terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Veículo carregado com defensivo agrícola contrabandeado tomba na BR 277, em Prudentópolis


Na manhã de hoje, 31 de dezembro de 2019, por volta das 11 horas e 24 minutos, a Polícia Rodoviária Federal atendeu acidente do tipo tombamento de veículo próximo à praça de pedágio, no km 303,6 da BR 277, município de Prudentópolis/PR,

O veículo VW/Gol 1.0, placas Dr Curitiba,, que seguia sentido Capital do Estado, encontrava-se tombado próximo a entrada da Praça de Pedágio.

Funcionários da Concessionária Caminhos do Paraná, informaram que ao chegarem para atender ao acidente, dois masculinos, um trajando camisa preta e calça jeans e outro de camiseta vermelha, possíveis ocupantes do veículo, correram para a área de mata.

No interior do veículo foi encontrada grande quantidade de pacotes de defensivos agrícolas de origem estrangeira (aproximadamente 70 Kg de inseticida marca MEGAXAM). 

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal de Guarapuava e o veículo, com os produtos ilícitos, para a Receita Federal de Ponta Grossa.

Os mesmos funcionários não informaram as causas do acidente e se havia envolvimento de outro veículo.

Informações e Imagem BDCom PRF

Portos do Paraná alcançam recorde de movimentação


O Porto de Paranaguá alcançou na madrugada desta terça-feira (31) a marca de 53.098.566 toneladas de produtos movimentados. O número, que deve aumentar ao longo do dia, já supera o recorde do ano passado, quando foram 53.029.221 toneladas. Em Antonina, as movimentações somaram 908.377 toneladas e são 17% maiores que em 2018. Com isso os portos do Paraná tiveram o melhor ano da história, mesmo com a quebra na safra de soja brasileira no primeiro trimestre de 2019.

Nem o clima, que tem impacto direto no embarque de grãos, atrapalhou o bom momento do setor portuário paranaense. Neste ano, os registros de chuva foram 8% maiores que no ano anterior. “Foi um ano desafiador, em que a eficiência foi determinante para manter o alto índice de produtividade. Temos regras claras para embarque e desembarque, excelente infraestrutura e um corpo técnico qualificado. Conquistamos a confiança do mercado nacional e internacional”, destacou o diretor-presidente da empresa pública, Luiz Fernando Garcia.

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, atualizados até novembro, mostram receita cambial positiva. No Porto de Paranaguá, as exportações representaram US$ 15,4 bilhões e as importações somaram US$ 11,6 bilhões.

GRÃOS - A soja liderou as exportações, mesmo com queda de 26% na comparação com o ano anterior. Em 2019 foram 11.290.203 toneladas embarcadas. O destaque entre os granéis foi o milho, que teve crescimento de 420%. Foram 5.670.500 toneladas movimentadas. Os farelos somaram 5.175.627 toneladas. O açúcar em grãos superou 2,4 milhões de toneladas. Assim, o Corredor de Exportação bateu recorde de produtividade, com mais de 22 milhões de toneladas embarcadas.

O malte e a cevada, importados via Porto de Paranaguá, somaram 533.878 toneladas, o que representa aumento de 54% nos desembarques realizados entre 2018 e 2019.

FERTILIZANTES - Em Paranaguá foram recebidas 9.393.140 toneladas de adubo neste ano. Em Antonina, foram mais 559.386 toneladas.

LÍQUIDOS - Entre janeiro e dezembro de 2019, as exportações de granéis líquidos somaram 1.375.699 toneladas, 23% menos que no mesmo período de 2018. Já as importações tiveram alta de 5% e chegaram a 5.560.742 toneladas. Ao todo, foram 6.936.441 toneladas de líquidos movimentadas, valor 2% menor que no ano anterior.

CONTÊINERES - A movimentação de carga por contêiner cresceu 12%. Foram 432.096 unidades exportadas e 431.918 importadas.

PAÍSES - Os principais destinos dos produtos exportados pelos Portos do Paraná foram China (11,3 milhões de toneladas), Irã (3,1 milhões), Japão (1,9 milhões), Holanda (1,7 milhão) e Coreia do Sul (1,3 milhão).

Nas importações, os produtos vieram principalmente dos Estados Unidos (3,2 milhões de toneladas), China (2,2 milhões), Rússia (1,6 milhão), Canadá (1 milhão) e Marrocos (981.404).

O número de navios recebidos em 2019 foi 3% maior que em 2018. Foram 2.398 atracações neste ano, contra 2.323 no ano passado.

Cantor sertanejo Juliano Cezar morre durante show no norte do Paraná


O cantor sertanejo Juliano Cezar morreu na madrugada desta terça-feira (31) depois de sofrer um infarto fulminante enquanto fazia um show em Uniflor, no norte do Paraná. A informação foi confirmada pelo produtor do artista.

De acordo com o produtor Mauro Vasconcelos, Juliano Cezar chegou a socorrido em um posto médico perto do local do evento. Porém, o cantor não resistiu.

Ele recebeu massagem cardíaca e injeções de adrenalina por mais de uma hora e meia, mas, ainda conforme o produtor, não foi possível reanimar o artista.

Mauro Vasconcelos contou que estavam em uma sequência de três shows, com casa cheia, no Paraná. Ele conhecia Juliano Cezar há 25 anos e era produtor do amigo há sete.

Juliano Cezar tinha 58 anos, era casado e não tinha filhos. O corpo será velado e sepultado em Passos (MG) – cidade natal do cantor.

Fonte: G1 - PR