sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Corpo de homem é levado à delegacia para detento se despedir do pai



O corpo de Osmar dos Santos, de 53 anos, que morreu em Umuarama após ser supostamente atingido por golpes de martelo na cabeça, foi sepultado na manhã de quinta-feira (21), no cemitério municipal de Goioerê.

Mas antes do sepultamento o corpo foi levado até a Delegacia de Polícia Civil de Goioerê para que um filho de Osmar, que está preso, pudesse se despedir do pai.

O caixão foi aberto e o filho pôde ficar a sós com o pai por cerca de 20 minutos. Depois disso ele retornou para o prédio da cadeia e o caixão com o corpo do pai foi encaminhado para o cemitério municipal.

O advogado do filho chegou a pedir autorização para que ele pudesse ir ao velório do pai, mas a autorização foi negada. Desta forma a solução encontrada para que o filho pudesse se despedir de Osmar foi levando o corpo até a Delegacia de Polícia Civil.
Osmar dos Santos faleceu na manhã de quarta-feira (20) e a suspeita é de que ele tenha sido agredido por marteladas, de acordo com a Polícia Civil. A agressão ocorreu no último dia 13, na própria residência da vítima, no bairro Alto da Glória, onde ela foi encontrada desacordada. 

Apesar do depoimento de familiares do homem e de médicos, a Polícia Civil espera um laudo detalhado do Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário