segunda-feira, 26 de agosto de 2013

MUITOS TURVENSES ESTIVERAM EM GUARAPUAVA NA ETAPA PARANAENSE DE MOTOCROSS 25/08/2013











Guarapuava retorna ao cenário esportivo também no motocross, impressionando organizadores e pilotos. Este fim de semana (24 e 25), a cidade recebeu competidores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, São Paulo e do Paraguai para a terceira etapa do Campeonato Paranaense de Motocross. A pista do Parque Recreativo do Jordão foi reestruturada pela Prefeitura de Guarapuava, Governo do Estado e Federação Paranaense de Motociclismo e mereceu elogios de quem participa de competições em todo o país. “Guarapuava voltou a sediar uma etapa do Paranaense de Motocross após 24 anos, apresentando excelente organização, estrutura e um público participativo, que merece que a atual administração valorize o esporte e proporcione a vinda de competições em diversas modalidades”, afirma o prefeito Cesar Silvestri Filho.
Segundo o presidente da Federação Paranaense de Motociclismo, Gilberto Rosa, Guarapuava pode se orgulhar de ter a pista mais bela do Brasil. “É excelente. Ela leva uma larga vantagem em relação a outras, devido sua topografia, alto nível de dificuldade, percurso ágil e técnico, entre outros. Até a terra favorece as boas disputas. Além disso, tem esse cenário espetacular, com o rio e muita natureza”, avalia. O piloto Pepê Bueno, 16 anos, que retornou este mês de uma temporada nos Estados Unidos, comparou o “motódromo” guarapuavano à Glen Helen, pista californiana considerada uma das mais famosas do mundo.
Para Rosa, Guarapuava mostrou que está preparada para receber outros grandes eventos, como o Brasileiro e o Sul-Brasileiro de Motocross. “Guarapuava retornou ao Paranaense de Motocross com chave de ouro. A reforma da pista, a estrutura disponibilizada, a disposição da prefeitura, que nos atendeu em tudo, credenciam a cidade para essa e outras competições. O próprio prefeito nos disse que contribuirá para que isso ocorra. Então a cidade, com certeza, pode esperar por outros grandes eventos”, adianta.
Os pilotos proporcionaram muitas emoções, em manobras de tirar o fôlego, e também a movimentação dos hotéis e restaurantes, pois o motocross é um esporte de família. Leonardo Nunes, 12 anos, sempre viaja com o pai, a mãe, a irmã e até os avós. “Viajamos por todo o país e a pista de Guarapuava nos surpreendeu. E este cenário, com o rio ao fundo, é encantador”, avalia o empresário Jandre Nunes, pai do piloto.


Quem esteve no Parque do Jordão viu que a Surg e a Secretaria de Obras revitalizaram a avenida Rubem Siqueira Ribas e fizeram o cascalhamento das estradas internas do Parque do Jordão. As equipes também limparam, roçaram, desobstruíram galerias e renovaram as sinalizações horizontais e verticais.