sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Bandidos tentam assaltar carro-forte na PRC-466 em Pitanga - Na fuga incendeiam veículo


Uma tentativa de assalto a um carro-forte ocorreu na tarde dessa sexta-feira (22), na rodovia PRC-466, na Serra da Marrequinha em Pitanga. Segundo informações, os bandidos estavam em dois veículos e atiraram contra o carro-forte que seguia sentido Pitanga. Como não obtiveram sucesso, na fuga incendiaram um veículo Duster branca e fugiram em outro veículo. 

A reportagem no Blog do Elói trafegava pela rodovia sentido Turvo, quando nos deparamos com a situação. 

O caminhão do Corpo de Bombeiros de Pitanga esteve no local para conter as chamas. 

A equipe do Sargento Moraes e policiais da região fazem buscas no intuito de localizar os assaltantes. 





Seguro DPVAT 2018 fica mais barato: veja os valores


Os valores do seguro obrigatório para veículos, o DPVAT, vão ter redução de 35%em 2018, exceto para a categoria motos. As mudanças foram publicadas no Diário Oficial desta sexta-feira (22) pela Superintência de Seguros Privados (Susep).

Veja a tabela do DPVAT 2018 (sem considerar taxa e imposto):

- Automóveis: 41,40 (era de R$ 63,69)

- Motocicletas: R$ 180,65 (foi mantido o valor)

- Caminhões e caminhonetes: R$ 43,33 (era de R$ 66,66)

- Ônibus e micro-ônibus com cobrança de frete e lotação: R$ 160 (era R$ 246,23)

- Ônibus e micro-ônibus sem cobrança de frete ou lotação de até 10 passageiros, com cobrança de frete: R$ 99,24 (era de R$ 152,67)

- Ciclomotores de até 50 cilindradas ('cinquentinhas'): R$ 53,24 (era de R$ 81,90)

"Todo ano, temos a avaliação tarifária para o DPVAT e a decisão foi para que fizesse uma redução, com exceção na categoria 9, de motos, que vai continuar pagando R$ 180,65 por conta da sinistralidade [maior quantidade de acidentes]", afirmou Joaquim Medanha, chefe da Susep, na terça-feira (19), quando a redução foi anunciada.

O que é o DPVAT

O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), instituído por lei desde 1974, cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistências médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o país.

O recolhimento do seguro é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos.

A data de vencimento é junto com a do IPVA, e o pagamento é requisito para o motorista obter o licenciamento anual do veículo.

Vítimas e seus herdeiros (no caso de morte) têm um prazo de 3 anos após o acidente para dar entrada no seguro. Informações de como receber o DPVAT podem ser obtidas pelo telefone 0800-022-1204.

Fonte: G1 - PR

Adolescente é morto a tiros em Prudentópolis


Às 22h12min, uma equipe de policiais militares deslocou até a Rua Francisco Garcia, Vila Mariana, onde o solicitante relatou que um indivíduo conhecido chegou na garupa de uma motocicleta, armado com uma pistola e efetuou vários disparos contra a vítima (17) e que a motocicleta era conduzida por outro indivíduo conhecido. 
Diante das informações, a equipe em deslocamento visualizou uma motocicleta em alta velocidade, a qual estava se deslocando sentido Vila da Luz, sendo que diante da suspeição de ser o autor, a equipe fez acompanhamento tático, quando próximo a residência do autor foi visualizado o mesmo correndo para a sua residência, com uma arma em punho, sendo dada voz de abordagem ao mesmo, o qual não obedeceu e seguiu para os fundos da residência, com a arma levantada em direção a equipe, momento em que se fez necessário efetuar um disparo de arma de fogo. 
Logo após, o mesmo tentou pular o muro, não conseguiu e jogou a arma para um terreno ao lado, sendo que a equipe teve certa dificuldade em abordar o mesmo, haja visto que aproximadamente doze pessoas que estavam na residência, vieram a questionar e atrapalhar os trabalhos de busca do armamento, o qual foi informado por um terceiro de que outro indivíduo pulou o muro, antes dele e veio a pegar a arma. 
Foi efetuada busca próximo ao local da abordagem, ainda foi localizada uma espingarda calibre 32, com um cartucho intacto tipo (baletão). Na lateral do terreno, foram localizadas três partes de um carregador TAURUS PT58 Combat. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor (22) e encaminhado até a Delegacia de Polícia Civil. Posteriormente, a equipe foi informada de que a vítima entrou em óbito no hospital.

Fonte: 16 BPM

GRAVE ACIDENTE MATA JOVEM VIVIDENSE NA REGIÃO DOS CAMPOS GERAIS - MARIDO FICOU GRAVEMENTE FERIDO



Um gravíssimo acidente registado ontem à tarde, na região de Ponta Grossa, nos campos gerais do Paraná, matou a vividense Jessiane Koch, 32 anos de idade. O acidente aconteceu por volta de 15 horas na BR-376, km 348, no município de Ortigueira, na tarde desta quinta-feira (21/12).

O motorista de um VW Tiguan, com placa de Curitiba, Fernando Fernandes Berrisch, perdeu controle do carro quando seguia de Ponta Grossa para Mauá da Serra, e bateu de frente com um caminhão, de Ponta Grossa, sobre a Ponte do Rio Formiga.

Segundo informações repassadas pelas Polícia Rodoviária Federal, o condutor perdeu o controle do carro e rodou na pista, em seguida bateu na mureta de proteção e colidiu frontalmente com o caminhão, tipo cabine estendida, que estava no sentido oposto.

O motorista do Tiguan, Fernando, teve ferimentos graves e foi encaminhado para a cidade de Ponta Grossa. A passageira, Jessiane de 32, morreu no local e o corpo foi recolhido por uma funerária de Ortigueira.

Jessiane, filha de seu Ari Koch e dona Iara Fleck Koch, tradicionais famílias de Coronel Vivida, morava a mais de 15 anos em Curitiba, para onde foi concluir os estudos, casou e acabou se fixando na capital. Informações de familiares que o corpo de Jessiane será trazido para Coronel Vivida à tarde, para ser sepultado no cemitério municipal.

O motorista do caminhão, de 29 anos, teve ferimentos leves, e ficou no local do acidente para prestar esclarecimentos. Ele fez o teste do etilômetro, com resultado negativo. Três passageiros do caminhão ficaram gravemente feridos e também foram levados para Ponta Grossa. Outros três tiveram lesões leves e foram encaminhados ao Pronto Atendimento (PA) de Ortigueira. PRF não informou quais hospitais, em Ponta Grossa, atenderam os feridos graves.

Com informações da Emmanuel Fornazari


Fonte: Adelino Guimarães com Massa News
Foto: Massa News

Ocorrências policiais em Pitanga



DIRIGIR SOB INFLUENCIA DE ÁLCOOL: No dia 21 de dezembro de 2017 às 19h34min. A equipe Policial Militar de serviço em patrulhamento pela Rua XV de Novembro, Bairro Centro, em Ação Policial foi localizado, um veículo parado na via de rolamento, na contramão de direção, conduzido por um masculino de 26 anos, o qual não é habilitado, em visível estado de embriagues alcoólica, com dificuldade em falar, olhos avermelhados, dificuldade em parar em pé, bastante agressivo e com odor etílico. Diante dos fatos narrados foi convidado o autor a fazer o teste do etilômetro, com o aparelho disponível ELEC BAF300 numero de série 03830, sendo que recusou, foi dado voz de prisão ao mesmo e preenchido o auto de constatação, sendo encaminhado o veículo ao pátio da 3ª Companhia PM e o envolvido a 45ª DRP para serem tomadas as devidas providencias. 


DESAPARECIMENTO DE PESSOA: No dia 21 de dezembro de 2017 às 17h30min, a equipe Policial Militar de serviço deslocou até a Rua Nova Tebas, Bairro Planalto, onde a solicitante Sra. Daluz do Nascimento, relatou que: seu filho Alan Nascimento Vaz 16 anos, encontra-se desaparecido desde o dia 20/12/17, a solicitante informou que o adolescente saiu de casa por volta das 18 horas para ir à igreja trajando calça jeans cor azul, camiseta cor cinza com detalhes vermelhos e tênis cor azul marca Adidas. Que após a demora no retorno do adolescente, a Sra. Daluz procurou-o na igreja, porém as pessoas que lá estavam relataram que o adolescente Alan não estava no local em nenhum momento. Ainda, segundo a solicitante, seu filho estava em uma clinica de reabilitação e saiu para passar o natal em casa com a família. Diante dos fatos, a equipe Policial realizou buscas, porem não logrou êxito em encontrar o adolescente sendo orientada sua genitora quanto aos procedimentos cabíveis.