segunda-feira, 17 de maio de 2021

Prefeito decreta novas medidas restritivas em Guarapuava


Em virtude da atual situação epidemiológica da cidade, que aponta uma aceleração expressiva do aumento no número casos ativos de COVID-19, taxa de mortalidade e lotação de leitos de UTI, o município adota novas medidas restritivas de duas semanas começando da 00h desta quarta-feira (19) seguindo até o fim do mês, 31 de maio. As restrições foram anunciadas durante a live desta segunda-feira (17), nas redes sociais da prefeitura.

“A pandemia tem atingido proporções assustadoras e isso tem causado um colapso e sobrecarga no sistema de saúde. Nossa única opção é tomar medidas drásticas para evitar a circulação das pessoas e tentar conter essa proliferação dos casos”, disse o prefeito Celso Góes.

Com as novas medidas, o toque de recolher passa a ser das 20h às 6h. Além disso, alguns serviços serão fechados integralmente e outros poderão funcionar condicionados a restrições de horário, ocupação, capacidade e modalidade de atendimento.

No caso de mercearias, minimercados, mercados, supermercados, hipermercados, panificadoras, açougues e lojas de conveniência, está permitido o funcionamento de segunda a sábado das 7h às 20h, seguindo o protocolo sanitário específico para esta categoria.

O setor do comércio poderá funcionar somente por delivery, de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Bares, restaurantes e similares também poderão funcionar exclusivamente na modalidade delivery, todos os dias das 8h à meia-noite.

O decreto prevê ainda a proibição da circulação de pessoas em praças e parques, bem como, a prática esportiva coletiva nesses espaços. As academias e quadras poliesportivas também estão proibidas de funcionar.

Serviços como salões de beleza, barbearias, clínicas de estética, e similares devem permanecer fechadas nesse período.

Todos os tipos de estabelecimentos de ensino, como escolas públicas, privadas, de ensino fundamental médio, superior e escolas de idioma, música, autoescola e similares devem funcionar somente na modalidade à distância/virtual.

O transporte público coletivo poderá funcionar diariamente das 6h às 21h, com a ocupação máxima de 50 % da capacidade total.

No caso de descumprimento das normas haverá aplicação de multas, nos valores de R$ 250 a R$30.000 aos infratores, conforme estabelecido no decreto. Todo valor arrecadado com as multas aplicadas está sendo revertido na aquisição de insumos para a vacinação da COVID-19.

Continuam proibidas atividades que causem aglomerações, como casas de shows, casas noturnas, cinema, eventos sociais e atividades correlatas em espaços fechados ou abertos. Além de reuniões com aglomeração de pessoas, encontros familiares e corporativos.

As atividades religiosas na modalidade presencial, poderão ocorrer diariamente, das 06h às 18h, limitando-se a ocupação de 25% de sua capacidade total.

NOVOS LEITOS PARA GUARAPUAVA

Durante a live de divulgação das novas medidas restritivas, o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, enfatizou a importância da iniciativa mais drástica. Além disso, o secretário anunciou que Guarapuava receberá novos leitos para auxiliar o município no combate à pandemia.

“Estamos acompanhando as dificuldades da piora rápida e acentuada no número de casos no município. Queremos ampliar o serviço de saúde de Guarapuava, ativando 12 leitos no Instituto Virmond e mais cinco leitos de retaguarda de UTI, no Hospital São Vicente de Paulo. Tenho certeza de que essa iniciativa nas restrições será vitoriosa e que vai salvar vidas de guarapuavanos”, explanou.

Em caso de dúvidas, estas podem ser sanadas via WhatsApp, pelo número 42 98425-8171.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade