quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Cobrador de ônibus estupra e mata jovem com requintes de crueldade

Coamo antecipa sobras de R$ 95,4 milhões


Na terça-feira (05) foi dia de grande movimentação nas unidades da Coamo Agroindustrial Cooperativa em dezenas de municípios no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. O motivo não poderia ser melhor, já que os cooperados receberam o adiantamento de parte das sobras do Exercício 2017. Estão sendo pagos R$ 95,4 milhões, que beneficiam os mais de 28 mil cooperados. Cada um recebe conforme a sua movimentação durante o ano na fixação dos produtos soja, milho, trigo e insumos. O restante do dinheiro será pago após Assembleia Geral, realizada no primeiro trimestre de 2018.

A satisfação em contar com esse dinheiro extra está presente em todos os cooperados, que celebram os bons resultados da cooperativa. Para o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, as sobras representam um diferencial positivo do cooperativismo. Segundo ele, apesar do ano difícil para a economia brasileira, o setor agrícola teve bons resultados e, por isso, novamente, está sendo possível destinar as sobras ao quadro social. “A Coamo possui tradição do pagamento antecipado das sobras nesta época do ano. Essa condição é realizada desde a sua fundação, há 47 anos. Além de ‘engordar’ as festas de final de ano, o dinheiro ajuda a impulsionar o comércio nas várias regiões da área de atuação da cooperativa”, comenta Gallassini.

Ele destaca que a antecipação só é possível devido a solidez, administração e participação dos associados. “Comemoramos novamente esses bons resultados, fruto da participação efetiva dos cooperados e da boa administração da diretoria. Neste ano que estamos prestes a encerrar, mais uma vez, o balanço é positivo. Apesar da crise que diversos setores do país vêm passando, a agricultura consegue se manter muito bem como âncora da economia, e ainda apresenta bons números, os quais são bem recebidos pelos associados”, assinala Gallassini.

Batida entre carro e caminhão mata duas pessoas na BR-277


Um motorista e uma passageira morreram em um acidente entre o carro deles e um caminhão no quilômetro 207,3 da BR-277, no limite entre Palmeira, nos Campos Gerais do Paraná, e Teixeira Soares, na região central do Paraná. A batida aconteceu por volta das 9h desta quinta-feira (7).

Chovia no momento do acidente. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro rodou na pista e bateu transversalmente no caminhão. O motorista, de 67 anos, e a passageira, que não teve a idade divulgada pela PRF, morreram no local.

Os dois corpos foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa, também nos Campos Gerais. O caminhoneiro não se feriu.

Ainda conforme a PRF, o carro tem placas de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, e o caminhão, de Curitiba.

Fonte: G1 - PR

Adquira produtos e serviços no Sicredi de Turvo e participe da Campanha Natal Sonho Dourado 2017

A agência do Sicredi está participando da Campanha Natal Sonho Dourado 2017 da ACET - Associação Comercial Empresarial de Turvo.


A Agência do Sicredi de Turvo passou por uma grande ampliação, com um lugar bem mais amplo para melhor atender os seus associados e também aqueles que futuramente irão fazer parte do Sicredi.

O Gerente Rafael Menegueli convida à todos àqueles que tiverem interesse, que venham se associar e aproveitar as vantagens do Sicredi

A Agência do Sicredi fica na Rua Elias Rickli, centro de Turvo – PR. Fones (042) 3642 2142 / 2123.

COMO PARTICIPAR:

Esse ano, os cupons serão emitidos por sistema eletrônico, ou seja, não haverá mais o preenchimento dos cupons em papel. A cada compra a partir de R$ 50, o cliente ganha uma rasgadinha, dentro da rasgadinha está o código que deve ser cadastrado.

O primeiro passo para participar é acessar o site www.natalsonhodourado.com.br e fazer o cadastro. A plataforma pode ser acessada pelo computador, tablet e celular. Após o cadastro e a partir de então, a cada compra realizada o cliente deve acessar o site munido CPF e registrar o código da rasgadinha. Veja aqui. 

Todas as informações e o regulamento da campanha podem ser encontradas no sitewww.natalsonhodourado.com.br. Os sorteios serão realizados pela Loteria Federal, o que garante a segurança e idoneidade de todo o processo.

CAMPANHA DE NATAL:

Ao comprar nas empresas participantes de Turvo, os clientes estarão concorrendo a 12 vales compras e R$ 1 MILHÃO em prêmios no sorteio estadual. Este ano, a promoção iniciou no dia 1 de novembro e segue até o dia 10 de janeiro de 2018.

A promoção que terá 70 dias de duração terá nove sorteios a nível estadual, sendo respectivamente realizados nos dias e premiações a seguir:

18 e 25 de novembro – um carro e uma moto;

2 e 9 de dezembro – um carro e uma moto;

13 de dezembro – 460 vale-compras de R$ 300;

16 de dezembro – um carro e uma moto;

20 de dezembro – 460 vale-compras de R$ 300;

23 de dezembro – um carro e uma moto;

10 de janeiro de 2018 – uma camionete.

O total da premiação estadual é de R$ 1 milhão.

Compre nas empresas participantes e concorra! Comprando em Turvo você só tem a ganhar!!

Durante a campanha, se você amigo lojista que aderiu a campanha, quiser a visita do Blog do Elói, para divulgar seus produtos, faça como o Sicredi, entre contato pelo telefone (42)9 9936 3102 ou eloimattos2010@hotmail.com.


Acessos à Reserva do Iguaçu e Pinhão estão bloqueados


Desde ontem (6) o trânsito na PR 170 está bloqueado, nos dois sentido, no KM 370, na Serra do Cadeado. Hoje (7) pela manhã mais uma rodovia foi bloquada. A PR 459, que faz a ligação entre Pinhão e Reserva do Iguaçu, teve o trânsito fechado nos dois sentidos, na altura do Quilombo Paiol de Telha.

O bloqueio é realizado por posseiros, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e faxinalenses, que pretendem pressionar o Incra (Instituto Nacional de Colonozação e Reforma Agrária) a desapropriar áreas Zattar e criar assentamentos no município.

Alternativas

Quem pretende chegar até Pinhão, pode utilizar o caminho via Irati. Esse trajeto, no entanto, tem 380 quilometros de distância, para quem sai de Guarapuava, e tem dois pedágios. 

Já para Reserva do Iguaçu, o caminho alternativo pode ser feito via Candói e Foz do Jordão. Trajeto de 170 quilômetros e um pedágio.

Emater recebe 139 novos veículos para auxiliar nos trabalhos de campo



No Dia Nacional do Extensionista Rural, comemorado nesta quarta-feira (06), foram entregues mais 139 novos veículos ao Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). Os automóveis vão substituir parte da antiga frota, composta por mil veículos, usada para o atendimento aos pequenos agricultores. Desde 2011, o Governo do Estado trocou 761 veículos da autarquia.

A cerimônia de entrega aconteceu no Palácio Iguaçu, em Curitiba, e contou com a participação do governador Beto Richa, do secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, deputado Artagão Júnior, do secretário Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário do governo federal, Jefferson Corietac, e do secretário de Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, além de representantes das unidades da Emater no Estado.

O Governo do Estado também adquiriu 139 computadores para modernizar a estrutura do órgão e fortalecer o elo com os agricultores.

PARCERIA – Foram investidos R$ 5 milhões na compra dos veículos, com recursos dos governos estadual e federal. Com os carros da Volkswagen, modelo Gol, os extensionistas visitam as propriedades dos produtores rurais do Paraná atendidas pela Emater.

Entre os municípios contemplados estão: Guarapuava, Prudentópolis, Turvo, Palmital, Irati, Imbituva, Guamiranga, Paranaguá, Antonina, Morretes, Guaratuba e Reserva.

EXTENSIONISTAS – O Paraná conta com aproximadamente 1.100 profissionais que atuam na Emater e contribuem com as economias locais por meio do aumento da produção e da geração de renda; melhoram a segurança alimentar, tanto na quantidade como na qualidade dos alimentos; e ampliam a inclusão produtiva e social dos trabalhadores do campo.

Os agricultores têm acesso a programas dos governos estadual e federal, entre eles o Mais Alimentos, Trator Solidário, Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), Crédito Fundiário, Habitação Rural e aos programas de compra direta de alimentos da agricultura familiar, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Assessoria de Imprensa

Secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos

Deputado Estadual Artagão Júnior


Fazenda de Santa Maria do Oeste é eleita a mais sustentável do Brasil


Fazenda Rio do Pedro, em Santa Maria do Oeste (PR) foi escolhida a campeã nacional de sustentabilidade no Prêmio Fazenda Sustentável, entregue pela Revista Globo Rural, nesta terça-feira (5/12), em São Paulo (SP). Clique aqui e assista à cerimônia de premiação

Em sua 4ª edição, o concurso teve como principal critério o uso múltiplo da terra, a partir das boas práticas agropecuárias e eficiência no uso de recursos. A propriedade vencedora tem 1.385 hectares. Concilia agricultura – com 590 hectares dedicados à produção de soja e milho – e a pecuária, com a criação de gado da raça angus baseada em 165 hectares de pastagens. Como atividade complementar, tem outros 55 hectares de florestas plantadas. A área preservada soma 575 hectares à área total da fazenda.

“Esse prêmio traz dois sentimentos: o primeiro é a satisfação e a alegria do resultado de muito esforço. O segundo é o desafio. Agora é manter e evoluir e isso é dsafiador”, disse Tábata Stock, neta do fundador da propriedade, um imigrante alemão que deixou sua terra natal para fugir da Segunda Guerra Mundial e se estabeleceu no solo paranaense em 1951.


Em segundo lugar, ficou a fazenda Don Aro, de Machadinho D’Oeste (RO). Em plena região amazônica, Giocondo Vale, um farmacêutico nascido no Paraná que decidiu ficar em Rondônia depois de fazer uma visita ao irmão, integra produção de grãos, criação de bovinos e floresta para cobertura vegetal em uma área de 1.595 hectares. Do total, 650 são preservados.

“O prêmio vai para a família, para os que fizeram parte nesses 26 anos para chegar onde chegamos e para os que hoje estão na Don Aro. E à sociedade da Amazônia, que nos acolheu de braços abertos. Produzir no bioma não é fácil, mas é perfeitamente possível", afirmou o proprietário da fazenda, Giocondo Vale, que subiu ao palco acompanhado do filho, Iuri.


A terceira colocada entre as fazendas mais sustentáveis do Brasil tem apenas 36,3 hectares, dos quais 7,9 são preservados. No sítio Yassuda, que funciona há 30 anos em Lins (SP), Minoru e Emilia conseguiram multiplicar por dez a produtividade dos campos de frutas e hortaliças. Eles se basearam em práticas como rotação de culturas, irrigação por gotejamento e cultivo em estufas.

“É uma alegria estar com vocês e compartilhar meus conhecimentos. Fico muito feliz de estar entre os finalistas. Independente da minha classificação, acredito que possa inspirar outros produtores", disse o proprietário Minoru Yassuda, acompanhado da mulher, Emilia.


Realizado por Globo Rural, o Fazenda Sustentável tem metodologia desenvolvida em parceria com o banco holandês Rabobank e a Fundação Espaço Eco. As propriedade são avaliadas com base em um série de critérios, incluindo boas práticas agropecuárias e sociais, além da viabilidade econômica do negócio.

Ao todo, o concurso recebeu 47 inscrições de propriedades rurais de todo o Brasil. A partir de uma primeira análise, foram selecionados 13 finalistas e, destes, o três mais bem colocados.

"Esse prêmio vem mostrar que o Brasil tem muito a mostrar. Quando a gente fala em produção sustentável, a gente fala em produzir, preservar e também em ganhar dinheiro. Porque quando você está no vermelho não pensa no verde", disse a gerente de Sustentabilidade do Rabobank, Taís Fontes.

Rodolfo Viana, diretor da Fundação Espaço Eco, ressaltou a importância da parceria na realização de iniciativas como o Fazenda Sustentável. "É cada vez mais importante frisar o impacto que nossas escolhas tem sobre o nosso planeta. A sustentabilidade é uma jornada, uma nova metodologia. Um ganha-ganha sem fim", afirmou.

Em seu pronunciamento, o diretor de Redação da revista Globo Rural, Bruno Blecher, afirmou que a humanidade continua "desafiando" a natureza "em uma escala quase que suicida". "A sorte e que, a cada ano, cresce a quantidade de pessoas preocupadas com o planeta."

O diretor editorial da Editora Globo, Fernando Luna, lembrou que, desde a primeira edição, em 2013, o Prêmio Fazenda Sustentável tem unido pessoas com um propósito comum: levar as boas práticas ao campo. "Aqui tem mais que a força do campo. Tem a força da responsabilidade social e ambiental. Vocês estão na vanguarda nas práticas ambientais e sociais. Produtividade e sustentabilidade devem andar juntas", disse ele. 



Nesta sexta e sábado tem Bazar de Roupas e Calçados na Igreja Assembleia de Deus em Turvo


Nesta sexta e sábado, das 08h às 17h30, acontece um grande Bazar de Roupas e Calçados na Igreja Assembleia de Deus em Turvo.

Rua Eucalina Nunes - Em frente a Rodoviária.