 70 quilos, trajando um moletom com toca, na cor cinza com verde. 

De imediato foram iniciadas as buscas, porém sem êxito. A vítima relatou que o indivíduo teria lhe mostrado uma arma de fogo e levado dinheiro do caixa. 

A equipe solicitou as imagens das câmeras as quais foram repassadas para a equipe da Rotam, com isso foram levantadas informações que o autor seria um indivíduo conhecido da equipe policial. 

Realizadas diligências e localizado o suspeito na rua projetada, bairro Santo Antônio. O indivíduo, utilizando de tornozeleira eletrônica, no primeiro momento negou, porém, confessou e indicou onde teria deixado escondida a roupa, utilizada durante o roubo e disse que gastou o dinheiro. 

O detido afirma ter simulado estar armado. Dada voz de prisão e conduzido o autor até 45° SDP de Pitanga.

Homem é preso por posse irregular de arma de fogo e violência doméstica em Mato Rico


No dia 20 maio 2020, às 20h05min, compareceu no destacamento da Polícia Militar uma senhora de 70 anos, acompanhada de seus filhos de 38 anos e 47 anos, os quais relataram que constantemente a idosa sofre agressões por parte de seu convivente de 33 anos. 

A vítima relatou que foi agredida por pelo convivente, que de posse de uma faca, lhe causou ferimento no braço esquerdo e a ameaçou de morte, a vítima pediu socorro aos seus filhos. Relatou ainda que, o filho de 38 anos teve um corte superficial na mão direita, ao intervir, e o de 47 anos socorreu seu irmão e sua mãe, procurando o destacamento de polícia. 

A equipe policial deslocou até a localidade de Rio do Peixe, na residência do casal logrou êxito na localização do autor, e deu voz de prisão ao mesmo, durante buscas na residência foram encontradas duas espingardas de pressão, modificadas para cal.22 e cal.31, e munições cal.22 intactas, uma das espingardas estava municiada. 

Diante dos fatos foram encaminhados o autor e a vítima até a 45ª Delegacia de Polícia, para os procedimentos cabíveis. Obs.: Os dois filhos, decidiram representar posteriormente quanto as agressões sofridas.