quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Rafael Menegueli é o novo gerente da Agência do Sicredi de Turvo.


Estivemos na manhã dessa quinta-feira, 15 de setembro, conversando com Rafael Menegueli, o novo gerente da Agência do Sicredi de Turvo. Em conversa com ele, nos contou que é natural de Londrina. 

“Estou no Sistema SICREDI a 8 anos, a maior parte destes residindo no Mato Grosso onde iniciei minha vida Cooperativista, e tenho orgulho de vestir essa camisa pois sei da importância que o SICREDI dá aos nossos associados, realizando sonhos e colaborando para o desenvolvimento local, pois temos como sistema cooperativo a missão de valorizar o relacionamento, oferecendo soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da sociedade. De ante mão quero agradecer a população que tão bem me acolheu e convidar a fazer-nos uma visita, ficaremos honrados em recebê-los”. Rafael Menegueli.

A Agência do Sicredi fica na Rua Elias Rickli, centro de Turvo – PR. Fones (042) 3642 2142 / 2123.
 


Como será e o que fará a Ibema nos próximos três anos?

Giuseppe Musella fala sobre os planos para o futuro. Executivo assumiu a Presidência da terceira maior produtora de papelcartão em janeiro.

Com informações e fotos: Ibema Papelcartão

Um homem de retaguarda, competitivo, disciplinado, ponderado em suas opiniões, focado, acostumado a se colocar objetivos claros, desafiadores, porém atingíveis. Assim é o novo Presidente da Ibema, Giuseppe Musella, executivo de 53 anos que veio do Grupo Boticário para substituir Nei Senter Martins, que ficou à frente da empresa por seis anos e que agora ocupa uma cadeira no conselho de administração.

Depois de atuar como diretor executivo de operações de um dos maiores grupos de cosméticos do Brasil e colaborar para multiplicar em aproximadamente 10 vezes o faturamento da empresa nos últimos 10 anos, Musella agora tem um novo sonho: tornar a Ibema a melhor empresa de papelcartão do Brasil. O sonho começou com a transação realizada entre a Ibema e a Suzano Celulose e Papel, quando esta se tornou sócia no início deste ano e ele assumiu a presidência da companhia. O executivo herdou de Martins uma Ibema revolucionada: a empresa passou de um volume produtivo de 90 mil toneladas em 2015 para 140 mil neste ano, incorporando mais uma fábrica, a de Embu das Artes, e todos os seus produtos, colaboradores, a maioria dos clientes e fornecedores.

O Diretor Industrial Fernando Sandri, o consultor Fabio Mestriner, Giuseppe Musella e o Diretor Comercial Jorge Grandi

Com esse cenário à frente, o Presidente vislumbra uma Ibema evolutiva, com um equilíbrio de retorno para todos os seus stakeholders e assertiva na utilização dos seus recursos. A companhia passa, desde janeiro, por uma profunda análise sobre as suas operações. "A empresa necessita agora de um novo olhar aprofundado sobre sua essência".

É preciso que os seus recursos sejam otimizados e sua estrutura readequada à nova realidade, para que o processo de tomada de decisão seja mais rápido e assertivo. Esta evolução passa também pelo aprimoramento dos seus processos para garantir a excelência dos serviços e a qualidade dos seus produtos. Sobre isso, Musella acrescenta: "num mercado semicomoditizado, a Ibema vai se diferenciar pela qualidade do que faz e produz. Esse é o nosso grande desafio para os próximos três anos".

Registro da equipe comercial no Seminário Técnico em Curitiba.

O executivo explica que é preciso realizar uma revisão da cadeia de valor. A ideia é extrair o máximo da cadeia produtiva, iniciando por uma adequação dos processos internos, uma revisão do portfólio de produtos, uma segmentação e modelo de relacionamento mais adequados com seus clientes e uma solidificação das parcerias com fornecedores chave.
No meio do caminho desse sonho, há dificuldades complexas a serem superadas. Uma delas é a atual situação política e econômica do país, somado a uma contração importante do mercado com um excesso de oferta de papelcartão no mundo. "É preciso levar em conta também a pressão inflacionária de todos os drivers de custo do papelcartão, como as altas taxas de juros, custo de mão de obra, da celulose, da energia e a oscilação do dólar. Estas são dificuldades que devemos superar para alcançar nossos objetivos. E, para isso, temos total autonomia e independência para encontrar as soluções do dia a dia, com a responsabilidade de prestar contas ao conselho," esclarece.

O Presidente rodeado pelos profissionais da empresa.


EQUIPE ENGAJADA E ENERGIZADA

Questionado sobre como vê a Ibema, Giuseppe Musella foi enfático: "eu encontrei uma das equipes mais engajadas e energizadas que já vi em meu percurso profissional. Porém, ela precisa de uma maior integração em rede e foco no que realmente é relevante", afirma.

Ele acredita que, para isso, é importante deixar claro as suas expectativas e ambições para os seus profissionais. Como líder, Musella diz que a liderança precisa fazer aquilo que prega a todo momento, ser exemplo por meio da coerência entre o que fala e o que faz. Segundo ele, essa é a peça-chave para o sucesso. Por isso, desde que assumiu a Presidência da Ibema, o executivo caminha pelas duas fábricas, em Turvo, na região central do Paraná, e de Embu das Artes, no interior de São Paulo, pela sede administrativa em Curitiba e pelo Centro de Distribuição localizado em Araucária, Região Metropolitana de Curitiba. Ele reforça que gosta de falar com todos e transitar por todas as equipes da empresa.

Por fim, Musella acredita que a sua equipe é capaz de sonhar junto e trabalhar para que os resultados sejam atingidos. "Convido todas as pessoas da equipe Ibema a embarcarem neste sonho para torná-lo realidade, alcançando um crescimento próspero e sustentável. Eu não acho que existem pessoas extraordinárias, acredito que as pessoas normais decidem fazer e fazem coisas extraordinárias, e eu sei que podemos fazer da Ibema uma empresa extraordinária", finaliza. 





No mês do Rádio, Central Cultura de Comunicação de Guarapuava conta um pouco da sua história.



Fazendo parte da programação do Jubileu de Ouro da Diocese de Guarapuava e celebrando o mês do rádio, a Central Cultura de Comunicação (Rádios Cultura AM 560 e 93FM) em parceria com o Instituto Histórico e Academia de Letras Artes e Ciências de Guarapuava realizam a exposição “A Rádio Cultura nos 50 anos da Diocese de Guarapuava”.

De acordo com Jorge Teles, um dos diretores da Central Cultura de Comunicação, as emissoras sempre fizeram e fazem parte da vida da Diocese e da comunidade de Guarapuava e região. “O meio rádio tem até hoje uma abrangência muito grande, fala da comunidade e está sempre próxima dela”, disse. A emissora Cultura AM está no ar há 45 anos e a 93FM há 35.

A mostra terá alguns equipamentos e materiais antigos, documentos de constituição das emissoras, quadros e banners. “É um pouco da história das nossas rádios sendo mostrada para a comunidade”, revela Teles.

A exposição vai até 30 de setembro, no Instituto Histórico de Guarapuava, situado na Rua Senador Pinheiro Machado 1827, no centro da cidade, próximo à Catedral Nossa Senhora de Belém. O horário de visitação é das 9 às 11h30 e das 13h30 às 16 horas, de segunda à sexta-feira.

Ainda farão parte da programação colóquios sobre a radiodifusão. “A evangelização no rádio, o esporte no rádio, o jornalismo no rádio, o entretenimento no rádio e o fim do rádio AM, serão debatidos, de uma maneira informal, nas noites dos dias 19 a 23 de setembro, a partir das 19h”, complementou Teles.

A entrada é gratuita e toda a comunidade é convidada a participar.

Fonte: www.centralcultura.com.br

Pascom de Turvo convida a todos para um grande jantar no dia (24/09).

"Estão Todos convidados, reúna sua Família e convide seus amigos e venha participar conosco deste delicioso Jantar em prol da arrecadação de fundos para adquirirmos Equipamentos que serão usados para NOSSA Comunicação na Matriz e Comunidades do Interior, estamos te esperando, adquira já seu ingresso com líderes dos vários movimentos ou no Escritório Paroquial" Pascom- Paróquia Nossa Senhora Aparecida Turvo - Paraná



Ocorrência policial em Pitanga e Palmital.

 3ª COMPANHIA DE POLICIA MILITAR – PITANGA.


                                                      

PITANGA

FURTO QUALIFICADO – CRIMES CONTRA O PATRIMONIO

No dia 14 de setembro de 2016 às 10h00min, a equipe Policial Militar de serviço realizava patrulhamento no Parque São Basílio, onde foi abordada por um adolescente de 13 anos, o qual relatou que teve sua bicicleta, da cor azul com detalhes em amarelo e branco e pneu dianteiro pintado com uma faixa branca, sem marca aparente, furtada de sua residência durante a noite do dia 14/09/2016. Diante dos fatos, foi realizado patrulhamentos, porém nada foi localizado. Orientada a vitima quanto aos demais procedimentos. 

RECEPTAÇÃO - CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO

No dia 14 de setembro de 2016 as 20h00min, a equipe Policial Militar de serviço estava em patrulhamento pela Rua Barão do Cerro Azul s/n, Bairro Maristela, quando avistou uma pessoa em atitude suspeita conduzindo uma bicicleta, foi realizado a abordagem e identificado um homem de 18 anos, o qual já é conhecido no meio Policial por praticar furtos. Durante a abordagem a equipe reconheceu a bicicleta como produto de furto conforme B. O. anterior, equipe Policial indagou sobre a procedência da bicicleta, o mesmo relatou que comprou a bicicleta de um adolescente conhecido. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão por receptação, lido seus direitos e encaminhado o mesmo juntamente com a bicicleta ate as 45ª DRP de Pitanga para providencias legais. Foi feito contato com a vitima, a qual deslocou ate a 45ª DRP e reconheceu a bicicleta como sendo sua, a qual foi furtada em data anterior. Orientado as partes. 

PALMITAL
ROUBO

No dia 14 de setembro de 2016 às 18h00min, a equipe Policial Militar de serviço recebeu ligações anônimas via fone 190, de que na Av. Maximiliano Vicentin, Bairro Centro, uma pessoa do sexo masculino loiro, alto e magro, vestindo uma blusa preta, havia saído correndo de dentro de uma loja de Confecções, que viu a pessoa empunhando uma faca. Diante de tal informação, foi realizado buscas pelas imediações, no intuito de localizar o suspeito, porém, não foi logrado êxito na localização. Que compareceu no destacamento a vítima de 51 anos, relatando o fato, porém, disse que seria uma pessoa morena, baixa e magro, o qual começou a pedir roupas pra ver, com intenção de compra-las, no entanto, logo em seguida deu voz de assalto e com uma faca exigiu dinheiro, subtraindo da mesma a quantia de R$300,00 (trezentos reais). A vítima foi orientada quanto as medidas a serem tomadas. 



Extravio de celular em Turvo.



Dona Elizabete Kruger dos Santos, extraviou seu celular Smartphone da marca Samsung de cor vermelha. Ela pede que se alguém encontrou, ou vir a encontrar entrar em contato pelo fone 42-9118-8593. Mediante R$ 150,000 de gratificação.