sexta-feira, 7 de junho de 2019

Homem acusado de matar a própria mãe é condenado a 33 anos e 4 meses de prisão em regime fechado



No Norte-Central do estado, o Tribunal do Júri de Mandaguaçu, condenou nesta quarta-feira, 5 de junho, a 33 anos e 5 meses de prisão um homem acusado pela morte da própria mãe (matricídio).

O crime aconteceu em junho de 2017, em São Jorge do Ivaí, município integrante da comarca, quando o réu, então com 54 anos, atraiu a mãe – na época, com 79 anos – para o pátio interno da casa em que residiam, desferindo contra ela diversos golpes com objeto de madeira. As agressões ocorreram por volta das 20h30, tendo o condenado chamado auxílio de uma irmã somente três horas depois. A vítima faleceu após permanecer 28 dias internada.

Por ter sido praticado por motivo torpe (interesse em receber antecipação de herança), meio cruel (pela ausência de socorro), utilizado recurso que dificultou a defesa da vítima e ser caracterizado como feminicídio (em razão da condição do sexo feminino), o homicídio foi considerado quadruplamente qualificado. A pena foi aumentada em razão da idade da vítima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário