sábado, 7 de outubro de 2017

Chuvas com ventos fortes causam destelhamentos e derrubam árvores e postes no Paraná

Em Iretama, no centro-oeste do estado, o ginásio 
de uma escola foi destruído pelo vento; 
duas pessoas ficaram feridas (Foto: Reprodução/RPC)

As chuvas, ventos fortes e granizo causaram estragos em várias cidades do Paraná entre sexta-feira (6) e a manhã deste sábado (7), deixando casas destelhadas e árvores e postes caídos. Segundo relatório da Defesa Civil do Paraná, três cidades já haviam comunicado oficialmente ocorrências relacionadas às chuvas até as 10h deste sábado: Colombo, Jardim Alegre e Ponta Grossa. Duas pessoas ficaram feridas em Iretama, no centro-oeste.


Região Metropolitana de Curitiba

Em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, 60 casas foram atingidas por chuva de granizo e vendaval, por volta das 20h de sexta. A Defesa Civil do município informou que a maioria das casas danificadas (25) ficam no bairro Monte Castelo. Os bairros Osasco e Campo Pequeno também sofreram com o temporal.

O número de pessoas prejudicadas chega a 120, conforme relatório da Defesa Civil Estadual.

Campos Gerais e Sul

Em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, duas casas foram destelhadas no Jardim Buenos Aires. Também houve queda de postes na cidade. O levantamento da Defesa Civil do Paraná aponta que 100 pessoas foram prejudicadas.

A Defesa Civil Municipal ainda contabilizava os estragos na manhã deste sábado, mas informou que mais de 20 árvores caíram na Rua Betunel, no Bairro Cará-Cará. Equipes da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos trabalham para realizar a limpeza e desobstrução das ruas.

Na mesma região, algumas árvores caíram sobre a rede elétrica, quebrando dois postes. Na sexta, mais de 5 mil pessoas chegaram a ficar sem energia na cidade. Na manhã deste sábado, equipes da Copel realizavam a manutenção e, por volta das 11h, 570 unidades consumidoras continuavam sem energia. A previsão é de que o serviço seja totalmente restabelecido até as 13h.

No Aeroporto Santana, que opera voos de segunda a sexta-feira, o forro cedeu e caiu em alguns setores. As portas de aço da entrada do galpão da unidade do Corpo de Bombeiros que fica no aeroporto também caiu.

A Secretaria de Obras informou que trabalha para que esteja tudo normalizado para o retorno do atendimento na segunda-feira (9).

Norte e Noroeste

Jardim Alegre, no norte do estado, teve seis residências e dois barracões destelhados por um vendaval que atingiu a cidade por volta das 16h de sexta-feira. Segundo moradores, também caiu granizo durante o temporal.

A Defesa Civil informou que também houve registro de queda de árvores, mas nenhuma sobre via pública ou residência. Aproximadamente 30 pessoas sofreram prejuízos com o vendaval.


O temporal também causou estragos em Iretama, no centro-oeste. Os ventos destruíram a quadra de esportes do Colégio Estadual Aníbal Khury. O telhado, a estrutura de ferro e o muro desabaram. Casas próximas foram atingidas. Duas pessoas ficaram feridas, entre elas, o diretor do colégio.


Em Ibiporã, no norte, uma casa foi destruída pelo fogo no início da madrugada deste sábado (7). A principal suspeita do Corpo de Bombeiros é de que o fogo tenha sido causado por um raio que atingiu a residência.

Em Londrina, na mesma região, parte da Rua Bento Munhoz da Rocha Neto, ao lado do Aterro do Lago Igapó, estava alagada no início na manhã deste sábado. Segundo o Simepar, a cidade registrou 23,2 milímetros de chuva da 0h até as 9h deste sábado. Foi mais chuva do que o mês de setembro inteiro, quando choveu apenas 13 milímetros na cidade.

O vento forte também em Astorga, no norte. Um barracão foi destelhado no Distrito Industrial. Telhas de alumínio foram parar a 1 km do local. Alguns postes também foram quebrados com a força do vento.

Oeste e Sudoeste

Na tarde de sexta, o vento forte que atingiu Saudade do Iguaçu, no sudoeste, destelhou 20 casas no bairro Nova Vida. Após levantamento da Defesa Civil Municipal, a prefeitura forneceu lonas e telhas para as casas atingidas. Segundo a administração municipal, todas as casas já haviam sido consertadas na manhã deste sábado (7). Veja mais...

Fonte: G1 - PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário