sexta-feira, 31 de julho de 2020

Município de Turvo recebe mais de 6 milhões de reais por indicações do Deputado Estacho


Os primeiros 18 meses de mandato do Deputado Rodrigo Estacho na Assembleia Legislativa do Paraná tem sido de muito trabalho e muitas conquistas para vários municípios, especialmente da região central do Estado, terra natal do parlamentar.

A cidade de Turvo vem recebendo investimentos em diversas esferas. As conquistas são resultado do trabalho conjunto das autoridades municipais, como o Prefeito Jerônimo G. do Rosário e os vereadores, que levam as demandas até o Deputado para que sejam efetivadas junto ao Governo do Estado.

Segue abaixo a lista completa dos recursos direcionados pelo Deputado Estacho à cidade de Turvo. Parte dos recursos já foram repassados à prefeitura municipal e parte está em processo de liberação junto ao Governo do Estado, o que deve ocorrer nos próximos meses.

• Ambulância equipada com UTI móvel: R$ 237.000,00

• Ônibus para transporte de pacientes R$ 450.000,00

• Ensiladeira: R$ 19.000,00

• Kit esportivo completo: R$ 15.000,00

• Caminhonete Mitsubishi L200 para uso da Polícia Militar: R$ 125.000,00

• Parque adaptado para APAE: R$ 30.000,00

• Academia ao ar livre 1: R$ 25.000.00

• Academia ao ar livre 2: R$ 25.000.00

• Aparelho de Ultrassom: R$ 180.000,00

• Revitalização da sinalização viária: R$ 160.000,00

• 400 tubos de concreto para manilhamento de ruas: R$ 28.000.00

• Reutilização do fresado asfáltico: 1.000 m³ (aproximadamente 10 carretas)

Somente essa listagem de itens representa um investimento na ordem de R$ 1. 294.000,00, além da aplicação do material fresado, fruto de doação do Estado ao município de Turvo a pedido do Deputado Estacho ao Secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná Sandro Alex.

Em outra frente o Deputado Estacho trabalhou em parceria com o Prefeito de Turvo Jerônimo G. do Rosário, o Deputado Estadual Alexandre Curi, o Governador Ratinho Jr. e o Secretário Sandro Alex para conquistarem juntos a pavimentação asfáltica na Rodovia João Maria de Jesus, que liga a PR-466 à indústria IBEMA. O valor da obra girou na casa dos R$ 5.000.000,00.

Além de todas essas importantes conquistas, outra questão muito cobrada pelos munícipes da comunidade de Colônia Velha, na localidade rural de Turvo, é a construção de uma balsa para o transporte de pessoas e veículos na tríplice divisa entre as cidades de Turvo, Prudentópolis e Cândido de Abreu.

Segundo informações repassadas ao Blog do Elói pela assessoria do Deputado Rodrigo Estacho, apesar da construção da balsa não ter sido uma promessa de campanha, a demanda está recebendo atenção especial e sendo tratada como uma das prioridades do mandato, para que finalmente saia do papel e se torne realidade o mais breve possível.

Ainda de acordo com a assessoria, o dinheiro necessário para a construção da balsa já foi destinado pelo Deputado Estacho e está à disposição da Secretaria de Infraestrutura e Logística. Além disso, o projeto de construção, que foi elaborado pela Prefeitura de Turvo, foi concluído e aguarda apenas a análise da equipe de engenharia da SEIL, que garantiu que até o fim de agosto apresentará o parecer.

Outros trabalhos do Deputado Rodrigo Estacho podem ser acompanhados em tempo real através do site oficial www.rodrigoestacho.com.br, além das redes sociais facebook.com/rodrigoestacho e do Instagram @rodrigoestacho.

Turvo - Boletim oficial atualizado Covid-19



Paraná vai colher mais de 41 milhões de toneladas de grãos


No Paraná, a safra de grãos 2019/20 se encaminha para o final com a colheita da segunda safra e dos cereais de inverno. A expectativa de produção aponta para um volume total de 41,01 milhões de grãos que serão colhidos no Estado, que representa um acréscimo de 5 milhões de toneladas em relação à safra anterior (18/19), que somou 36 milhões de toneladas de grãos. Esse será o resultado das três safras cultivadas no Estado, a de verão, segunda safra, e de inverno, conforme estimativa do Departamento de Economia Rural, da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, divulgada nesta sexta-feira (31).

O resultado final da safra 19/20 foi alavancado pelo desempenho das lavouras de soja e feijão na primeira safra, da segunda safra de milho e das culturas de inverno que ainda estão a campo, com bom desenvolvimento.

O aumento de produtividade surpreendeu os analistas do Deral. Houve perdas nas culturas da segunda safra, em decorrência da falta de chuvas, mas elas foram compensadas ao produtor com o aumento nos preços dos produtos.

Para o secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, mesmo passando por períodos de estiagem prolongada, jamais vista no Estado em muitos anos, o resultado da safra de grãos no Paraná é considerado surpreendente, tanto em volume como em valor de venda. Os produtores se beneficiaram do aumento das cotações do dólar, já que a maioria dos produtos cultivados no Paraná são commodities.

Para o diretor do Deral, Salatiel Turra, a safra 2019/20 transcorreu bem, apesar de algumas intempéries climáticas provocadas pela estiagem e altas temperaturas. “Se algumas culturas tiveram prejuízos e reduções de produção, como no caso do feijão das secas e milho da segunda safra, outras se sobressaíram, como foi o caso da soja que alcançou recorde de produção”, afirmou.

Turra chama a atenção para os retornos econômicos bastante interessantes ao produtor com a atual safra, como no caso da soja, milho e possivelmente para o trigo.

Particularmente sobre o milho da segunda safra, que está em fase de colheita, Turra atribuiu ao produtor o resultado favorável da cultura, apesar de ter sido penalizada pela estiagem severa que atingiu o Paraná entre os meses de março a maio.

“A princípio a estimativa de perda para o milho de segunda safra era para ser maior, mas devido ao investimento em tecnologia nas sementes, nos insumos, ou seja, na qualidade desses produtos utilizados pelos produtores, que estão sendo cada vez mais modernos, mais avançados, a redução de produção não foi tão acentuada como se previa inicialmente”. Turra salientou que a tecnologia está ajudando os produtores a garantir uma produção boa, mesmo em situações de déficit hídrico.

TRIGO - A cultura do trigo foi uma das que mais surpreendeu positivamente este ano, com potencial para revelar uma produção excepcional, em muitos anos. O Paraná deverá produzir 3,7 milhões de toneladas, que corresponde a 1,6 milhão de toneladas de trigo a mais que está sendo colhido no Estado, em comparação com o ano passado, quando foram colhidas 2,14 milhões de toneladas do grão.

Segundo o engenheiro agrônomo do Deral, Carlos Hugo Godinho, o trigo, como cultura de inverno, é muito vulnerável aos riscos do clima. Porém este ano as geadas não foram fortes neste mês de julho, considerado o mais crítico, e a cultura está se desenvolvendo de forma bastante satisfatória.

A preocupação, salientou, está no decorrer dos próximos 15 dias, cuja previsão climática é de ausência de chuvas e ocorrência de dias quentes, que pode vir a prejudicar o desempenho final das lavouras.

Os produtores já venderam em torno de 15% da produção estimada, o que é outra raridade para um mês de julho, frisou Godinho. O máximo de venda antecipada de trigo que já ocorreu em julho foi de 10%.

O atrativo são os bons preços do trigo, em torno de R$ 60,00 a saca com 60 quilos.

MILHO - O milho da segunda safra foi outro grão que respondeu satisfatoriamente, apesar de ter sofrido perdas nas lavouras com a estiagem. A colheita avançou entre 35% e 40% da área plantada e está revelando boas produtividades, menores que no ano passado, mas melhores do que o esperado se for considerado o impacto da estiagem que foi uma das mais fortes que atingiu a cultura em pleno desenvolvimento, explicou o analista do Deral, Edmar Gervásio.

Segundo o Deral, a produção deve atingir 11,5 milhões de toneladas, uma queda de 13% em relação à safra passada, que atingiu volume de 13,2 milhões de toneladas na safra 2018/19. Segundo Gervásio, a seca contribuiu para evitar a incidência de doenças, o que ajudou a reduzir as perdas decorrentes da falta de água.

A exemplo do trigo, houve avanço também na comercialização de milho da segunda safra. Os produtores venderam antecipadamente acima de 40% do milho de segunda safra neste mês de julho para aproveitar os bons preços no mercado. Está sendo vendido a uma média em torno de R$ 38,00 a R$ 40,00 a saca com 60 quilos, sendo que de janeiro a junho o milho vinha sendo vendido a uma média de R$ 35,00 a saca. “Mesmo com produção menor, os produtores estão faturando mais”, disse.

FEIJÃO DA SEGUNDA SAFRA - A colheita já foi encerrada, com uma produção de 259,4 mil toneladas, volume 28% inferior à safra em igual período do ano passado, cuja colheita rendeu 360 mil toneladas de feijão no Paraná. Com a estiagem, a produtividade das lavouras caiu em torno de 41% e o Paraná deixou de colher 179 mil toneladas do grão, informou o engenheiro agrônomo do Deral, Carlos Alberto Salvador.

Computando as três safras do período 2019/20, que está se encerrando, o Paraná deverá colher um total de 579 mil toneladas de feijão, uma redução de apenas 5% em relação ao ano passado.

Segundo Salvador, o desempenho da primeira safra – feijão das águas – salvou o resultado final. Na primeira safra, a produção de feijão no Paraná foi 29% maior que em igual período da safra anterior.

Com a estiagem e a perspectiva de quebra da segunda safra de feijão, o produto estava com preço aquecido até o mês de maio. A saca de feijão, com 60 quilos, estava sendo vendida em torno de R$ 300,00, um preço considerado excelente. Com a entrada de produção de outros estados no mercado, o preço caiu e se estabilizou entre R$ 180,00 a R$ 190,00 a saca, o que ainda é considerado um bom preço pago ao produtor, acima dos custos de produção, avaliou o técnico.

SOJA - A colheita da soja foi totalmente concluída, com um volume recorde de 20,7 milhões de toneladas, um aumento de 28% sobre o resultado da safra anterior que atingiu 16,13 milhões de toneladas. Foram mais de 4,5 milhões de toneladas colhidas a mais no Paraná, disse o economista do Deral, Marcelo Garrido.

Segundo ele, a soja nunca rendeu tanto no Estado como este ano, reflexo do clima favorável durante o desenvolvimento vegetativo das lavouras, cujo período teve a ocorrência de chuvas regulares nos momentos certos.

Para coroar o bom desempenho das lavouras, a comercialização do grão está sendo uma das melhores dos últimos anos para os produtores, beneficiados pelo aumento da cotação do dólar frente ao real. Para se ter uma ideia, a saca de soja está sendo vendida em torno de R$ 100,00 a saca com 60 quilos, o que garante muita lucratividade ao produtor. Segundo Garrido, há um ano, a soja era vendida por R$ 66,00 a saca, quase 50% de aumento nominal nas cotações.

Segundo o Deral, aproveitando os bons preços, cerca de 91% da soja paranaense, que corresponde a cerca de 18 milhões de toneladas, já foi vendida. Para o analista, se por um lado o preço está explodindo, por outro quase não há mais soja para vender porque os mercados externos vieram em busca do produto brasileiro e paranaense com muita voracidade este ano.

Mesmo com aumento de custos já previstos para plantar a safra 2020/21, Garrido salienta que o produtor está capitalizado para enfrentar esse desafio.

CAFÉ - A produção de café no Estado deverá atingir esse ano cerca de 56 mil toneladas, repetindo o desempenho do ano passado. Cerca de 81% desse volume já foi colhido, movimento facilitado pelos poucos dias frios e sem chuvas neste mês de julho, disse o engenheiro agrônomo do Deral. Paulo Franzini.

Ele ressaltou a qualidade do café paranaense, que está sendo colhido, e para a lentidão na comercialização. O produtor vendeu cerca de 27% da safra, o suficiente apenas para pagar a colheita, que é o item mais caro da lavoura e agora deve esperar uma reação nos preços.

O preço, cotado em torno de R$ 515 a saca em maio, caiu para R$ 400,00 em junho. Em julho, com uma pequena reação, o preço do café foi a R$ 440,00 a saca.

Segundo Franzini, o produtor não está endividado e vai esperar uma reação do mercado. Este ano o volume de exportação de café brasileiro pode ser o segundo recorde da história, com uma exportação avaliada entre 30 a 35 milhões de sacas. O café brasileiro é exportado para 125 países, sendo os maiores compradores os Estados Unidos e países da Europa.

CEVADA - A cultura da cevada está em campo, e o desenvolvimento vegetativo é considerado bom. Foram plantados em torno de 62,7 mil hectares, repetindo a área ocupada no ano passado. A produção esperada é de 288 mil toneladas, volume 13% acima da safra anterior.

De acordo com o engenheiro agrônomo do Deral, Rogério Nogueira, a região de Guarapuava – maior produtora e consumidora de cevada no Estado – aumentou a área de plantio em 11% e já vendeu 50% de sua produção para uma indústria de malte local.

MANDIOCA - O plantio de mandioca aumentou 3%, passando de 136,4 mil hectares no ano passado para 140,2 mil hectares esse ano. A produtividade do cultivo de mandioca no Paraná é o dobro da brasileira.

A produção esperada é de 3,38 milhões de toneladas, volume 9% maior que o colhido no ano passado, que atingiu 3,11 milhões de toneladas. Essa produção seria ainda maior não fosse afetada pela falta de chuvas, principalmente na região Noroeste do Estado onde se concentra o cultivo de mandioca, salientou o economista do Deral, Methódio Groxko.

A colheita este ano está mais acelerada que no ano passado. Cerca de 55% do volume esperado já foi colhido. Segundo Groxko, a pandemia afetou bastante o setor, que reflete o consumo em baixa. Isso porque a maior parte da mandioca paranaense é transformada em fécula, matéria-prima utilizada por indústrias variadas, cujos desempenhos foram afetados com queda nas vendas.

Sem venda, não há consumo de fécula e não há aquecimento nos preços da mandioca, explica Groxko. Para se ter uma ideia, a raiz cuja tonelada era vendida por R$ 415,00 em janeiro caiu para cerca de R$ 334,00 atualmente, uma queda muito acentuada que provoca perdas de 20% no rendimento potencial do agricultor.

Segundo o Deral, a fécula de mandioca está com redução de preços de 22% e a farinha de mandioca está com redução nos preços de 13%. A farinha foi menos prejudicada porque há demanda maior dos estados do Norte e Nordeste para o consumo das famílias.

Fonte: AEN

Homem morre atropelado por caminhão em Goioxim


Por volta das 17h15 min, do dia 30 de julho de 2020, na estrada rural, localidade de Lambedor a equipe policial recebeu informação da equipe de saúde do Goioxim que estariam deslocando até a estrada rural onde havia ocorrido um acidente de trânsito entre um caminhão e um pedestre. 

No local informou o médico que a vítima já estava em óbito, um homem, 52 anos. No local identificado o motorista, que dirigia um caminhão Ford / cargo; o acidente ocorreu numa subida, o motorista relatou que visualizou o pedestre na subida no lado direito da estrada e andando em zig e zag, e que passou para esquerda para desviar do pedestre, porém quando ultrapassou o pedestre notou que o mesmo havia caído debaixo do caminhão nas rodas traseiras. 

Foi informado a polícia civil de Cantagalo, compareceu no local o perito criminal para os procedimentos cabíveis. Os envolvidos foram orientados quanto aos demais procedimentos.

Fonte: PM

Oportunidade de emprego na Rio Bonito Embalagens



VAGA DE EMBALADOR

FUNÇÃO: Embalador;

SALÁRIO: A combinar;

BENEFÍCIOS: Cartão Alimentação e Transporte.

CONVÊNIOS: Hospital / Farmácia.

CARGA HORARIA: 180 Mensal;

Interessados enviar curriculum através: 



Faleceu em Turvo, Laureci Schinemann (Laura)


Faleceu na noite dessa quinta-feira (30) Laureci Schinemann (Laura), com 70anos. 

O velório está acontecendo no salão da igreja da Saudade Santa Anita. 

O sepultamento será ás 17h00. 

Dona Laura é sogra do Vereador Antoninho. 

Informou Funerária Nossa Senhora Aparecida de Turvo.

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Saúde relata mais 2.540 infectados e 47 mortes por Covid-19


A Secretaria de Estado da Saúde, em informe divulgado nesta quinta-feira (30), relata mais 2.540 novas confirmações e 47 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná acumula agora 72.695 diagnósticos positivos e 1.839 óbitos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.266 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados, sendo 977 em leitos SUS (424 em UTI e 553 em enfermaria) e 289 em leitos da rede particular (110 em UTI e 179 em leitos enfermaria). Há outros 984 pacientes internados, 448 em leitos UTI e 536 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – Os 47 pacientes que faleceram e constam do atual informe estava, todos, internados. São 20 mulheres e 27 homens, com idades que variam de 36 a 95 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 21 de junho a 30 de julho.

Os pacientes que faleceram residiam em Curitiba (13), Paranaguá (5), Colombo (3), Maringá (3), Campo Mourão (2), Foz do Iguaçu (2), Pinhais (2). Houve um óbito em cada um dos seguintes municípios de Altônia, Apucarana, Araucária, Bandeirantes, Cambará, Campo Largo, Cascavel, Colorado, Fazenda Rio Grande, Guaratuba, Imbaú, Irati, Janiópolis, Piraquara, São José dos Pinhais, Sarandi e Sertanópolis.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 793 casos de residentes de fora do Estado, sendo que 25 pessoas foram a óbito.
AJUSTES:
Alteração de município:
Um caso confirmado no dia 15/07 em Manaus foi transferido para Curitiba. Um caso confirmado no dia 15/07 em Turvo foi transferido para Curitiba. Já no dia 28/07 houve a transferência de um caso confirmado em Curitiba para Apucarana. Um caso confirmado no dia 27/07 em Rosário do Ivaí foi transferido para Curitiba.

Também houve transferências de óbitos: um confirmado no dia 17/07 em Arapongas foi transferido para Itambé; outro confirmado no dia 26/7 em Umuarama foi transferido para Arapongas. Um óbito confirmado no dia 23/07 em Curitiba foi transferido para Pinhais e outro confirmado no dia 24/07 em Curitiba foi transferido para Lapa.

Confira o Boletim Completo AQUI

Pitanga chega a 128 casos confirmados de coronavírus


Guarapuava chega a 408 casos confirmados de coronavírus




Turvo tem 25 casos suspeitos de coronavírus



Depen cria unidade de custódia para mulheres em Pitanga


Cerca de 150 presos foram movimentados de unidade nesta quinta-feira (30), na região de Guarapuava, Centro-Sul do Paraná. A ação se deu para a transformação da Cadeia Pública de Pitanga em uma unidade de custódia exclusivamente feminina. Os 90 detentos que estavam na unidade foram distribuídos entre as demais unidades prisionais da região.

A retirada dos detentos de Pitanga e a transferências das mulheres para a unidade foram feitas sob coordenação de agentes penitenciários do Setor de Operações Especiais (SOE) do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), com o apoio da Companhia de Choque e da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) do 16º Batalhão da Polícia Militar.

“Por volta das seis horas, um comboio de viaturas removeu os 90 presos homens que estavam em Pitanga para a Cadeia Pública de Guarapuava e para a Penitenciária Industrial e Unidade de Progressão da Penitenciária Estadual”, explicou o coordenador regional, Antonio Marcos Camargo de Andrade.

DEMANDA - A ação já era uma demanda antiga do próproio depen e de familiares das detentas. “Estávamos com isso planejado há algum tempo, em vista de oferecer uma melhor custódia aos presos e, também, cumprir o que determina a Lei de Execuções Penais. Porém, por conta da pandemia, tivemos que adiar o plano por uns meses”, disse Antonio Marcos.

Antes de os presos serem definitivamente incorporados às novas unidades, todos - homens e mulheres - precisaram passar por um processo para evitar qualquer contágio de Covid-19.

“Todos passaram por um teste rápido para detectar o coronavírus e, da mesma forma, serão mantidos em galerias isoladas por mais de 14 dias”, disse o coordenador regional.

Segundo ele, foram seguidos rigorosamente os protocolos estabelecidos pelas Secretaria da Segurança e da Saúde. “Além da quarentena e dos testes, antes de receber as novas presas, a unidade de Pitanga passou por revista estrutural minuciosa e também foi completamente higienizada e desinfectada”.

Além dos 90 homens que estavam em Pitanga, 51 mulheres de outras unidades prisionais da região (Guarapuava e Manoel Ribas) também foram movimentadas. Elas foram retiradas de suas unidades e, agora, passam a ser custodiadas na Cadeia Pública de Pitanga.

COMBOIO - O comboio foi composto por nove viaturas do Depen (quatro de Guarapuava e duas de Francisco Beltrão e outras três viaturas do SOE de Francisco Beltrão) e quatro viaturas do 16º Batalhão da Polícia Militar (sendo três da Companhia de Choque e uma da Rotam). Ao todo, 19 agentes penitenciários e 14 policiais militares participaram da ação.

MANOEL RIBAS - Outra unidade que agora passa por mudança de perfil de presos é a Cadeia Pública de Manoel Ribas. “Retiramos 22 presos do local - 16 homens e seis mulheres. A unidade agora passará servir como local de custódia de presos do seguro”, explicou o coordenador regional, Antonio Marcos. Estão previstas adaptações estruturais a serem feitas nas próximas semanas, em regime emergencial, tanto em Manoel Ribas quanto em Pitanga. 

“Estas mudanças darão aos internos melhores experiências e mais oportunidades de mudança de vida, com estudo e trabalho. Temos certeza de que esses procedimentos e situações que estamos oferecendo aos presos mostrarão para eles que vale a pena ser um cidadão de bem, voltar à sociedade”, destacou Antonio Marcos.

Fonte: AEN

Parcelamento do IPVA de 2020 já está disponível


A Secretaria de Fazenda disponibiliza a partir desta quinta-feira (30) o parcelamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores - IPVA/2020, não inscrito em dívida ativa. A medida é inédita e foi possível graças à Lei 20.263/20, proposta pelo Executivo, aprovada pela Assembleia e sancionada na semana passada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. A iniciativa leva em conta as dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus..

Até então, o parcelamento da dívida do imposto só era permitido no exercício seguinte ao vencimento. Nessa nova e excepcional oportunidade de regularização de tributos, o parcelamento do IPVA 2020 de veículos adquiridos até 31/12/2019 poderá ser feito em até 6 vezes, com valor mínimo de parcela de uma UPF/PR.

O pagamento da primeira parcela deverá ser no primeiro dia útil após a realização do parcelamento - exceto no último dia útil do mês, quando o vencimento será no mesmo dia. As demais parcelas deverão ser pagas até o último dia útil dos meses seguintes.

A data limite para formalização desse parcelamento é 17/08/2020. Para a formalização do parcelamento, basta acessar o portal da Secretaria da Fazenda (www.fazenda.pr.gov.br), em “serviços rápidos”, menu “IPVA”, com o número do Renavam do veículo, e realizar a consulta.

O pagamento das guias de parcelamento deve ser em um dos bancos credenciados: Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Sicredi, Bancoob, Rendimento e Santander.

Fonte: AEN

PRF realiza apreensão de mais de 200 quilos de maconha em Guarapuava

Um elemento que transportava a droga foi preso


Na tarde desta quarta-feira, 29 de julho de 2020, por volta das 17h15min, no Km 306 da BR 277, em Guarapuava/PR, equipe da PRF deu ordem de parada ao condutor de um VW/Fox, com placas de Wenceslau Braz/PR, sendo que não foi obedecida pelo motorista que empreendeu fuga realizando várias manobras arriscadas, como ultrapassagens pelo acostamento e ultrapassagens forçadas, obrigando outros veículos a desviar para evitar um acidente.

Após alguns quilômetros de acompanhamento tático pela equipe PRF, o veículo suspeito parou em área adjacente à rodovia, próximo ao Mirante da Serra, seu condutor desembarcou e tentou fugir entrando na mata, porém foi capturado pela PRF.

No veículo foi localizado quantidade considerável de substância análoga a maconha, que após pesagem contabilizou 218 (duzentos e dezoito) quilos. O condutor de 31 anos recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Polícia Civil de Guarapuava, devendo responder pelos crimes de tráfico de drogas e direção perigosa.

O êxito da ocorrência tornou-se possível graças a ação integrada entre a PRF, Polícia Civil de Toledo e Rotam do 19º Batalhão, também de Toledo/PR.

Foto e informação: PRF

Homem é morto a tiros em Pinhão


Por volta das 17h20min do dia 29 de julho de 2020, na Travessa Dois, Nova Divinéia, a equipe policial foi solicitada, onde segundo informações, teria uma pessoa morta em uma residência, deslocado ate o local, entrado em contato com o pessoal da defesa civil, que foram ao local e constataram o óbito. 

Entrado em contato com a solicitante, 19 anos, qual relatou que o homem, 30 anos, chegou na residência, onde esta juntamente com sua mãe, seus irmãos e seu padrasto, residem, embriagado, jogou algumas pedras na casa e adentrou a área da varanda e começou a xingar os residentes, estando alterado, ele adentrou a casa e na mesa pegou uma faca, para agredir sua mãe, então seu padrasto, irmão dele e o irmão da mulher, foram impedir a agressão, então ocorreu uma vias de fato. 

Diante estas brigas, a mulher, a mãe e o irmão correram, saindo da casa, quando no caminho ouviram barulho de disparos de arma de fogo, após isto visualizaram o padastro e o irmão, correndo da casa, tomando rumo ao matagal dos fundos, apos isto tomaram rumo ignorado, após alguns minutos voltaram a casa e visualizaram o indivíduo caído na área da casa, todo ensanguentado e este não se mexia, então acionaram polícia e defesa civil. 

A equipe policial realizou o isolamento do local, acionando os órgãos competentes, criminalística e IML. Após a perícia, foi relatado que o mesmo possui-a, ferimentos de disparo de arma de fogo, na cabeça e braço. 

Diante os fatos foram realizados os procedimentos cabíveis, não sendo localizado os possíveis autores do homicídio.

Fonte: PM

Ocorrência de moeda falsa é registrada em Santa Maria do Oeste


Por volta das 14h25min do dia 29 de julho de 2020, na Rua Projetada L, BNH Santo Antônio, a equipe policial recebeu informações, de que uma pessoa teria recebido uma nota de dinheiro falsa, e que a vítima, proprietário do estabelecimento, sabia quem havia passado tal nota. 

Deslocado até o local, entrado em contato com o solicitante, 49 anos, este relatou a equipe que um homem que teria comprado alguns alimentos e bebidas em sua mercearia, na data de 27/07/2020, que pagou com uma nota de cem reais. Que no momento não notou ser falsa, porém, na data de hoje, ao tentar fazer pagamentos a fornecedores e também na lotérica local, foi lhe dito que tal nota era falsa. 

No local também compareceram outras duas vítimas, uma mulher, 30 anos, e um senhor, 37 anos, todas com uma nota de cem reais falsas, sendo que a vítima, proprietária da panificadora, afirma ter pego o dinheiro falso da pessoa de um indivíduo, e que a um homem estaria junto neste momento. A outra vítima, proprietário do bar/mercearia, afirma ter pego a nota de cem reais do homem. 

Deslocado até a residência do homem, onde o mesmo não se encontrava, no entanto foi possível contato, sendo este localizado, identificado como um homem, 22 anos. Indagado sobre tais notas disse que está a poucos dias na cidade, que estava trabalhando na cidade de Blumenau/SC, que teria recebido um acerto em dinheiro ao ser dispensado do serviço. Que seu patrão, lhe passou uma nota de cem reais, que repassou para a vítima. Indagado sobre a outra nota, disse que teria vendido um celular para a pessoa, de Pitanga, fato que recebeu tal nota. 


Foi apreendidas as notas falsificadas e posteriormente encaminhar para a Polícia Federal de Guarapuava, para dar continuidade aos procedimentos legais.

Fonte: PM

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Paraná ultrapassa 70 mil diagnósticos positivos de Covid-19


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (29) 1.517 novas confirmações e 71 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná acumula 70.155 diagnósticos positivos e 1.792 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.273 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje. 984 pacientes estão em leitos SUS (428 em UTI e 556 em leitos clínicos/enfermaria) e 289 em leitos da rede particular (110 em UTI e 179 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 973 pacientes internados, 448 em leitos UTI e 525 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de 71 pacientes, todos estavam internados. São 35 mulheres e 36 homens, com idades que variam de 28 a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 27 de junho a 29 de julho. Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (19), Maringá (6), Londrina (3), Fazenda Rio Grande (3), Umuarama (2), São Miguel do Iguaçu (2), São José dos Pinhais (2), Colombo (2), além de um óbito em cada um dos seguintes municípios: Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Apucarana, Arapongas, Araucária, Centenário do Sul, Cerro Azul, Floraí, Floresta, Foz do Iguaçu, Itaipulândia, Itambé, Lapa, Mandirituba, Medianeira, Nossa Senhora das Graças, Ortigueira, Paiçandu, Paranaguá, Pato Branco, Pérola, Piraquara, Porecatu, Rio Branco do Sul, São João do Ivaí, São Mateus do Sul, Sarandi, Siqueira Campos, Tabejara, Telêmaco Borba, Toledo e Wenceslau Braz.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 765 casos de residentes de fora. 22 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Alteração de município:

Um caso confirmado no dia 23/7 em Rosário do Ivaí foi transferido para Campo Largo.

Um caso confirmado no dia 21/7 em Foz do Iguaçu foi transferido para Itaipulândia.

Um caso confirmado no dia 27/7 em Tuneiras do Oeste foi transferido para Curitiba.

Dois casos confirmados no dia 25/7 em Arapua foram transferidos para Londrina.

Um caso confirmado no dia 19/7 em Telêmaco Borba foi transferido para Ortigueira.

Um caso confirmado no dia 15/7 em São João do Ivaí foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado no dia 25/6 em Curitiba foi transferido para Piraquara.

Um caso confirmado no dia 26/7 em Palmas foi transferido para Abelardo Luz/SC.

Um caso confirmado no dia 16/7 em Palmas PR foi transferido para Palmas/TO.

Um caso confirmado no dia 6/7 em Palmas PR foi transferido para Pitanga.

Um caso confirmado no dia 5/7 em Palotina foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado no dia 7/7 em Maringá foi transferido para Rondon.

Um caso confirmado no dia 16/7 em Curitiba foi transferido para Mandirituba.

Um óbito confirmado no dia 26/7 em Almirante Tamandaré foi transferido para Curitiba.

Exclusões:

Um caso confirmado no dia 30/4 em Umuarama foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 27/7 em Wenceslau Braz foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 27/7 na Lapa foi excluído por duplicidade de notificação.

Um caso confirmado no dia 9/6 em Cambé foi excluído por duplicidade de notificação.

Aproveite as Ofertas do Quintou do Real do Suprema Supermercado de Turvo



Vereador de Turvo perde a paciência com eleitor e áudio circula nas redes sociais

Nos últimos dias em Turvo, está circulando um áudio em que o vereador Zé Meira enviou via whatsapp para uma mulher em que manda a mesma que “enfie o voto no c...”.


O Blog do Elói procurou o vereador para saber que realmente aconteceu. O vereador contou que a mulher havia pedido ajuda a ele, que ele não se negou a ajuda-la, que era uma sexta-feira à tarde e ele havia saído e onde ele estava o “celular não pegava”, ele conta que ela mandou várias mensagens xingando e falando alguns palavrões. 

“No calor da emoção mandei mesmo enfiar o voto no c..., eu não havia me negado ajudar, mas peço desculpas as pessoas que ouviram esse áudio”, disse o vereador.

Veja o que o vereador disse no player abaixo:




Turvo - Boletim oficial atualizado Covid-19



Mega Liquidação de Verão da Loja Santa Inez começa nesta sexta (31)

Atenção, vocês pediram, nós adiantamos!



Nesta sexta começa a a maior liquidação da Santainez, Mega Liquida Verão. Peças com até 50% de desconto, a hora de antecipar suas compras é agora! Mas se liga nos cuidados especiais durante a liquidação:

- Crianças abaixo de 12 anos, neste dia, pedimos que fiquem em casa;

- Obrigatório o uso de máscara e respeito as medidas de segurança;

- Nossa Equipe será reduzida e aumentaremos o espaçamento nos cabideiros;

- Haverá controle de pessoas por metro quadrado.

Todas essas ações são pra garantir que você aproveite a Mega liquida Verão com todo a segurança!


Venha, antecipe o presente do Paizão, além de levar as peças que vai arrasar neste verão!

Não esqueça, é nesta SEXTA a partir das 6h da manhã! Não perca!

153 cobras são recolhidas de residência


Técnicos do Instituto Água e Terra de Maringá, em conjunto com a Polícia Ambiental e Secretaria Estadual da Saúde, realizaram uma operação nesta quarta-feira (29) para recolher 153 cobras peçonhentas que eram mantidas em uma residência de Mandaguari, região Noroeste do Paraná.

A ação foi organizada após notícias divulgadas relatando que o morador mantinha 152 cobras cascáveis (52 adultos e 100 filhotes) e uma jararaca em sua residência. As cobras eram recolhidas a pedido dos moradores, já que na região a presença desses animais em residências é bastante comum. 

“O órgão ambiental reconhece o auxílio prestado pelo cidadão, mas reforça que a atividade de resgate não pode ser realizada sem a devida autorização, tampouco a manutenção de animais silvestres em cativeiro”, ressalta a bióloga e chefe do setor de Fauna do Instituto Água e Terra, Paula Vidolin. Cobras peçonhentas são as que têm capacidade de inocular veneno e representam risco em acidentes pela picada. O veneno ocasiona diversos sintomas e pode matar caso não haja tratamento adequado. 

O morador de Mandaguari fez a entrega voluntária das cobras. Sua intenção não era praticar maus-tratos. “Quando acontece a entrega voluntária o cidadão não é enquadrado administrativa e nem criminalmente”, explica o capitão da 3ª Companhia da Polícia Ambiental da região, Luciano José Buski. “A ação contou com a presença de um médico veterinário que constatou que a saúde dos animais está em ótimas condições”, reforça.

“Visando a segurança do cidadão, de sua família e das cobras, os técnicos fizeram as devidas orientações para que não haja mais ações deste tipo”, disse o chefe regional do Instituto Água e Terra de Maringá, Antonio Carlos Moreto.

PERIGO - Os animais foram retirados em virtude de serem mantidos em local inadequado (dentro de um caixão), sem segurança e com grandes chances de causar acidentes gravíssimos, que podem inclusive levar a óbito, além de o morador não possuir licença ambiental para manter e reproduzir animais silvestres em cativeiro.

“Cabe relembrar que nas últimas semanas, em Brasília, um estudante de veterinária de 22 anos entrou em coma após ser picado por uma espécie de serpente peçonhenta, uma naja, extremamente venenosa que mantinha em cativeiro irregular”, lembra Paula Vidolin.

GÊNEROS - As serpentes apreendidas na operação pertencem aos gêneros Bothrops (jararaca) Crotalus (cascavel) e representam, r4espectivamente, 70% e 11% dos acidentes ofídicos no Paraná. Os acidentes com cascavéis apresentam os maiores coeficientes de letalidade dentre todos os acidentes pela frequência com que evoluem para insuficiência renal aguda.

SEM AUTORIZAÇÃO - O Instituto Água e Terra não emite autorização para criação de cobras peçonhentas como animais de estimação. A criação ou manutenção em cativeiro e a produção de soro antiofídico sem a permissão legal configura-se crime previsto em lei, além de gerar multa e apreensão dos animais.

Cobras peçonhentas só podem ser criadas para fins comerciais no caso de instituições com objetivo de pesquisa e produção de soro, ou com intuito de conservação, ou seja, quando o animal não pode voltar à natureza. Para isso, o interessado deve solicitar autorização ao órgão ambiental estadual e seguir o regramento estabelecido para a criação, manutenção e controle do plantel.

DESTINAÇÃO - As serpentes recolhidas serão encaminhadas ao Biotério do Laboratório de Taxonomia Animal da Secretaria Estadual de Saúde para avaliação, identificação e destinação adequada, por meio do Programa Estadual de Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos que monitora a presença dos peçonhentos.

Segundo Emanuel Marques da Silva, biólogo e chefe da Divisão de Zoonoses e Intoxicações da Secretaria da Saúde, os animais serão indicados para instituições parceiras em pesquisa e produção de soros antipeçonhentos, como o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), também da Secretaria. “Além disso, vamos intensificar a capacitação do manejo destes animais juntos à Vigilância Ambiental dos municípios”, disse Silva.

CRIME AMBIENTAL - Animais silvestres nunca devem ser comercializados, reproduzidos e mantidas em cativeiro sem a autorização ambiental, podendo ser enquadrado no Art. 29 da Lei nº 9605/98 de Crimes Ambientais, com detenção de 6 meses a 1 ano e multa de R$ 500,00 por animal (se não estiver na lista de extinção).

Todos os animais, inclusive as cobras, participam ativamente do equilíbrio ecológico e são de grande utilidade no controle de pragas. Aprender a conviver em harmonia com os animais, respeitando seus ecossistemas, seus hábitos e comportamento natural é uma das formas de garantir a manutenção do equilíbrio do meio ambiente e de evitar graves acidentes.

ORIENTAÇÕES – A pessoa que se depara com esse tipo de animal pode procurar a Secretaria de Saúde local ou os órgãos ambientais competentes da região.

Box

Confira a vigilância, cuidados e o que fazer em caso de acidentes 

O Programa Estadual de Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos atua com acompanhamento das ocorrências notificadas no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e monitoramento da distribuição de soroterápicos em todo o Estado.

De forma exclusiva, também realiza a vigilância da distribuição dos animais peçonhentos, atendendo a demanda da população, identificando e informando sobre quem são as espécies encontradas nas casas e alertando para os riscos em caso de acidentes e quais medidas devem ser tomadas para evitar a presença destes animais em torno das residências.

No Laboratório de Taxonomia de Animais, são identificados milhares de exemplares por ano, provenientes de todo o Estado. No Biotério, os exemplares capturados vivos são mantidos em condições adequadas, até poderem ser destinados para instituições parceiras, como o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos na produção de soros antipeçonhentos, ou para pesquisas biológicas.

O número de acidentes varia com o tipo de serpentes, sendo que são as jararacas que mais causam picadas. A gravidade de cada acidente está relacionada a diversos fatores, como a quantidade de veneno injetada, estado de saúde do acidentado, local da picada, idade do paciente.

ORIENTAÇÃO - Em caso de acidentes, o paciente nunca deve fazer nada. Somente lavar o local da picada e elevar o membro atingido. Qualquer outra atitude pode complicar mais ainda o quadro do envenenamento. Em seguida, buscar o hospital mais próximo para receber o atendimento necessário.

Mais informações em caso de acidentes estão disponíveis no Centro de Controle de Envenenamentos: 0800 41 0148 (plantão 24 horas).

Fonte: AEN


Ocorrências policiais em Palmital


PALMITALFURTO QUALIFICADO: Por volta das 19h30min. A equipe policial foi solicitada pelo Pastor, relatando que teria saído para trabalhar no distrito de São José por volta das 15h00min, sendo que sua esposa chegou a casa por volta das 17h30 e notou uma janela arrombada e os guarda roupas revirados. Por volta das 18h00min ele chegou à residência e juntamente com sua esposa notaram que haviam sido furtados do interior do guarda roupas a quantia de R$ 3.250,00 (três mil duzentos e cinquenta mil reais) em espécie e mais algumas jóias, sendo um relógio marca Champion sem uso, um anel, um aparador e uma aliança. De acordo com a vítima, as jóias estão avaliadas em R$ 4.700,00 (quatro mil e setecentos reais). Foi encontrada na garagem da casa uma cavadeira, possivelmente objeto utilizado para arrombar a janela. Diante do fato, a equipe orientou a vítima quanto às demais medidas, sendo a ocorrência repassada para a Delegacia de Polícia Civil de Palmital.

PALMITAL - FUGA DE PESSOA PRESA OU SUBMETIDA À MEDIDA DE SEGURANÇA: Por volta das 11h00min, à equipe policial foi solicitada via celular, a pedido de um Investigador da Polícia Civil, que estava abastecendo a viatura prefixo 12140 quando o adolescente que estava sendo transportado de Ubiratã para o CENSE em Laranjeiras do Sul conseguiu se evadir do interior da viatura correndo para uma mata nos fundos da Vila Coamo. Em contato com o investigador, este confirmou o fato e repassou as características do adolescente. A equipe juntamente com o investigador iniciaram buscas pela mata, sendo logrado êxito em recaptura-lo, o qual estava escondido dentro de uma valeta e encoberto por uma moita. Após, foi conduzido até o 4º pelotão PM para lavratura do BOU e posteriormente entregue aos cuidados do investigador, para prosseguimento no seu itinerário.

Fonte: PM

Jovem é preso por estar comercializando drogas em Boa Ventura de São Roque


Por volta das 12h00min do dia 28 de julho de 2020, a equipe policial em patrulhamento pela Rua José Palhano, centro, avistou um homem, 20 anos, a equipe realizou abordagem do mesmo, ele apresentou nervosismo, sendo então deslocado até a residência onde informou que estava residindo, chegando ao local informou que possuía certa quantidade de Maconha enterrada no quintal e no interior da residência havia duas balanças de precisão, acabou confessado que realmente estava na cidade para traficar drogas. 

A equipe fez as buscas e localizou a referida droga, a quintal totalizou 119 gramas, sendo 35 porções embaladas prontas apara a venda em encontradas também as balanças citadas por ele. 

Diante dos fatos foi dada voz de prisão, sendo ele e as drogas encaminhados até a 45ª DRP de Pitanga para demais providências.

Fonte: PM

terça-feira, 28 de julho de 2020

Pitanga chega a 118 casos confirmados de coronavírus


Criança de dois anos cai da sacada de casa e é salva por vizinho de 75; vídeo impressiona


Uma ação rápida e heroica foi registrada por câmeras de segurança em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba. Nas imagens, que foram obtidas pela Banda B nesta terça-feira (28), é possível ver o momento em que uma criança fica pendurada na sacada de casa, no bairro Eucaliptos, mas graças a uma ação rápida do vizinho, é salva pelo vizinho de 75 anos.

De acordo com a mãe da pequena de dois anos, foi um susto muito grande. “Eu só tive tempo de gritar para o irmão debaixo por ajuda. Foi quando Deus colocou o João na janela e ele conseguiu vir me ajudar”, disse.

O aposentado João Rodrigues da Silva, que é mais conhecido como Baiano, também falou que uma ação divina foi quem o colocou ali. “Eu estava fazendo café e fui até a janela. Foi nesse exato momento que vi ela pendurada, então sai correndo. A única coisa que fiz foi pedir força”, comentou.

Baiano tem seis filhos, mas conta que nunca passou por algo assim. “Eu fiquei muito feliz por poder ajuda, não vi ela nascer, mas agora vi renascer”, concluiu.

Confira as imagens gravadas no player abaixo:


Fonte: Banda B


Estado se aproxima dos 70 mil casos e registra 1,7 mil mortes


Boletim divulgado nesta terça-feira (28) pela Secretaria de Estado da Saúde confirma 1.370 novos casos e 40 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná acumula 68.644 diagnósticos positivos e 1.721 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.173 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados hoje (terça-feira). 884 pacientes estão em leitos SUS (388 em UTI e 496 em leitos clínicos/enfermaria) e 289 em leitos da rede particular (110 em UTI e 179 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.092 pacientes internados, 518 em leitos UTI e 574 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A secretaria informa a morte de 40 pacientes, todos estavam internados. São 12 mulheres e 28 homens, com idades que variam de 34 a 94 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 21 de maio a 28 de julho. Os pacientes que faleceram residiam em Curitiba (16), Araucária (4), Cascavel (3), Ponta Grossa (2), além de um óbito em cada um dos seguintes municípios: Campo Magro, Corbélia, Ipiranga, Jandaia do Sul, Jesuítas, Maringá, Matelândia, Nova Aurora, Pato Branco, Piên, Pinhais, Santa Terezinha de Itaipu, São José dos Pinhais, Telêmaco Borba e Virmond.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria registra 748 casos de residentes de fora. 22 pessoas morreram.

AJUSTES - Alteração de município.

Um caso confirmado no dia 25/7 em Santo Antônio do Paraíso foi transferido para Londrina.

Um óbito confirmado no dia 15/7 em Santa Mariana foi transferido para Araguari/MG.

Um óbito confirmado no dia 24/7 em Curitiba foi transferido para Araucária.

EXCLUSÕES - Um caso confirmado na data de 17/7 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação.

Confira Boletim no:
Publicidade