terça-feira, 22 de setembro de 2020

Turvo tem mais 01 caso confirmado de coronavírus

Boletim Oficial Covid-19, 22 de setembro de 2020.


Nesta terça-feira (22) teve a confirmação de mais 01 caso de covid-19 em Turvo. Totalizando 13 casos confirmados por meio do exame PCR, realizado pelo LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná) e 4 casos confirmados por testes sorológicos IGG/IGM, realizados em laboratório. 

Dos 17 pacientes positivados, 8 estão recuperados.

É importante que a população o reforce dos cuidados e medidas de prevenção ao coronavírus. 

Os testes sorológicos são indicados para casos assintomáticos e para profissionais da saúde, que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Eles podem ser coletados a partir da 2º semana, quando a quantidade do vírus no organismo diminui e o corpo começa a produzir anticorpos contra o vírus.

Já os testes PCR, do LACEN, são indicados para casos sintomáticos e a coleta é feita logo nos primeiros dias de infecção pelo vírus, entre o 3° e o 7° dia.

Você também pode acompanhar o boletim oficial do município por meio do Portal Covid-19.


Fonte: Prefeitura de Turvo


Paraná tem primeiro óbito por dengue no período epidemiológico


O informe quinzenal da dengue divulgado nesta terça-feira (22) pela Secretaria da Saúde do Paraná soma 578 casos no período epidemiológico, que começou a ser monitorado em 26 de julho. Foi confirmado o primeiro óbito do período, que aconteceu em Apucarana, no Vale do Ivaí.

Foram registrados 205 novos casos da doença nos últimos quinze dias e 93 municípios apresentam casos confirmados de dengue - 13 a mais que o boletim anterior, que trazia 80 cidades com confirmações.

“A dengue é fator de preocupação do Governo do Estado durante todo o ano. Nosso acompanhamento e orientações junto aos municípios são constantes, mesmo durante a pandemia do coronavírus”, afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Segundo o secretário, a mudança de estação aumenta a preocupação dos gestores da Saúde e deve servir de alerta para a população. “Temos uma série histórica de monitoramento da dengue indicando que nas estações quentes existe o aumento da proliferação do mosquito transmissor Aedes aegypti. Calor e chuva são propícios para este aumento. Reiteramos a recomendação para que todos verifiquem locais que possam acumular água”, disse o secretário.

O Estado viveu a maior epidemia de dengue no período anterior, totalizando mais de 220 mil casos e 177 óbitos. “Agora, temos ainda o agravante da pandemia da Covid-19. A atenção de todos deve ser redobrada. Infecções pelas duas doenças podem ocorrer simultaneamente deixando a saúde das pessoas ainda mais debilitada”, afirmou Beto Preto.

DADOS – O primeiro óbito confirmado do período está registrado no Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) e no SIM (Sistema de Informações de Mortalidade). Trata-se de uma mulher de 63 anos, portadora de cardiopatia e doença autoimune. O informe totaliza 3.468 notificações para a dengue em 229 municípios paranaenses. Para a Chikungunya, são 14 notificações e para a Zika, duas.

PLANO - Neste momento, a Secretaria da Saúde do Paraná, finaliza o Plano de Ação para o Enfrentamento da Dengue, Zika vírus e Chikungunya, elaborado pela Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde.

O plano compreende os 5 componentes do Programa Nacional de Controle da Dengue, que são vigilância epidemiológica, controle vetorial, assistência, gestão e comunicação. Será apresentado brevemente para aprovação da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB), reunindo gestores das esferas estadual e municipal.

Fonte: AEN

Paraná divulga mais 2.165 confirmações e 39 mortes pela Covid-19


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (22) mais 2.165 casos confirmados e 39 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 165.927 casos e 4.142 mortos em decorrência da doença. Há ajustes de casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 937 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados nesta terça-feira (22). São 781 pacientes em leitos SUS (396 em UTI e 385 em leitos clínicos/enfermaria) e 156 em leitos da rede particular (68 em UTI e 88 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.070 pacientes internados, 458 em leitos UTI e 612 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 39 pacientes, todos estavam internados. São 18 mulheres e 21 homens, com idades que variam de 21 a 94 anos. Três desses óbitos ocorreram no mês de julho e os demais entre os dias 1º e 22 de setembro.

Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (11), Pinhais (4), Cascavel (3), Araucária (2), Jataizinho (2), Toledo (2). A Sesa confirma também um óbito em cada um dos seguintes municípios: Bandeirantes, Bocaiúva do Sul, Colombo, Faxinal, Foz do Iguaçu, Guaíra, Imbituva, Marechal Cândido Rondon, Paranaguá, Piraquara, Rolândia, Santa Helena, São José dos Pinhais, Telêmaco Borba e Umuarama.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 1.751 casos de residentes de fora, 43 pessoas foram a óbito.

CRITÉRIOS - A Sesa informa que o Paraná passou a adotar as definições e condutas contidas no Guia de Vigilância Epidemiológica - Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional pela Doença pelo Coronavírus 2019, publicação do Ministério da Saúde.

A confirmação de casos pelo critério laboratorial poderá ser realizada por todos os testes sorológicos e de antígenos, independente da marca e metodologia.

Os serviços devem alinhar os fluxos de notificação com as secretarias municipais de saúde para que os casos sejam notificados no sistema Notifica Covid-19.

AJUSTES:

Alteração de município:

Um caso confirmado no dia 16/7 em Inácio Martins foi transferido para Andirá.

Um caso confirmado no dia 23/7 em Inácio Martins foi transferido para Campo do Tenente.

Um caso confirmado no dia 14/9 em Curitiba foi transferido para São José dos Pinhais.

Um caso confirmado no dia 16/7 em Pinhais foi transferido para Piraquara.

Um óbito confirmado no dia 9/9 em Campo Mourão (F, 72a) foi transferido para Nova Cantu.

Um óbito confirmado no dia 22/7 em Colombo (F, 98a) foi transferido para Pinhais.

Um óbito confirmado no dia 22/7 em Curitiba (M, 42a) foi transferido para Pinhais.

Um óbito confirmado no dia 2/9 em Dois Vizinhos (F, 88a) foi transferido para Laranjeiras do Sul.

Vem aí a grande Festa da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Turvo

 





PRESOS INFECTADOS PELA COVID-19 FOGEM APÓS CAVAREM TÚNEL NA CADEIA PÚBLICA DE CAMBARÁ

Informação confirmada pela secretaria municipal de saúde do município


Ao menos 20 presos fugiram da cadeia pública de Cambará no fim da madrugada desta terça-feira (22). De acordo com a PM, os detentos escavaram um túnel com aproximadamente 30 metros de extensão para ganhar as ruas da cidade.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, dois fugitivos foram recapturados pela Guarda Municipal. Equipes da PM fazem buscas pelos demais fugitivo. Qualquer informação sobre o paradeiro dos presos pode ser denunciada anonimamente por meio do telefone 190.
Na manhã de ontem (21), a Secretaria Municipal de Saúde de Cambará informou que todos os presos e servidores da cadeia pública local (num total de 95 pessoas) testaram positivo para Covid-19.

Informações: Tá no Site
LONDRINA NEWS 

Escolas de Guarapuava e Campo Mourão vão receber R$ 5 milhões


O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou na sexta-feira (18) um projeto de lei (542/2020) que autoriza o Poder Executivo a receber R$ 5,09 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para fomento do uso pedagógico de tecnologias digitais na educação. Os recursos serão aplicados em colégios de Guarapuava e Campo Mourão.

A colaboração financeira do banco é não reembolsável e as cidades foram selecionadas dentro do programa BNDES Educação Conectada, em parceria com o Centro de Inovação para Educação Brasileira (Cieb). O investimento será na aquisição de equipamentos e demais bens e serviços de conectividade para aumentar interesse e rendimento dos alunos, além de promover inclusão digital.

BENEFICIADOS - A verba vai beneficiar cerca de 26 mil alunos de 63 escolas – 17,7 mil alunos de 42 escolas de Guarapuava e 8,2 mil alunos de 21 escolas de Campo Mourão. Todos os colégios estaduais das duas cidades serão beneficiados.

Em Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná, serão contempladas 18 unidades municipais e 24 escolas estaduais. Em Campo Mourão, no Centro-Oeste paranaense, são 10 unidades do município e 11 do Estado.

Os recursos do BNDES serão aplicados na infraestrutura para uso pedagógico e de conectividade, como computadores, impressoras, projetores, roteadores, fones de ouvido, microfones e caixas acústicas.

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte será a responsável pela execução dos recursos e o projeto deverá ser concluído em até 24 meses da data de publicação do contrato com o BNDES.

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Primavera começa ensolarada em quase todo o Paraná


A primavera começa às 10h31 desta terça-feira (22 de setembro) e termina às 07h02 de 21 de dezembro. Segundo o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná), o primeiro dia da estação será ensolarado em quase todo o Estado. O tempo fica nublado apenas em Curitiba e Região Metropolitana, no Norte Pioneiro, nos Campos Gerais e no Sudeste. Há previsão de chuva no Litoral. As temperaturas devem variar entre 4 ºC em Rio Negro e 29 ºC em Umuarama, Guaíra e Foz do Iguaçu.

Segundo o coordenador de Operação do Simepar, meteorologista Marco Jusevicius, o fenômeno La Niña será o principal drive climático na primavera do Hemisfério Sul, com intensidade variando de fraca a moderada. Ela provoca o resfriamento das águas do Oceano Pacífico Equatorial, alterando os padrões climáticos.

No início da estação, as temperaturas apresentam maior amplitude térmica – a diferença entre os valores mínimos e máximos diários –, a qual tende a diminuir com a aproximação do verão. A temperatura média do ar deve manter-se próxima ou ligeiramente acima da normal climatológica. Estão previstas grandes variações em períodos curtos, causadas pelo rápido deslocamento de frentes frias e tempestades intensas, características da estação no Estado.

São esperados períodos prolongados sem chuva semelhantes aos ocorridos no outono e no inverno deste ano. “As chuvas devem aumentar progressivamente, mas os volumes ficarão próximos ou abaixo da normal climatológica, com distribuição espacial muito irregular”, afirma o meteorologista.

Os eventos meteorológicos severos, como fortes rajadas de ventos, granizo e muitos raios, só podem ser detectados em curto prazo. Para receberem alertas por SMS, os interessados podem cadastrar-se na Defesa Civil Estadual enviando uma mensagem para o número 40199 com o número do seu CEP (Código de Endereçamento Postal).

ESCASSEZ HÍDRICA – O cenário climatológico indica a permanência da crise hídrica no Paraná. O Simepar faz o monitoramento hidrológico, que é o acompanhamento em tempo real das condições das 200 bacias hidrográficas paranaenses. Para tanto, utiliza alta tecnologia: uma rede telemétrica de 120 estações, antenas de recepção de uma constelação de satélites e três radares instalados em Teixeira Soares, Cascavel e Curitiba.

Os dados são coletados em medições horárias e sub-horárias das chuvas, temperaturas e vazões dos rios. Na sequência, são integrados e processados por sistemas computacionais, gerando produtos geo-espaciais. Após análise dos dados atuais e históricos, os meteorologistas emitem uma previsão tradicional para até 15 dias e outra climática sazonal, atualizada mensalmente. Além disso, são feitas estatísticas dos quantitativos de chuvas e desvio das médias climatológicas. As informações são compartilhadas no Monitor de Secas do Brasil e na Sala de Crise da Região Sul.

INCÊNDIOS – O Simepar também monitora incêndios, queimadas e focos de calor. O Sistema VFogo detecta essas ocorrências em grandes extensões territoriais e áreas específicas. É possível identificar o momento e o local em que o evento teve início, sua evolução, propagação, direção, sentido, intensidade e extinção, bem como o tipo de vegetação – floresta, arbustos, pastagem e agricultura. Os dados são atualizados a cada dez minutos.

“Na primavera e no contexto da estiagem, o baixo teor de umidade da vegetação favorece a combustão, a ignição e a propagação de incêndios”, explica o pesquisador e coordenador de Inovação do Simepar, Flavio Deppe. Segundo ele, o VFogo possibilita o lançamento de alertas em tempo quase real.

A ferramenta emprega três tecnologias convergentes nas ciências ambientais: sensoriamento remoto por satélites de alta resolução temporal e espacial, processamento de alto volume de dados geo-espaciais em diferentes formatos (Big Data) e modelos matemáticos de análise e aprendizagem gerados a partir de técnicas de inteligência artificial. Combina diversas camadas de informações em interface webgeo com suas típicas funcionalidades, como escala, zoom e pan.

As imagens de uma mesma área são apresentadas em diferentes modos de composições. O modo “true color” ou “visível” evidencia a fumaça. O modo “infravermelho” destaca as temperaturas mais altas. Já o modo “fusion” faz uma fusão de ambos para realçar os pontos de fumaça, fuligem e particulados.

AGRICULTURA – “A previsão de uma primavera mais seca neste ano devido à influência de La Niña é preocupante para a agricultura”, diz a agrometeorologista do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, Heverly Morais. Segundo ela, as culturas de soja, milho e feijão podem ser impactadas pela estiagem prolongada.

Como estratégia de proteção, Morais recomenda escalonar a semeadura em talhões com cultivares de ciclos diferentes. Também sugere começar a semeadura no período adequado, não utilizar população de plantas superior à indicada, plantar sementes de boa qualidade e cultivares adaptadas à região, mantendo o equilíbrio nutricional das plantas.

“Como os veranicos são recorrentes durante as safras no Paraná, convém incluir no planejamento agrícola a tecnologia da rotação de cultura com plantas de cobertura em sistema de plantio direto”, afirma. Segundo ela, essa técnica melhora os atributos físico-químicos do solo, favorece o aumento de infiltração de água e aprofunda as raízes, além de reduzir a temperatura e a evaporação em períodos de estiagem fraca ou moderada”.

Confira AQUI a tabela com valores das médias históricas de chuva (faixa de variação), temperatura mínima e temperatura máxima para cada região do Paraná nos meses de outubro, novembro e dezembro.

Aproveite a Terça Verde do Real do Suprema Supermercado de Turvo

 


Evanilson Miranda é pré-candidato a vereador de Turvo

 


O jovem Evanilson Miranda, do Partido (PL) confirmou que é pré-candidato a vereador, ele é formado em Contabilidade e pós graduando em Gestão de Negócios.

Veja mais no vídeo abaixo:

Turvo tem mais 07 casos confirmados de coronavírus

Boletim Oficial Covid-19, 21 de setembro de 2020


Nesta segunda-feira (21) teve a confirmação de mais 7 novos casos de covid-19 em Turvo. Totalizando 13 casos confirmados por meio do exame PCR, realizado pelo LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná) e 3 casos confirmados por testes sorológicos IGG/IGM, realizados em laboratório. 

Dos 16 pacientes positivados, 7 estão recuperados.

É importante que população o reforce os cuidados e medidas de prevenção ao coronavírus. 

Os testes sorológicos são indicados para casos assintomáticos e para profissionais da saúde, que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Eles podem ser coletados a partir da 2º semana, quando a quantidade do vírus no organismo diminui e o corpo começa a produzir anticorpos contra o vírus.

Já os testes PCR, do LACEN, são indicados para casos sintomáticos e a coleta é feita logo nos primeiros dias de infecção pelo vírus, entre o 3° e o 7° dia.

Você também pode acompanhar o boletim oficial do município por meio do Portal Covid-19.


Fonte: Prefeitura de Turvo 


Faleceu Alvino Ferreira dos Santos


Faleceu na manhã desta segunda-feira (21) Alvino Ferreira dos Santos, aos 64 anos. Seu corpo está sendo velado no salão da igreja de Saudade Penha, em Boa Ventura de São Roque. 

O sepultamento será nesta terça-feira, em horário a ser designado.

Fundo Garantidor Solidário deve agilizar financiamento rural



O produtor rural poderá contar com uma nova modalidade de garantia para acessar os recursos do crédito rural. Trata-se do Fundo Garantidor Solidário (FGS), ferramenta garantidora de novas operações de financiamento que deverá reduzir custos aos tomadores do crédito agrícola.

Instituído pela lei 13.986, aprovada em 7 de abril de 2020, o Fundo Garantidor Solidário aguarda agora sua regulamentação para entrar em operação no mercado. Segundo o economista do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, Francisco Carlos Simioni, o FGS surge como uma nova opção de garantia aos créditos destinados às operações de financiamento ao plantio, comercialização e investimentos. "Essa nova ferramenta poderá tornar as operações de crédito mais simples, mais ágeis e por isso podem ficar mais baratas", afirma.

PARANÁ - No Paraná, as operações de crédito rural envolvem valores em torno de R$ 20 bilhões a R$ 25 bilhões por ano safra. Mas nem todos os produtores paranaenses conseguem acessar esses recursos com juros subsidiados, que variam de 2,75% até 5% ao ano para o agricultor familiar, para o médio produtor até 7%, enquanto que os demais produtores pagam, em média, entre 7% a 10% ao ano, considerando as taxas de juros disponíveis para essa categoria.

Na safra 2019/2020, segundo dados do Banco Central, os produtores paranaenses utilizaram cerca de R$ 17,5 bilhões para financiamento de cerca de 194,8 mil operações destinadas ao custeio, investimento e a comercialização das atividades e produtos agrícolas.

Esses recursos têm origem em diversas fontes, recursos obrigatórios que os bancos precisam aplicar em financiamentos rurais, poupança rural, Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Fundos Constitucionais, recursos livres e outras fontes.

Quando os recursos disponibilizados anualmente no crédito rural se esgotam, é necessário que os produtores de qualquer tamanho recorram aos recursos livres disponíveis nas instituições financeiras, pagando juros de mercado para o financiamento de suas atividades, elevando os custos de produção e dos investimentos.

NECESSIDADES - Segundo o economista Simioni, o processo produtivo brasileiro inclui nesse custo os encargos de financiamentos que se renovam a cada safra.

Assim, a tendência, no Paraná, segundo maior produtor nacional de grãos, é que essa nova modalidade de garantia que venha a atender as necessidades de todas as categorias de produtores, considerando as características e a diversificação da exploração agropecuária estadual.

Simioni explica que a Lei do Agro deverá facilitar a vida dos produtores rurais, com a atração de novos participantes e modalidades de financiamento para grupos, associações e cooperativas de produtores, que estarão aptas a acessar esse novo instrumento de crédito, disponível, também, para investimentos em conectividade ao meio rural.

Ele destaca que o Congresso entendeu que não há mais recursos do Tesouro suficientes para financiar toda a demanda do crédito rural, sendo necessário modernizar, inovar e disponibilizar novas ferramentas para o financiamento das atividades agrícolas, destacou.

O governo, diz o economista, tem dificuldades de financiar todo o agronegócio brasileiro. Os recursos públicos para o financiamento e à subvenção das taxas de juros às operações agrícolas, ano a ano, estão perdendo fôlego, e outras ferramentas e formas de obtenção de crédito como as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), a Cédula de Produto Rural (CPR), os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), entre outros estão substituindo o financiamento tradicional.

Essa nova modalidade de garantia para acesso ao crédito, afirma Simioni visa colocar mais recursos à disposição dos produtores com juros menores, assim como busca atrair uma fatia ainda maior de investidores interessados nos incentivos fornecidos pelas novas ferramentas utilizadas para financiar o agronegócio.

REGULAMENTAÇÃO - O economista reforça que o Fundo precisa ser regulamentado com celeridade, necessita ter um estatuto bem elaborado conforme prevê a lei 13.986/20. O setor agropecuário aguarda a regulamentação, que poderá ser feita pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), Banco Central com apoio das demais autoridades federais que fizeram parte da elaboração da Lei do Agro.

COMO VAI FUNCIONAR - A composição do Fundo Garantidor Solidário deverá ter, no mínimo, dois produtores devedores, um credor e um garantidor do crédito, quando as partes estabelecerem de comum acordo a necessidade de um terceiro cotista. A integralização do FGS será feita em cotas e percentuais, pelos seus participantes, com a seguinte composição: Cota primária, de responsabilidade dos devedores correspondente a 4% sobre o valor do crédito tomado; Cota secundária, de responsabilidade do credor correspondente a outros 4%; Cota terciária, de responsabilidade do garantidor, se houver, correspondente a 2% que poderão ser descontados do saldo devedor para fins de integralização.

Na hipótese de a operação de crédito vencer e não ser paga, o credor poderá exigir o pagamento pelo Fundo, utilizando os saldos das cotas. Findada a operação, após a quitação integral das dívidas garantidas pelo FGS o fundo poderá ser extinto. Havendo recursos remanescentes eles serão devolvidos aos respectivos cotistas de acordo com a ordem estabelecida na Lei do Agro.

Simioni explica que nessa modalidade a iniciativa privada vai colocar o recurso na frente do dinheiro público oficial e será aberta uma espécie de concorrência para quem oferece as menores taxas de juros ao agricultor.

“Vai entrar a concorrência e a negociação, facilitará a vida dos agricultores, cooperativas e associações de agricultores”, afirmou. As empresas também estarão interessadas em participar desse arranjo, já que a medida será uma ferramenta garantidora e facilitadora para alavancar as vendas de bens, equipamentos e serviços.

OPERAÇÕES - O Fundo surge como nova opção de garantia aos créditos destinados às operações de financiamento do plantio, manutenção e colheita de lavouras e rebanhos, aquisição de veículos, equipamentos, máquinas agrícolas, tecnologia, armazenagem, insumos de produção, transporte, seguros, investimentos em infraestrutura, comercialização, distribuição, industrialização e até mesmo exportação de produtos agrícolas, pecuários, de florestas plantadas e de pesca e aquicultura, seus derivados, subprodutos e resíduos de valor econômico, inclusive quando submetidos a beneficiamento ou a primeira industrialização.

Pode ser utilizado, ainda, para garantia de adimplemento de dívidas novas de quaisquer tipos de financiamento agropecuário com vencimento “em ser’ (dívidas que ainda vão vencer), incluindo-se nesse rol de operações de infraestrutura à conectividade rural e, ainda, as dívidas consolidadas, àquelas, fruto de renegociações.

Fonte: AEN

Na Semana dos Objetivos Globais, Sicredi destaca ações conectadas aos propósitos da Organização das Nações Unidas

Realizado entre os dias 18 e 26 de setembro, evento da ONU promove reuniões virtuais com lideranças mundiais que almejam transformar positivamente o planeta


A Organização das Nações Unidas (ONU) considera que as empresas e organizações possuem grande potencial para transformação coletiva. De acordo com a entidade, dos 200 maiores PIBs do mundo, 157 são de empresas. Por esse motivo, o Pacto Global tem por missão engajar corporações para o alinhamento de estratégias buscando o desenvolvimento sustentável. Visando a promoção e o progresso das ações, a ONU realiza a Semana dos Objetivos Globais, entre 18 e 26 de setembro, com reuniões virtuais de líderes mundiais e cidadãos que almejam transformar positivamente o planeta e, especialmente esse ano, minimizar os impactos da Covid-19 com a realização de inúmeras iniciativas. 

No Brasil, a rede do Pacto Global é a terceira maior do mundo, com mais de 950 membros. O Sicredi, primeira instituição financeira cooperativa do Brasil, integra o Pacto Global desde fevereiro de 2020. Conectado aos princípios do cooperativismo, o Sicredi já desenvolve, ao longo de sua história, projetos que estão diretamente ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela ONU.

Recentemente, as ações solidárias desenvolvidas pelas cooperativas de crédito, em celebração ao Dia de Cooperar, beneficiaram mais de 1,6 milhão de pessoas e envolveram cerca de 11 mil voluntários, somente nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Entre as mais de 600 iniciativas, estão doações de cestas básicas, produtos de limpeza e de sangue.“Nossa atuação é baseada no ideal dos fundadores que fortaleceram conceitos importantes, como ajuda mútua e colaboração, visando ao desenvolvimento das comunidades”, explica o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock. 

Essa conexão com os princípios norteadores do cooperativismo garante também a promoção do oitavo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável, que trata do trabalho decente e crescimento econômico. Nos últimos anos, a atuação do Sicredi tem promovido a democratização do acesso aos serviços financeiros, especialmente nas pequenas localidades. Em mais de 200 municípios brasileiros, o Sicredi é a única instituição financeira presente e disponível aos moradores. 

O impacto positivo no desenvolvimento econômico regional também foi demonstrado na pesquisa “Benefícios Econômicos do Cooperativismo de Crédito na Economia Brasileira”, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). De acordo com o estudo, o cooperativismo incrementa o Produto Interno Bruto (PIB) per capita dos municípios onde atua em 5,6%, cria 6,2% mais vagas de trabalho formal e aumenta o número de estabelecimentos comerciais em 15,7%. O levantamento ainda aponta que cada R$ 1,00 em crédito concedido pelas cooperativas gera R$ 2,45 em renda entre os demais agentes e atividades da economia brasileira, resultando em crescimento do PIB.

Para Dasenbrock, os dados estatísticos reforçam os benefícios concretos gerados pelo cooperativismo de crédito. “Estamos presentes nos locais onde as pessoas mais precisam gerando valor por meio de nossa atuação próxima ao associado. Trabalhamos constantemente para oferecer as soluções financeiras adequadas, além do crédito consciente que faz o país crescer, gera renda, emprego e negócios”, analisa.

Educação e lideranças femininas

A igualdade de gênero também tem norteado a atuação do Sicredi. O apoio às lideranças femininas possibilitou a formação de Comitês Mulher em 24 cooperativas, que têm 675 participantes ativas nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro (números de dezembro de 2019). O processo resultou em 62 integrantes eleitas coordenadores de núcleo e 15 nomeadas como conselheiras nas eleições do ano passado.

O trabalho realizado garantiu ao Sicredi o reconhecimento internacional Athena Award, em 2018. A premiação, promovida pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (WOCCU, na sigla em inglês), é dedicada às instituições financeiras ou executivos e executivas que contribuíram para o desenvolvimento de lideranças femininas no setor. 

Já a principal iniciativa de responsabilidade social do Sicredi, o Programa A União Faz a Vida, atua na educação integral de crianças e adolescentes, ajudando a despertar a essência da cooperação e contribuindo para formar uma sociedade mais colaborativa, ética e empreendedora. Conectada ao ODS 4, que aborda a educação de qualidade, a iniciativa já impactou mais de 3 milhões de crianças e adolescentes, com o envolvimento de mais de 1,9 mil escolas, em 370 municípios de todo o país. Em 2019, o projeto ultrapassou fronteiras e chegou ao Haiti.

A experiência bem sucedida no país caribenho impactou positivamente tanto os moradores quanto os colaboradores do Sicredi. “A sequência desse aprendizado fez com que olhássemos com carinho a possibilidade de continuar focando mais nessa direção. A alegria e a satisfação dos voluntários que lá estiveram, as histórias que eles contam, realmente nos impactam muito”, finaliza Manfred Dasenbrock. 



Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

Adolescente é morta a facadas por outra adolescente em Pinhão



Por volta das 17h00min do dia 20 de setembro, a equipe policial recebeu uma ligação anônima, relatando que uma menor, estaria na R. Frei Corbiniano, Bairro Centro e teria esfaqueado uma adolescente, 17 anos, a qual já havia sido socorrida por populares e encaminhada até o hospital Santa Cruz. 

A equipe e o policial civil deslocaram até o local, onde uma mulher informou que a autora teria se evadido em direção a sua residência, no bairro São João, deslocado até a casa ela confessou ter cometido o crime e se entregou. 

Indagado sobre a faca, relatou ter dispensado em um terreno baldio, a equipe realizou buscas e localizou a faca. Durante o deslocamento, a equipe foi informada pela equipe do hospital Santa Cruz que a vítima teria entrado em óbito. 

Diante dos fatos, foi encaminhada a autora, 16 anos, juntamente com a faca, e as adolescentes, 17 anos e 15 anos, as quais foram testemunhas do fato, foi acionado o conselho tutelar para fazer o acompanhamento das menores, as quais foram encaminhadas a Delegacia de Polícia de Pinhão.

Fonte: PM

domingo, 20 de setembro de 2020

Aproveite a Segunda do Real do Suprema Supermercado de Turvo

 


Médico morre durante plantão em Santa Maria do Oeste


As primeiras informações que chegam é que o Dr. Luiz Fernando Zonin, estava trabalhando no Posto de Saúde em Santa Maria do Oeste, ele faleceu no inicio da tarde deste domingo (20), vítima de um mal súbito 

Segundo informações, Dr. Luiz Fernando era médico concursado em Palmital há vários anos e prestava serviço profissional nas UBSs do município.

Também era plantonista há três anos no Hospital Bom Pastor de Turvo.

Nota de pesar do Hospital Bom Pastor:

"Com muita tristeza recebemos hoje a notícia do falecimento do Médico Dr. Luiz Fernando Zonin, ocorrida na tarde deste domingo (20) em Santa Maria do Oeste. Dr. Luiz Fernando fazia parte de nossa equipe de plantonistas desde o ano de 2017. Um grande profissional e uma excelente pessoa que irá fazer muita falta a todos que o conheciam. O Hospital Bom Pastor deseja os mais sinceros sentimentos a família enlutada".

Em breve mais informações.

Homem que perdeu duas casas em incêndio pede ajuda em Turvo



Como é de conhecimento de muitos, no dia 14 de agosto, dois meninos de 03 e 05 anos, morreram carbonizados quando a casa em que eles moravam pegou fogo na localidade da Dodge, no interior de Turvo . 

A casa em que a família morava de favor era de madeira, e ficava encostada em outra casa de alvenaria que estava sendo construída, que também foi atingida pelo fogo, queimando toda a parte de madeira e danificando a estrutura, até mesmo um veículo do proprietário das casas foi queimado. 

Depois do ocorrido, muitas pessoas colaboraram com o casal que tem mais um filho de seis meses. Eles ganharam muita ajuda como: roupas, móveis, dinheiro e até mesmo uma casa está sendo construída pelos integrantes do movimento do Terço dos Homens da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Turvo, com as doações que eles receberam. 

Nesta semana a reportagem do Blog do Elói foi procurada por Valdevir, ele que é o proprietário das residências queimadas, ele mora próximo do local em uma casa bem simples. Ele conta que estava construindo a tão sonhada residência com o pouco que sobrava, ele é autônomo e nem sempre tem serviço. 

Ele pede que se alguém puder colaborar com algum material de construção, para que ele possa da continuidade na construção, ele ficaria muito grato. 

O contato do Valdevir é (42) 9 8434-6095



Mãe e dois filhos morrem após casa de madeira pegar fogo



Três pessoas morreram após uma casa de madeira pegar fogo em Planaltina do Paraná, no noroeste do Paraná, na manhã deste domingo (20).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, quando a equipe chegou a casa já estava totalmente destruída.

O primeiro corpo localizado foi do filho, de 16 anos, que estava no banheiro. Os outros dois corpos, da mãe, de 38 anos, e do segundo filho, de 3 anos, estavam juntos próximo a uma janela, segundo os bombeiros.

Testemunhas disseram ao Corpo de Bombeiros que ouviram gritos de dentro da casa durante o incêndio, mas não conseguiram abrir a porta.

Até a publicação desta reportagem, o Instituto Médico-Legal (IML) de Paranavaí, também no noroeste do estado, informou os corpos ainda não tinham chegado na unidade, mas que já havia solicitado exames para identificação das vítimas.

O delegado responsável pelo caso afirmou que a equipe da criminalística de Maringá, no norte do Paraná, irá até o local para identificar as causas do incêndio. O laudo da perícia deve ficar pronto em 30 dias, segundo ele.

Ocorrência de estelionato é registrada em Boa Ventura de São Roque

 


ESTELIONATO - No dia 19 de setembro de 2020, por volta das 11h10min, compareceu na Polícia Militar de Boa Ventura de São Roque, uma pessoa a qual relatou ter comprado um carro e realizado o financiamento deste pelo Banco..., disse ainda que para realizar a quitação da referida dívida, encontrou um outro "Banco” que oferecia melhores taxas de quitação. 

Relatou ainda que a atendente sabia sobre todos os dados referentes ao financiamento anterior com o Banco, com isso via aplicativo de conversa a atendente enviou boletos para o pagamento e quitação da dívida o qual foi pago no dia 26 de agosto de 2020, e até o presente momento a dívida não foi quitada. 

O solicitante disse ainda tratar-se do valor de R$ 5.670,00 (cinco mil e seiscentos de setenta reais). Diante disso o solicitante foi orientado.

Fonte: PM

sábado, 19 de setembro de 2020

Faleceu José Nivaldo Fagundes (Bodinho)


Faleceu neste sábado (19), José Nivaldo Fagundes (Bodinho), com 77 anos.

O velório será na Capela Mortuária de Turvo.

Sepultamento será neste domingo, ás 13h00. 


Informou Funerária SerLuto.

Homem morre em acidente com trator, em Laranjeiras do Sul


dia 18 de setembro, por volta das 18h40min, a equipe policial deslocou até a Zona Rural, Localidade de Invernada Grande, em Laranjeiras do Sul para prestar atendimento a uma ocorrência de atendimento de local de morte, onde um trator havia tombado e que a teria uma vítima presa embaixo. 

No local estava uma equipe do Siate, os quais retiraram a vítima que estava presa nas ferragens, prestaram os primeiros socorros, entretanto, a vítima, 29 anos, não resistiu, vindo a entrar em óbito no local. 

Ao colher informações do ocorrido, apresentou-se espontaneamente os senhores de 40 anos (irmão da vítima), 52 anos e 36 anos, como sendo testemunhas do fato. Relataram que a vítima, com a ajuda das testemunhas carregaram com palanques uma carreta acoplada em um trator, com o intuito de transportarem a uma propriedade vizinha, que após o carregamento, a vítima tomou a direção de um trator, enquanto as testemunhas embarcaram na carreta. Que durante o transporte, ao passar por declive acentuado, trator tombou, vindo a carreta parar em cima do veículo tombado. 

Diante dos fatos, foi realizado o isolamento do local, sendo acionado os órgãos competentes para os trabalhos técnicos, sendo o corpo recolhido pelo IML.

Fonte: PM

Grave acidente deixa duas pessoas feridas na PRC-466


Na noite dessa sexta-feira (18), a Polícia Rodoviária atendeu um grave acidente do tipo colisão frontal, ocorrido na PRC-466 - km 142+600m, em Manoel Ribas, envolvendo o GM/Monza, placas de Ivaiporã, condutor de 23 anos e o GM/Astra, placas de Assis Chateaubriand, condutor de 45 anos. 

Os dois condutores sofreram ferimentos graves, sendo encaminhados ao Hospital Bom Jesus de Ivaiporã.




sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Paraná tem mais 2.111 diagnósticos e 49 mortes pela Covid-19




A Secretaria da Saúde, em informe emitido nesta sexta-feira (18), divulgou mais 2.111 diagnósticos positivos de Covid-19 e 49 mortes em decorrência da infecção. Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Estado soma 160.228 casos e 4.024 óbitos pela doença. Há ajustes de casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – O boletim relata que há 1.078 pacientes com diagnóstico confirmado internados nesta sexta-feira. São 895 pacientes em leitos SUS (433 em UTI e 462 em enfermaria) e 183 em leitos da rede particular (76 em UTI e 107 em enfermaria).

Há outros 1.057 pacientes internados, 474 em leitos UTI e 610 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – Os 49 pacientes que faleceram estavam internados. São 21 mulheres e 28 homens, com idades que variam de 36 a 102 anos. Um óbito ocorreu em julho, outros quatro em agosto e os demais pacientes faleceram entre 2 e 18 de setembro.

Os pacientes que faleceram residiam em Curitiba (7), Telêmaco Borba (6), Pinhais (3), Arapongas (2), Araucária (2), Cambé (2), Campo Largo (2), Colombo (2), Matinhos (2). A Secretaria da Saúde confirma também um óbito em cada um dos municípios de Almirante Tamandaré, Andirá, Borrazópolis, Campo Magro, Catanduvas, Clevelândia, Faxinal, Foz do Iguaçu, Londrina, Mandaguaçu, Marialva, Morretes, Nova Esperança, Palotina, Paranaguá, Ponta Grossa, Quedas do Iguaçu, Quitandinha, Santa Fé, Tibagi e Umuarama.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 1.694 casos de residentes de fora, sendo que 43 pessoas foram a óbito.

AJUSTES

Alteração de município:

Um caso confirmado no dia 17/08 em São João do Triunfo foi transferido para Palmeira
Um caso confirmado no dia 10/09 em Rio Azul foi transferido para Ponta Grossa
Um caso confirmado no dia 9/09 em Curitiba foi transferido para Pinhais
Um óbito confirmado no dia 17/08 em Curitiba (mulher, 42 anos) foi transferido para Fazenda Rio Grande
Um óbito confirmado no dia 01/09 em Curitiba (homem, 83 anos) foi transferido para Pinhais.

Confira o informe completo clicando AQUI

Turvo tem mais dois casos confirmados de coronavírus

Boletim Oficial Covid-19, 18 de setembro de 2020.


Nesta sexta-feira (18) teve a confirmação de 2 novos casos de covid-19 em Turvo. Totalizando 6 casos confirmados por meio do exame PCR, realizado pelo LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná) e 3 casos confirmados por testes sorológicos IGG/IGM, realizados em laboratório. 

Dos 9 pacientes com exame positivo para o vírus, 7 estão recuperados. 

Os testes sorológicos são indicados para casos assintomáticos e para profissionais da saúde, que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Eles podem ser coletados a partir da 2º semana, quando a quantidade do vírus no organismo diminui e o corpo começa a produzir anticorpos contra o vírus.

Já os testes PCR, do LACEN, são indicados para casos sintomáticos e a coleta é feita logo nos primeiros dias de infecção pelo vírus, entre o 3° e o 7° dia.

Você também pode acompanhar o boletim oficial do município por meio do Portal Covid-19.


Fonte: Prefeitura de Turvo


Travestis assaltam motorista em Guarapuava


No dia 17 de setembro, às 21h00min na Av. Manoel Ribas, Bonsucesso, relata a vítima, 45 anos, que trafegava com seu automóvel, quando três travestis, entraram dentro do automóvel, de posse de uma faca, pegaram seu dinheiro R$150,00, pegaram seu cartão de crédito e passaram numa máquina e fizeram uma transferência de R$2.500,00, que também fizeram um vídeo dele com um aparelho celular. 

A equipe policial realizou patrulhamento e ninguém foi localizado, orientado a vítima quanto aos procedimentos cabíveis.

Fonte: PM

Motorista e ajudante são feitos reféns durante roubo de caminhão carregado com carne bovina, em Nova Tebas


No dia 17 de setembro, por volta das 22h50min, a equipe policial em patrulhamento pela rodovia PRC 487, próximo ao distrito de Catuporanga, quando foi abordada pelo senhor de 56 anos e o jovem de 25 anos, os quais passaram a relatar que são funcionários de um frigorifico em Campo Mourão-PR, que estavam transportando carne bovina, de Campo Mourão para Ponta Grossa-PR, que por volta das 16 horas, quando estavam próximo ao trevo de acesso a cidade de Manoel Ribas, foram surpreendidos por dois veículos, um deles, um Sandero, de cor branca, com quatro ocupantes, ambos portando armas de fogo, único veículo identificado. 

Que tiraram os mesmos do caminhão, sob ameaça, colocando-os no veículo e retornando sentido município de Nova Tebas, acessando uma estrada secundária, que dá acesso a uma mata, permanecendo como reféns, até aproximadamente 21:30 horas, sendo então liberados a pé, para retornarem a rodovia, sem qualquer pertence pessoal. Permanecendo a todo momento com os olhos vendados.

Fonte: PM

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Pitanga chega a 207 casos confirmados de coronavírus

 


Turvo tem 15 casos suspeitos de coronavírus

 


O Município de Turvo possui 4 casos confirmados de Covid-19 por meio do exame PCR, realizado pelo LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná) e 3 casos confirmados por testes sorológicos IGG/IGM, realizados em laboratório.

Os testes sorológicos são indicados para casos assintomáticos e para profissionais da saúde, que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Eles podem ser coletados a partir da 2º semana, quando a quantidade do vírus no organismo diminui e o corpo começa a produzir anticorpos contra o vírus.

Já os testes PCR, do LACEN, são indicados para casos sintomáticos e a coleta é feita logo nos primeiros dias de infecção pelo vírus, entre o 3° e o 7° dia.



Paraná registra aumento de 2.458 diagnósticos positivos e 47 óbitos pela Covid-19




A Secretaria de Estado da Saúde confirma nesta quinta-feira (17), 2.458 novos casos e 47 óbitos pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma agora 158.117 casos e 3.975 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.058 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje; 875 pacientes estão em leitos SUS (419 em UTI e 456 em leitos clínicos/enfermaria) e 183 em leitos da rede particular (76 em UTI e 107 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.071 pacientes internados, 461 em leitos UTI e 610 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 47 pacientes, todos estavam internados. São 23 mulheres e 24 homens, com idades que variam de 33 a 94 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 01 de setembro a 17 de setembro.

Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (12), Ponta Grossa (4), Londrina (3), Maringá (2), Rolândia (2), Sarandi (2), e, um caso em cada um dos seguintes municípios: Alto Paraná, Arapongas, Araucária, Balsa Nova, Campo Largo, Campo Mourão, Centenário do Sul, Cruzeiro do Sul, Dois Vizinhos, Florestópolis, Foz do Iguaçu, Ibaiti, Itapejara D’Oeste, Jaguapitã, Nova Tebas, Presidente Castelo Branco, Quedas do Iguaçu, Salto do Lontra, São José dos Pinhais, Tijucas do Sul e Três Barras do Paraná. 

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 1.682 casos de residentes de fora, 43 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Alteração de município

Um caso confirmado no dia 10/9 em Sorocaba/SP foi transferido para Ponta Grossa;

Um caso confirmado no dia 20/7 em Rio Azul foi transferido para Campo Largo;

Um caso confirmado no dia 23/7 em Rio Azul foi transferido para Curitiba;

Um caso confirmado no dia 4/8 em Curitiba foi transferido para Pinhais;

Um óbito confirmado no dia 4/9 em Balsa Nova (M, 49) foi transferido para Curitiba.

Exclusões

Um caso confirmado no dia 14/9 em Santana do Itararé foi excluído por duplicidade de notificação;

Um caso confirmado no dia 15/9 em Pinhais foi excluído por duplicidade de notificação;

Um caso confirmado no dia 15/9 em Mandaguari foi excluído por duplicidade de notificação.

INMET emite alerta laranja para tempestades no Paraná nesta quinta



O INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu nesta quarta-feira (15) um alerta laranja para tempestades em todo o Paraná e Santa Catarina, além de algumas regiões do Rio Grande do Sul, da 0h até às 23h desta quinta-feira (16).

O alerta indica a possibilidade de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, além de ventos de até 100 km/h intensos e queda de granizo. Esses fenômenos podem causar desabastecimento de energia elétrica, estragos em plantações, quedas de árvores e alagamentos.

O Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná) também alerta a população paranaense sobre os riscos de temporais. Segundo o órgão, uma frente fria está se deslocando rapidamente sobre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, devendo chegar no Paraná nesta quinta.

Com isso, o clima fica instável e com incidências de temporais em todo Paraná, ocasionando raios e chuvas volumosas.

O INMET classifica seus avisos de quatro formas. A cor verde quer dizer que nenhum fenômeno está previsto. Já a cor amarela representa perigo potencial.

Por fim, a cor laranja apresenta perigo, enquanto a cor vermelha significa ‘grande perigo’.

A previsão para Curitiba nesta quinta-feira é de chuva de 9,55 milímetros e ventos de até 42 km/h, com 30°C de máxima e 18° de mínima na temperatura.

Já Londrina, no norte do estado, tem previsão de 3,3 milímetros de chuva, com 31°C de máxima e 20°C de mínima na temperatura.

Na região oeste, Foz do Iguaçu terá máxima de 32°C nesta quinta, com cerca de 3,7 milímetros de chuva. Já Paranaguá, no litoral do Paraná, irá registrar 35°C de máxima, com 33,5 milímetros de chuva e ventos de até 58 km/h.


Na avaliação de meteorologista do Simepar Reinaldo Olmar Kneib, o Paraná está com muitas nuvens desde a fronteira com o Paraguai, acompanhando a divisa com Santa Catarina, porém sem chuva associada e um pequeno núcleo na região dos Campos Gerais, divisa com São Paulo. Com isso, O calor segue elevado nas faixas norte e oeste, pois as temperaturas continuam acima dos 25,0 °C.