sábado, 26 de janeiro de 2019

Apresentador e deputado Wagner Montes morre aos 64 anos



O apresentador e deputado estadual (PRB/RJ) Wagner Montes morreu neste sábado (26), aos 64 anos, no Rio de Janeiro, em função de complicações após uma forte infecção urinária. 

"[Wagner Montes] Deu entrada no Barra D'or com uma infecção urinária forte que levou a um quadro de insuficiência renal e se agravou com uma pneumonia. Ele teve um choque séptico e sepse abdominal", informou ao UOL a assessoria do deputado. O deputado estava internado havia dois meses. 

O velório será neste sábado na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Ele era casado com a também apresentadora Sonia Lima. Na noite de sexta, a mulher usou as redes sociais para expressar uma mensagem reflexiva. "Saber esperar é um exercício de fé #deusnocontrole", publicou ela. 

 O PRB do Rio de Janeiro, do qual Montes era filiado, lamentou a morte do deputado: "É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento do deputado federal, Wagner Montes (PRB). Somos solidários aos familiares e amigos neste momento difícil".

Em uma de suas internações, após ficar no hospital por mais de 40 dias e receber alta, no início do ano passado, Montes disse que teve uma trombose e chegou a ficar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). "Fiquei com a perna esquerda sem movimentar, que é a única que eu tenho. Tenho metade da outra que quebra um galho para empurrar e mecânica", afirmou ele ao "Programa do Porchat" em abril. 

Em novembro do ano passado, o deputado passou mal e precisou ser retirado do avião de acordo com informações da assessoria da Record Rio. Montes teve alta de pressão por causa de uma infecção urinária enquanto se deslocava de Foz do Iguaçu (PR) para o Rio de Janeiro. 

Ele deixa dois filhos, Wagner Montes filho, da relação com Catia Pedrosa, e o ator Diego Montez, do casamento com Sonia Lima.

Biografia 

Zenóbio da Costa e Silvam, ou Wagner Montes, nome artístico que adotou, nasceu em Duque de Caxias (RJ) e se formou em direito pela Universidade Gama Filho. Ele fez carreira na televisão, no jornalismo e no entretenimento. 

Sua estreia como jornalista ocorreu em 1974, na Rádio Tupi, mas foi na televisão que ele ficou mais conhecido como jurado de programas populares no SBT, como o "Show de Calouros", "O Povo Na TV". Na TV Tupi, comandou o "Aqui e Agora". 

Em 2003, ele acertou sua ida para a Record TV, onde comandou o "Verdade do Povo", "RJ no Ar", "Balanço Geral" e "Cidade Alerta - Rio de Janeiro". 

Ele sofreu um acidente de triciclo na Zona Sul do Rio em 5 de dezembro de 1981, na época em que trabalhava o "Povo na TV", e precisou amputar a perna direita. Montes recebeu ajuda de Silvio Santos, que lhe pagou a prótese. Ao programa "CQC", da TV Bandeirantes, ele se emocionou ao lembrar da ajuda que recebeu do ex-patrão: 

"Ele telefonou para o hospital a noite toda, até conseguir falar com alguém. Ele falou com o meu pai e pediu para avisar que tudo que eu precisasse, inclusive a prótese mais moderna possível, seria pago por ele. 

E assim foi feito". Em 2018, o apresentador e político filiado ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) se elegeu deputado federal do Rio com 65.868 votos.

Fonte: TV e Famosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário