sexta-feira, 23 de junho de 2017

Adiada a rodada desse domingo (25) da 1ª Copa Lojão do Braz de Futebol Society



CAMPEONATO DE FUTEBOL SOCIETY – AMVJ/LOJÃO DO BRAZ


NOTA OFICIAL:

A Associação de Moradores da Vila Jaime, vem a público comunicar que nesse domingo dia 25 de Junho, não haverá rodada da 1ª Copa Lojão do Braz. Sendo a rodada desse domingo transferida para o dia 02 de Julho.

Sem mais à tratar, ficamos a disposição de esclarecimentos.



Coordenação: Associação de Moradores da Vila Jaime (AMVJ)


Turvo, 23 de Junho de 2017.


Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi


Policia Cumpre mandado e localiza 7 armas de fogo em Santa Maria do Oeste

A Policia Militar cumpre na manhã de hoje (23), mandado de busca e apreensão no município de Santa Maria do Oeste.

Segundo informou Sargento Moraes, em um dos endereços, foi localizado (quatro revolveres) – (Uma Pistola) – (duas espingardas).

Foi dado voz de prisão ao Sr. Luiz Staciak e Jurema Staciak, ambos encaminhados para DP de Pitanga.


Vídeo:



Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi


Safra de laranja deve crescer 33% no Paraná


A safra de laranja 2017/2018, que começa a ser colhida em julho, deve alcançar 1 milhão de toneladas – ou 24 milhões de caixas, o que representa um aumento de 33% sobre as 750 mil toneladas de 2016/2017. Depois das perdas registradas na safra passada, prejudicada pelo veranico, a expectativa é de retomada nesse ano.

“Com esse volume, o Estado volta aos seus patamares normais de produção”, diz Paulo Andrade, engenheiro agrônomo do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. Nesse ano, além do clima bom, a alta produtividade nos pomares garante o resultado no campo. Os pomares de laranja paranaenses são os mais produtivos do País.

EMPREGOS E RENDA - O Paraná é o terceiro maior produtor nacional, atrás de São Paulo e Minas Gerais. A atividade garante cerca de 3 mil empregos no campo. Os laranjais geram R$ 315 milhões em Valor Bruto da Produção (VBP), o que representa 6% do total nacional. 

No Paraná, os pomares são explorados por mais de 600 citricultores, abrangendo cerca de 100 municípios e possuem áreas médias entre 19 e 35 hectares. O Noroeste é a principal região produtora do Estado, com 70% dos pomares. 

TECNOLOGIA - “Hoje a citricultura está consolidada no Paraná e é a principal atividade da fruticultura do Estado”, diz Paulo Andrade, do Deral. Graças a tecnologia e investimentos, a produção triplicou em pouco mais de uma década.

Em 2004, os pomares do Estado produziam apenas 335 mil toneladas. A produção cresce principalmente graças a ganhos de produtividade, já que a área de plantio se mantém estável em 24 mil hectares no Estado. 

SUCO - Toda a produção da laranja que sai do campo vai para as indústrias. O Paraná possui três indústrias de suco – Louis Dreyfus, que tem contrato de compra da produção de laranja da Cocamar; a Citri Agroindustrial S/A, uma empresa privada de citricultores; e a Cooperativa Integrada. Praticamente toda a produção de suco é exportada, para Europa e Estados Unidos, principalmente. O Estado produz 50 mil toneladas de suco concentrado.

Na região da Cocamar, a previsão é de uma produção de 7 milhões de caixas nessa safra, 48% mais do que na anterior (4,7 milhões de caixas). Em função do volume, a colheita foi antecipada para maio, de acordo com o gerente técnico da cooperativa, Leandro Teixeira.

“Depois de dois anos ruins, impactados pelas altas temperaturas em novembro de 2015 e a geada em junho do ano passado, o clima foi muito bom e garantiu alta produtividade nessa safra”, disse. A expectativa é que os cooperados colham entre 1,5 mil e 1,7 mil caixas por hectare.

Atualmente são 350 cooperados da Cocamar que atuam na atividade, cujos pomares cobrem cerca de 9 mil hectares. Toda a produção é direcionada para a fábrica de sucos da Louis Dreyfus em Paranavaí. A produção estimada é de 27 a 30 mil toneladas de suco nessa safra.

De acordo com Teixeira, as duas empresas vão lançar, no segundo semestre, um programa de fomento para ampliar a área de citrus na região. O objetivo é aumentar em 1,5 mil hectares plantados para a próxima safra. 

EXPORTAÇÃO E PREÇOS - São boas as perspectivas para exportação do suco. A remuneração aos produtores também está mais alta. Confira detalhes AQUI

BOX : Paraná lidera produtividade no País

Os pomares de laranja paranaenses são os mais produtivos do País. No Brasil colhe-se, em média, 553 caixas de 40,8kg/ha. A produtividade em São Paulo fica em 625 caixas/ha. Já no Noroeste do Paraná este número é de 923 caixas/ha, sendo que alguns pomares chegam a colher 2.000 caixas/ha.

De acordo com Leandro Teixeira, gerente técnico da Cocamar, investimentos em tecnologia de produção, com manejo de pragas e doenças, adubação adequada e boa nutrição, com apoio do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) vêm garantindo bons resultados no campo mesmo quando o clima não contribui.

“Isso permite que o produtor ganhe sempre, mesmo em situações não tão favoráveis”, diz. A citricultura é hoje uma alternativa para diversificar a atividade na propriedade rural e vem sendo explorada em conjunto com outras culturas, como grãos, por exemplo.

Fonte: AEN

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi

Em atendimento, ambulância do Siate se envolve em acidente na BR-277



Uma ambulância do Siate que estava realizando o atendimento a um homem com ferimentos graves se envolveu em um acidente na tarde desta sexta feira (23) na BR 277, no trevo de acesso a Goioxim.

Por volta das 14h30, os socorristas foram acionados para atender um acidente na PR 364, no sentido a Goioxim, a cerca de seis quilômetros da BR 277. No local, uma colisão entre um caminhão e um veículo (foto abaixo) deixou um ferido em estado grave. A vítima recebeu os primeiros socorros e estava sendo encaminhada para atendimento médico urgente na UPA do Batel. Porém, quando realizava o contorno no trevo de acesso a Goioxim, a ambulância foi atingida por um caminhão na BR 277.

Os socorristas não se feriram, mas outra ambulância teve que ser enviada para encaminhar o ferido no primeiro acidente até a UPA.

A ambulância teve estragos na parte frontal e na lateral.

Ainda não há informações sobre o estado da vítima da colisão na PR 364, que está sendo atendida na UPA do Batel. O caminhão envolvido é de Guarapuava.



Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi

Morre Maria de Lurdes Tratck, moradora de Cambucica – Turvo


Morreu na tarde dessa sexta-feira, 23 de junho, a senhora Maria de Lurdes Tratck, com 62 anos de idade. Seu corpo será velado no salão da Igreja da Cambucica. Seu sepultamento será neste sábado às 15h00.

Informações repassadas pela Funerária SerLuto de Turvo.

À família enlutada as nossas sinceras condolências.

Turvense Eugênio é aprovado na OAB



Estivemos na manhã dessa sexta-feira, parabenizando o sr Eugênio Pereira de Couto pela sua aprovação na OAB- Ordem dos Advogados do Brasil, ele que também é o Presidente do Conselho de Segurança de Turvo. Desejamos muito êxito ao Constitucionalista nesta nobre profissão. 




Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi

Paraná adota vazio sanitário da soja para evitar proliferação da ferrugem asiática


O Paraná iniciou em 15 de junho o período do vazio sanitário da soja, medida que busca proteger a lavoura da ferrugem asiática. Por 90 dias, até 15 de setembro, os produtores não podem cultivar o grão ou permitir a presença de plantas vivas de soja em qualquer fase de desenvolvimento, conforme determina a portaria 109/15 da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). Outros quatro estados brasileiros (São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia) também adotaram a medida, já que o fungo pode provocar perdas de 100% da produção.

O gerente de Sanidade Vegetal da Adapar, Marcílio Martins Araújo, explicou que a medida retarda o aparecimento dos primeiros focos da ferrugem asiática na cultura de verão. “Manter o campo por 90 dias sem a presença de plantas diminui o foco do aparecimento do fungo, retardando o início das aplicações de defensores químicos para o controle da doença na cultura de ciclo normal”, disse. 

A partir de 16 de setembro, os produtores já podem iniciar o plantio das lavouras, que segue até 31 de dezembro, período chamado de calendarização do plantio. A calendarização é complementar ao vazio sanitário e busca evitar as aplicações sistemáticas e sucessivas de fungicidas para os focos mais tardios da doença.

“Os produtos disponíveis para o controle da doença vêm perdendo eficiência ao longo do tempo. Essas medidas evitam a aplicação constante dos produtos e contribuem para que a soja permaneça como uma cultura importante no Estado e para a sobrevivência de toda a cadeia produtiva”, afirmou. 

Para o gerente da Adapar, medidas como o vazio sanitário e calendarização do plantio ajudam no aumento de produtividade. O Paraná bateu o recorde na colheita de soja na safra 2016-2017, com a produção de 19,5 milhões de toneladas do grão. 

FISCALIZAÇÃO – O Estado adota o vazio sanitário da soja desde 2007. Após a criação da Adapar, em 2012, a portaria foi reeditada para incluir outros pontos que não estavam previstos nas legislações anteriores, como medidas para evitar a derrubada de grãos nas rodovias, para diminuir os focos de disseminação da doença, e a ampliação das ações de fiscalização.

De acordo com Araújo, além de fiscalizar as propriedades nesses 90 dias, a Adapar também busca conscientizar os produtores sobre a importância de manter as lavouras limpas no período. Antes de 15 de junho, os fiscais da agência notificam os agricultores ou responsáveis para que as plantas sejam retiradas. A partir da data, os produtores que mantêm os pés de soja são autuados para que as plantas sejam eliminadas por via mecânica ou química.

Para acessar a portaria da Adapar, clique AQUI.


Fonte: AEN



Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi


POKER ÓLEO LEVE GUARAPUAVA FUTSAL JOGA EM SANTA CATARINA PELA LNF



A Equipe Paranaense joga nesta sexta-feira(23), às 20h15 na Arena Jaraguá, pela 10ª rodada da Liga Nacional de Futsal contra o Jaraguá.

O Cad ocupa a 14ª colocação com 6 pontos, por outro lado o Jaraguá está em 8º lugar com 11 pontos.

Os relacionados para o confronto são os seguintes:

Goleiros: Lucas Santos e Abner.

Fixos: Farinha, Eder, Djaelson e Cesinha.

Alas: Gauchinho, Darici, Ouchita, Dudu e Paraná.

Pivôs: Barbosa, Maico e Roni.

O Técnico Banana terá dois desfalques, o goleiro Deivd e o ala canhoto Pelé que estão no departamento médico.

No último confronto das equipes, aconteceu ano passado no dia 28 de Junho na cidade de Guarapuava e o Cad venceu por 6 tentos a 3.

Vamos enfrentar uma grande equipe, uma equipe de camisa, por isso trabalhamos bastante para esse jogo e pode ter certeza que estamos concentrados e focados em busca de somar pontos disse Banana.

A partida terá a transmissão da rádio cultura.

ASSESSORIA CAD/ FOTO JAPA

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/blogdoeloi