quarta-feira, 20 de maio de 2020

Residência é destruída por incêndio em Pitanga


No dia 20 maio 2020, às 14h45min, a equipe policial deslocou até as margens da PR 239, Estrada da Barra Bonita, para dar atendimento a ocorrência de incêndio. 

No local já se encontrava o corpo de bombeiros. Segundo informações de testemunha, pouco antes de começar o incêndio, viu três jovens do sexo masculino, pulando o muro da residência, se evadindo após. A equipe permaneceu no local, realizando o isolamento e repassou à central que comunicasse o fato, a equipe da Rotam. 

A residência foi totalmente consumida pelas chamas, porém sem vítimas, pois no momento do fato os residentes, uma mulher e seus dois filhos não estavam na residência. Consigna-se ainda que um dos filhos da proprietária da residência, relatou a equipe ter passagem por tráfico de drogas e foi lhe informado que quem teria ateado fogo na residência seriam duas pessoas do sexo masculino. 

No momento que a equipe estava no local, começou a pegar fogo em um automóvel Fiat Strada, que estava parado, junto ao seu proprietário, a 200 metros da residência incendiada, este não sabendo dizer como teria iniciado o incêndio, com extintores a equipe auxiliou o corpo de bombeiros a dissipar este incêndio. Os envolvidos foram orientados.

Covid-19 e os mais vulneráveis: estamos todos no mesmo barco?



*Ana Carolina Pinto Franceschi

**Olympio de Sá Sotto Maior Neto

***Rafael Osvaldo Machado Moura

Nestes tempos de pandemia, tem-se revelado que, em certo aspecto, todas as pessoas encontram-se no mesmo barco (locus), de modo que cada qual – mesmo os mais distantes – é impactado pelas ações dos demais, e todos estão suscetíveis a riscos de saúde. A conduta do indivíduo que não respeita as normas sanitárias pode interferir negativamente no seu semelhante, por mais alheio que este esteja daquele. Tudo e todos estão conectados. Cada realidade é parte de um todo indivisível e revela-se apta a deflagrar as mais contundentes sequências causais, como alerta Fritjof Capra no livro “A teia da vida”.

Apesar disso, o vírus não afeta a todos os tripulantes da embarcação de idêntico modo. Há pessoas inseridas em grupos de risco da doença, expostas a determinados fatores especiais que as tornam mais propensas ao contágio ou a complicações de saúde. Autoridades médicas têm advertido que idosos e portadores de doenças crônicas formam o grupo de risco da covid-19 e apresentam maiores chances de agravamento de saúde em caso de contágio.

Há, porém, que se enxergar além das comorbidades clínicas, visto que circunstâncias sociais negativas também ampliam a probabilidade de complicações diante da covid-19. É preciso, pois, reconhecê-las. Aqueles que se encontram marginalizados, isto é, à margem dos benefícios produzidos pela sociedade, correm riscos redobrados de morte. A ausência de saneamento básico, de moradia apropriada, de alimentação adequada e de itens elementares de higiene – como água, sabonete, energia elétrica etc. – deixa absolutamente desamparada expressiva parcela da população empobrecida em face do novo coronavírus e bloqueia-lhe o acesso a condições mínimas do necessário isolamento social. Isso sem contar os trabalhadores que, por falta de opção, aglomeram-se no transporte público. A escandalosa desigualdade social brasileira contribui decisivamente para o incremento no número de mortes. Bairros periféricos e de menor índice de desenvolvimento humano são os que proporcionalmente ostentam os maiores índices de letalidade. Na cidade de São Paulo, por exemplo, a mortalidade da covid-19 em tais regiões é até dez vezes maior que nas demais.

Igualmente, a cor da pele é fator de risco para a doença e seu desenlace fatal, em função do racismo estrutural. Na cidade de São Paulo, a título de ilustração, dados indicam que pretos têm 62% mais chances de morrer por covid-19 do que brancos, enquanto os pardos têm risco 23% superior, de acordo com análise feita pelo Observatório Covid-19 e pelo município de São Paulo.

Assim, mesmo estando todas as pessoas expostas ao ainda desconhecido e perigoso vírus, algumas sofrem mais os seus efeitos negativos, de modo que não é possível pensar no enfrentamento à doença sem se levar em consideração os fatores sociais e raciais de determinados grupos sociais, sob pena de aderir-se a um “darwinismo social” perversamente camuflado, a eliminar os mais vulneráveis.

Por isso, o Ministério Público do Paraná tem requisitado ao poder público a implementação dos direitos humanos sociais – assistência social, alimentação, moradia, educação em saúde etc. –, sobretudo nos locais de maior vulnerabilidade social, como comunidades tradicionais, aldeias indígenas, regiões com concentração de migrantes e pessoas em situação de rua, bairros periféricos, ocupações informais e bairros rurais, entre outros. Em dias de aguda crise social, é importante recordar as palavras do genial Charles Chaplin, para quem “neste mundo, há espaço para todos, e a terra, que é boa e rica, pode prover todas as nossas necessidades”.

* Promotora de Justiça e coordenadora do Núcleo de Promoção dos Direitos da População em Situação de Rua (Núcleo POP Rua) do Caop de Proteção aos Direitos Humanos

** Procurador de Justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça (Caop) de Proteção aos Direitos Humanos

*** Promotor de Justiça do Caop de Proteção aos Direitos Humanos

Fonte: MPPR

Policiais Militares do 16° BPM são homenageados pelos serviços exemplares prestados à comunidade


Atendente 190 e rádio operador são homenageados após o salvamento de um bebê de 15 dias, no dia 10 de maio de 2020, Dia Das Mães, o bebê que havia se afogado durante a amamentação de madrugada, teve sua respiração restabelecida através do atendimento extremamente eficaz por parte dos policiais, o que resultou no salvamento da criança.

Mais uma equipe homenageada, por combater as chamas de um veículo, nas proximidades da P.E.G. (Penitenciaria Estadual de Guarapuava). Durante patrulhamento, a equipe se deparou com o veículo em chamas, conteve o incêndio e evitou danos extremos no automóvel e a terceiros, não havendo quaisquer ferimentos no proprietário do veículo. 

E mais uma equipe prestou um excelente serviço no atendimento de uma ocorrência, ao realizar diligências na situação de natureza inicial como “ameaça”, porém os policiais ao dedicarem esforços no empenho à missão, obtiveram resultado final da ocorrência como associação criminosa, cumprimento de mandado judicial e receptação, recuperando diversos objetos furtados em vários locais da cidade.

Receberam homenagem também, os policiais destaques do mês de Abril e Maio de 2020, os quais receberam certificado de agradecimento pelos ótimos serviços prestados no desempenho de suas funções, contribuindo na Segurança Pública de Guarapuava e região.

Diante de todo o empenho e proatividade demonstrada durante as missões, aliados ao excelente resultado conquistado, o comando do 16ºBPM destaca o compromisso que tem com a sua tropa, de modo a reconhecer suas conquistas e exaltar os bons serviços prestados por estes policiais, os quais enaltecem o trabalho desenvolvido pela Corporação da Gloriosa Polícia Militar do Paraná.





Sicredi lança opção de pagamento por QR Code

Solução permite receber e pagar valores de forma instantânea, sem cobrança de taxas

Buscando disponibilizar soluções que gerem conveniência, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 4,5 milhões de associados, anuncia mais uma funcionalidade em pagamentos eletrônicos. A partir de agora, é possível pagar ou receber valores entre associados da instituição, sem taxas, via QR Code no aplicativo do Sicredi, disponível para smartphones que operam nos sistemas iOS ou Android.

A solução faz parte de uma série de iniciativas do Sicredi que visam proporcionar novas experiências para os associados por meio da tecnologia, além de acompanhar a tendência de digitalização do sistema financeiro. “Também é um estímulo à troca do dinheiro físico por meios eletrônicos, uma nova cultura de pagamentos, mais segura, prática e sustentável que temos incentivado entre os nossos associados”, explica Gisele Rodrigues, superintendente de Soluções de Meios de Pagamento do Sicredi.

A nova opção de pagamento eletrônico do Sicredi está alinhada com as melhores práticas de mercado e faz parte da adesão da instituição ao Sistema de Pagamentos Instantâneos lançado recentemente pelo Banco Central do Brasil e batizado de PIX, que funcionará a partir de novembro deste ano com o objetivo de modernizar transações financeiras no país.

Para utilizar a ferramenta no aplicativo do Sicredi o usuário deve ser um associado da instituição. No app, basta escolher a opção “Pagamento por QR Code”, direcionar o “QR Code Sicredi” para a leitura dos dados, informar o valor (se necessário) e confirmar o pagamento. Esse tipo de transação é uma alternativa a outros pagamentos como TED, DOC, boleto, cheque e cartões, e pode ser feita entre pessoas em poucos segundos.

“O sistema financeiro vive uma jornada de inovação e no cooperativismo de crédito temos como vantagem o relacionamento mais próximo com os associados, o que nos permite entender melhor as necessidades de cada um para pensarmos em soluções e produtos que possam atendê-los da melhor maneira”, completa Gisele.

Guarapuava chega a 20 casos confirmados de coronavírus


Paraná tem 136 novos casos confirmados e mais sete mortes


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o informe epidemiológico da covid-19 com o total de 2.616 pessoas infectadas que residente no Paraná, são 136 a mais do que ontem. A doença causada pelo novo coronavírus já vitimou 137 moradores do estado, sendo que sete ocorrências estão registradas no informe de hoje.

Embora os números de casos sejam disponibilizados diariamente pela Sesa, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) da Secretaria reúne as informações enviadas pelos laboratórios, municípios e regionais de saúde para a consolidação dos dados. Por isso os números publicados no dia não representam, necessariamente, que o aumento de casos ocorreu nas últimas 24 horas. Entre as 136 confirmações desta quarta-feira (20), por exemplo, há pacientes que tiveram o diagnóstico confirmado dias atrás e a transferência das informações, conferência do histórico dos pacientes e dos registros possibilitou a validação somente na data de hoje.

ÓBITOS - os sete pacientes que morreram pela covid-19 e estão noticiados hoje estavam internados. São três mulheres e quatro homens. As mulheres residiam em: Tamarana (de 38 anos e faleceu no dia 17), Apucarana (de 60 anos e faleceu no dia 16) e Londrina (de 80 anos e faleceu no dia 17). Os homens que foram a óbito pela doença moravam em: Sarandi (47 anos, faleceu no dia 15 em Goiás), Paraíso do Norte (69 anos, faleceu no dia 19), Francisco Beltrão (72 anos, faleceu dia 19) e Cascavel (86 anos e morreu no dia 17).

MUNICÍPIOS – 191 cidades paranaenses têm ao menos uma pessoa contaminada com o Sars-CoV-2, sendo que em 51 há registro de óbito.

As novas confirmações são nas cidades: Agudos do Sul (1), Andirá (1), Apucarana (1), Araucária (3), Assis Chateaubriand (1), Braganey (1), Cafelândia (2), Cambé (2), Campo Largo (4), Capanema (1), Carambeí (1), Cascavel (20), Cornélio Procópio (4), Curitiba (28), Diamante do Sul (2), Fazenda Rio Grande (1), Foz do Iguaçu (1), Guarapuava (3), Guaratuba (1), Londrina (13), Luiziana (1), Mandaguaçu (1), Marechal Candido Rondon (1), Maringá (4), Nova Esperança (2), Paiçandu (1), Pato Branco (1), Pinhais (6), Piraquara (4), Pitanga (1), Ponta Grossa (10), Quitandinha (1), Rolândia (1), Santa Isabel do Ivaí (1), Santa Tereza do Oeste (1), São José dos Pinhais (2), Sarandi (1), Tamarana (1), Terra Rica (1), Umuarama (2), Uraí (1) e Wenceslau Braz (1).

FORA DO PARANÁ – um novo caso confirmado de residente em São Paulo recebeu atendimento em Campo Largo. Dessa forma, são 40 pacientes que foram assistidos no Paraná, mas têm moradia fora do estado. em outro local. Três pessoas que foram atendidas no Paraná e residem fora do estado foram a óbito.

Ajustes:

Dois casos confirmados por laboratório particular nas datas de 06 e 14/5 como residentes de Cascavel foram transferidos para Palotina e Toledo.

Turvo Ativo FM e Choperia Kruger entregam arrecadação de live para Hospital Bom Pastor



Na manhã desta quarta-feira (20), foi realizada a entrega das doações feitas durante a Live Solidária realizada no último domingo (17). O evento foi organizado pela Rádio Turvo Ativo FM e a Choperia Kruger em prol do Hospital Bom Pastor. Por mais de 3 horas a dupla Theo e Julio alegraram a comunidade e arrecadaram doações. A transmissão foi simultânea pelas páginas da Choperia Kruger, Turvo Ativo FM e Canal Zuera.

No total, foram arrecadados até a manhã desta quarta-feira R$ 4.980,00 sendo R$ 2180,00 em compras e R$ 2.800,00 em dinheiro. Ainda podem ser feitas doações diretamente para a entidade ou através de transferência bancária no Banco Bradesco Agencia 0945 Conta Corrente 044-2 CNPJ 75.957.431/0001-40.

A gerente administrativa Bruna Moreira agradeceu todos os envolvidos “nosso muito obrigado a radio Turvo Ativo, a Choperia Kruger e a dupla Theo e Julio pela organização. E claro, todos aqueles que fizeram suas doações, aqueles que participaram, curtiram, compartilharam e divulgaram. O resultado dessa atitude é muito significativa e vai refletir em quem está precisando ou vai precisar do Hospital”, completou.




Fonte e fotos: Gilmar Amaral
(Rádio Turvo Ativo)

Compre semente de pastagem na Natusolo Comércio de Produtos Agrícolas, em Turvo

Chegou a melhor época para plantar pastagem de inverno, na Natusolo você encontra sementes de Aveia e azevém de qualidade, com o melhor preço da região. 

CONFIRA OS PRODUTOS COMERCIALIZADOS NA NATUSOLO: 

ADUBOS, CORRETIVOS E SEMENTES 

Adubos orgânicos/organomineral e substratos agrícolas: Fosfato Natural, Cloreto de Potássio. 

Sulfatos de: cobre, ferro, zinco, cobalto, manganês, magnésio, molibdato de sódio, enxofre e ácido bórico; 

Sementes orgânicas/variedades (hortaliças, soja, milho, feijão, arroz e pastagens). Mudas frutíferas (todas as espécies) Sementes de Flores. 

PRODUTOS NATURAIS 

Fertilizante foliar: Herbicidas e inseticidas naturais (controle de pragas e doenças): Kit Super magro. 

PECUÁRIA 

Farelos: (trigo, soja, milho): Núcleos (suínos, aves, bovinos): Pintainhos (postura corte Embrapa): Sal (mineral e comum). 

FERRAMENTAS 

Material p/horticultura (irrigação, plástico, estufa, gotejamento, bandeja isopor): Resfriadores de leite (granel e imersão): Ordenhadeiras e peças em geral: Comedouros e bebedouros para suínos e aves: Pulverizadores: Desintegradores/tributadores, misturadores de ração: Moenda -de-cana: Motores elétricos: Material para cercas elétricas: Descascadores de arroz, Telas e arames. 

REPRESENTANTE SULINOX 

Mais tecnologia na sua produção. 

Resfriadores, Ordenhadeiras, Peças e Assistência Técnica. 

Comércio de Produtos Agrícolas NATUSOLO Ltda. 

Nossa Senhora Aparecida, 903 Turvo – PR Telefone: (42) 3642 1432.



Produtores podem apresentar propostas para o Trator Solidário


Os agricultores familiares interessados na aquisição de máquinas, implementos e equipamentos consignados ao programa Trator Solidário já podem apresentar pré-propostas. Os financiamentos seguem regras estabelecidas para a linha Pronaf Mais Alimentos, que tem limites, prazo de carência e taxa de juros autorizados pelo Conselho Monetário Nacional e Banco Central do Brasil.

O programa é destinado a pequenos produtores que têm a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ativa e que, portanto, obedecem todas as exigências federais para ser considerado agricultor familiar.

Ele é administrado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, e operacionalizado em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná), Fomento Paraná, agentes financeiros oficiais, cooperativas de crédito e fabricantes de equipamentos, implementos e tratores.

“Esse é um programa de cunho social, que traz eficiência no campo e baixo nível de inadimplência”, disse o secretário Norberto Ortigara. “Por meio dele, conseguimos expandir a produção agropecuária estadual, promover a modernização do campo e garantir aumento de renda e qualidade de vida”. Os equipamentos têm preço em torno de 15% menor que o de mercado.

PROCESSO - Para se pré-qualificar ao programa, o interessado precisa ir ao escritório do IDR-Paraná mais próximo (veja endereço abaixo).

É o servidor estadual quem verifica a validade da declaração de aptidão ao Pronaf e solicita os documentos exigidos pela instituição financeira de preferência do agricultor.

Após a análise, as pré-propostas serão acatadas de acordo com o limite de recursos disponíveis para investimento na safra 2019/20. Caso um agente financeiro comunique a secretaria sobre a indisponibilidade de recursos, o acatamento da pré-proposta será cancelado. Ela poderá ser reaberta após o anúncio das normas do Plano Safra 2020/21 e a retomada de financiamentos.

O agricultor familiar beneficiário do Trator Solidário conta também com a opção de aderir ao Sistema de Equivalência em Produto, um mecanismo amparado por recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), da Fomento Paraná. Dessa forma, cada parcela equivale a uma quantidade fixa de milho. Caso o preço médio de mercado do produto fique abaixo do estipulado na data da contratação da operação, o Estado garante o pagamento da diferença.

NOVIDADE – Neste ano o programa conta com o Sistema de Acompanhamento do Programa Trator Solidário, criado em parceria com a Celepar. Ele facilita a elaboração de pré-propostas pelos servidores do IDR-Paraná e a análise pela coordenação do programa, garantindo mais eficiência no processo de contratação.

A soma de esforços e parcerias, envolvendo o Governo do Estado, Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, Fomento Paraná, IDR-Paraná, empresas fabricantes e concessionárias como a New Holland, LS Tractor, Yanmar, Rubemaq, Pramarc e agentes financeiros com recursos disponíveis para este ano, como Banco do Brasil e Sicoob, dão sustentação e ritmo contínuo ao programa que começou em 2007.

Acesse o site: 

Estiagem pode comprometer safra de inverno, mostra estudo


A estiagem mais prolongada no Paraná desde que o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a monitorar as condições do tempo, em 1997, pode comprometer a safra de inverno no Estado. Um estudo detalhado sobre o que ocorre neste ano em relação às chuvas aumenta a preocupação dos produtores.

“O impacto que esta estiagem vem provocando nos últimos dias é na semeadura dos cereais de inverno. Alguns produtores realizaram o plantio no pó, com a expectativa de que iria chover na sequência, e outros estão aguardando um volume de chuva considerável para poder realizar o plantio”, disse Dirlei Antonio Manfio, técnico do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, autor do estudo.

Mesmo com a estiagem se prolongando desde junho do ano passado, produtores do Estado conseguiram garantir boa colheita dos principais grãos da primeira safra, sobretudo soja, milho e feijão.

“Um dos fatores que justifica os bons resultados na produção foi que, mesmo com volumes inferiores de chuva, elas vieram no momento certo, garantindo a fertilidade da planta”, destacou Manfio. Somaram-se, ainda, outros fatores tecnológicos, dentre eles o plantio direto, que ajuda a manter a umidade no solo.

HISTÓRICO – O Simepar possui 54 estações digitais no Paraná, com atualização a cada 15 minutos, enquanto o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) tem outras 27 estações, atualizadas a cada hora. São elas que mostram que a redução no volume de chuvas acentuou-se nos últimos meses e, consequentemente, prejudicaram a segunda safra de milho e feijão. As projeções são de dificuldades na semeadura de inverno e na cadeia da pecuária.

Em janeiro deste ano, na maior parte das regiões paranaenses o volume de chuvas ficou próximo da média dos últimos dez anos. “Nas seis principais regiões produtoras, o volume médio ficou de 127 milímetros a 171 milímetros, o que ainda é aceitável”, destacou o técnico.

“Com estes volumes de chuva ainda foi possível alimentar as plantas da primeira safra que estavam em floração e frutificação, bem como a germinação e desenvolvimento das culturas da segunda safra plantadas.”

No mês seguinte, a estiagem começou a ganhar força em todas as regiões, à exceção do Litoral. Os volumes médios caíram para intervalo de 83 mm a 154 mm, com acentuação no Oeste paranaense, onde se reduziram de 167 mm para 83 mm. “Mesmo sendo inferiores, os produtores conseguiram evoluir no plantio das culturas da segunda safra”, afirmou Manfio.

SITUAÇÃO DRAMÁTICA - As maiores dificuldades começaram a ser observadas em março e se estenderam para abril. À falta de chuva somaram-se as temperaturas acima da média. “Além da falta de umidade no solo para o bom desenvolvimento das culturas, começa a faltar água para o consumo humano e animal em várias localidades do Estado”, constatou o técnico. Na média, o menor volume por região foi de 33 milímetros e o maior, de 52 mm.

O estudo de Manfio foi desenvolvido até 15 de maio. “Na primeira quinzena o volume de chuva foi praticamente inexistente em todas as regiões, com exceção do Sudoeste, com média de 84 milímetros, mas muito abaixo da média histórica”, disse.

Segundo o técnico, há regiões onde a situação é mais dramática, como o Norte, com média de apenas 7 milímetros de chuva. “O maior agravo neste episódio recente é a sequência de meses com volumes abaixo da média, que começou em junho de 2019, comprometendo mais ainda o déficit hídrico de toda cadeia produtiva”, concluiu.

Acidente entre cinco carretas provoca morte e incêndio na Rodovia do Xisto; assista


Um grave acidente envolvendo cinco carretas provocou a morte de um motorista e deixou outro ferido na Rodovia do Xisto, em São Mateus do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O acidente foi no início da manhã desta quarta-feira (20). As colisões em série provocaram um grande incêndio e a rodovia foi interditada.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu no km 263 com interdição dos dois sentidos da pista.

O Tenente Murilo Maltaca, do Corpo de Bombeiros, confirmou à Banda B a morte de um dos motoristas.

“Quando chegamos, um dos motoristas já estava em óbito e outro foi socorrido com ferimentos graves. Não soubemos ali exatamente como ocorreu o acidente. O que disseram é que uma carreta estava estacionamento no acostamento com problemas mecânico e outra não conseguiu frear a tempo”, disse o tenente.

Fonte: Banda B

Assista:

Secretaria Municipal de Saúde confirma primeiro caso de coronavírus em Pitanga


A Secretaria de Saúde de Pitanga informa o primeiro caso confirmado de Covid-19 no município. Paciente está hospitalizado, é caminhoneiro, estava há um mês em Belém no Pará, entrou em contato com a equipe quando estava retornando informando que apresentava os sintomas e foi atendido logo que chegou no município. 

Orientamos que a população redobre os cuidados de higiene pessoal, o uso de máscara e o isolamento social. Att, Emilly Sakurai, Secretária de Saúde.

PM recupera motocicleta furtada em Pitanga


No dia 19 maio 2020, às 12h30min, em continuidade a uma ocorrência de furto de uma motocicleta, ocorrido durante a madrugada, informações foram repassadas para a PM de que os autores seriam um homem de 18 anos, outro de 22 anos, e um adolescente de 16 anos. 

Os suspeitos foram abordados em uma residência nos fundos de um bar, o adolescente confessou que ele e o indivíduo de 18 anos entraram na garagem para furtar a moto e o outro de 22 anos deu cobertura verificando o movimento da rua. 

Segundo o adolescente a moto seria trocada por drogas com traficantes em Guarapuava e caso concluíssem o negócio venderiam a droga em Pitanga. A motocicleta foi deixada no porão da casa de uma mulher de 22 anos, namorada do indivíduo de 18 anos, na Rua Onino Gonçalves Padilha, Jardim Maravilha. 

A mulher confessou que os detidos deixaram a moto pela madrugada em sua casa. Os abordados maiores de idade foram conduzidos a 45ª DRP, em tese pelos crimes de furto e corrupção de menor, e o adolescente pelo crime de furto e a mulher por receptação.