sábado, 27 de junho de 2020

Suspeito de roubo a bancos em Pitanga é identificado pela PF após coleta de DNA no local do crime


Um homem suspeito de participar de três roubos a bancos em Pitanga, na região central do Paraná, foi foi alvo de um mandado de prisão na manhã desta sexta-feira (26).

Segundo a Polícia Federal, ele foi identificado após a coleta de vestígios genéticos nos locais dos crimes. O homem já estava preso por outros crimes na Penitenciária Estadual de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, e o mandado foi cumprido dentro do presídio.

O crime aconteceu no dia 18 de março de 2018. Três agências bancárias da cidade foram invadidas pelos assaltantes na mesma madrugada. Os homens ainda atiraram contra o batalhão da Polícia Militar durante a fuga.

Na época, a PM informou que policias reagiram, e dois suspeitos morreram na troca de tiros.


Coleta do DNA

Em dezembro de 2019, como parte das investigações, a Polícia Federal coletou o DNA de 33 suspeitos de roubos vários roubos a bancos.

As coletas aconteceram em cinco cidades do Paraná, Rio Grande do Norte e Rondônia. 28 suspeitos já estavam presos e outros cinco foram intimados a comparecer nas delegacias para que pudessem ser feitos os exames de comparação do material genético.

Segundo a PF, o homem preso será indiciado pelos crimes de homicídio qualificado, roubo qualificado, dano qualificado, posse e porte de arma de fogo de calibre permitido e porte de arma de calibre restrito, crimes cujas penas podem chegar a 30 anos de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário