quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Faleceu Parailio Fiuza de Lima


Faleceu nesta quinta-feira (20) Parailio Fiuza de Lima, com 75 anos.


Seu corpo está sendo velado no salão Ucraniano, em Banhado Vermelho.

O sepultamento será ás 10h00 desta sexta-feira.

Turvo - Boletim Oficial Covid-19



Detran retoma atendimento presencial a partir de segunda-feira


O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) retoma a partir de segunda-feira (24) os atendimentos presenciais nas unidades do Estado. Os serviços já disponibilizados pelo portal do órgão e no aplicativo Detran Inteligente permanecerão disponíveis apenas por estes meios. Os demais serão oferecidos presencialmente apenas com agendamento.

“Após quatro meses sem atendimento presencial, retomamos com algumas restrições e tomando todas as medidas necessárias e recomendadas pela Secretaria de Estado da Saúde e Organização Mundial da Saúde para segurança dos cidadãos e colaboradores”, disse o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita.

Ele acrescenta que os agendamentos são uma forma de impedir a aglomeração, evitando a propagação da Covid-19. Os horários disponibilizados para agendamento estarão bem mais restritos. Para manter o menor número de pessoas dentro da unidade e a limpeza e assepsia do local serem feitas de maneira constante, os horários serão espaçados.

“Pedimos para que os cidadãos tenham consciência e só agendem um serviço que necessitam com urgência. Até porque os prazos permanecerão prorrogados, então, não há pressa para agendar”, explica Mesquita.

Os postos avançados de atendimento de Londrina (Guaporé) e Curitiba (Central e Vila Hauer) não vão reabrir. Nestas localidades funcionarão apenas os serviços de foto, biometria e prova teórica, como já vinha acontecendo.

Para atendimentos referentes aos serviços que não estão disponíveis online, o cidadão poderá fazer o agendamento no site http://www.detran.pr.gov.br ou pelo telefone 0800 643 73 73.

SERVIÇOS ONLINE - No portal do Detran os usuários podem acessar a maioria dos serviços. Confira.

- Renovação da CNH: a solicitação pode ser feita pela internet. A biometria e a foto – obrigatórias no processo de renovação – não serão exigidas. Como medida emergencial o Detran vai usar as informações já existentes no banco de dados.

- Emissão do licenciamento (CRLV): o documento do veículo também pode ser solicitado on-line. O motorista deve apresentar o CRLV-e (versão digital no celular) ou imprimir o documento em uma impressora comum. O documento está disponível no site do Detran, no portal PIA e, ainda, pelos aplicativos Detran Inteligente e Carteira Digital de Trânsito (CDT).

- Serviços de infrações, como identificação de condutor, recurso de infrações para todas as instâncias, recurso para suspensão ou cassação da CNH podem ser feitos digitalmente, direto no portal.

- Permissão Internacional para Dirigir;

- Carteira Definitiva; 

- Segunda via da CNH;

- Consulta informações do IPVA;

- Consulta Situação e Débitos do Veículo;

- Consulta Envio da CNH;

- Certidões de veículos;

- Reemissão de guias de CNH;

- Consultar status e pontuação na CNH.

PRAZOS - Os prazos referentes a transferências de veículos, processos para primeira habilitação, renovação da Carteira Nacional de Trânsito (CNH), e recursos de multas, suspensão e cassação permanecem prorrogados conforme a Resolução 782/2020 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), não sendo necessária a presença imediata nas unidades para regularização.

- Carteira Nacional de Habilitação vencida desde 19 de fevereiro de 2020 fica com prazo indeterminado para renovação;

- Processos de primeira habilitação terão prazos estendidos para conclusão de 12 meses para 18 meses;

- Prazos para transferência de propriedade de veículos estão suspensos;

- Prazos para apresentar defesa, indicação de condutor e recurso de multa, suspensão e cassação de CNH ficam interrompidos por tempo indeterminado.

Fonte: AEN

Resultados da Operação Tentorium realizada em Guarapuava e região


Na madrugada de quinta-feira, dia 20, o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), conjuntamente com o 16⁰ Batalhão, e com o apoio da 14ª Subdivisão Policial de Guarapuava, desencadeou a "Operação Tentorium", que visou o combate às quadrilhas e o crime organizado, e também ao narcotráfico na região de Guarapuava.

A operação, que também contou com o suporte das demais unidades do 4⁰ Comando Regional de Polícia Militar, e equipes do GAECO de diversos núcleos do Estado do Paraná, visou o fiel cumprimento de 34 Mandados de Busca e Apreensão e de 54 Mandados de Prisão expedidos pelo Poder Judiciário. 

Como resultado, 12 indivíduos foram presos por crimes como: associação criminosa e tráfico de drogas. Além disso, as 43 equipes que sustentaram a operação realizaram a apreensão de 6 armas de fogo, vários comprovantes de pagamentos e documentações relacionadas ao crime organizado, aproximadamente de 9.800 reais em espécie, e diversas substâncias entorpecentes, sendo cerca de 36 gramas de maconha, 62 gramas de crack, 43 gramas de cocaína, 360 comprimidos de Nobésio (rebite), e 36 celulares.

A Operação foi comandada e coordenada pelo Major Cristiano M. Cubas de Lima, Comandante do 16⁰ BPM, e o Promotor Pedro Henrique Brazao Papaiz, Coordenador do Núcleo de Guarapuava do GAECO.

Comunicação Social do 16⁰ BPM.


Resultados da operação no vídeo:

Gaeco realiza em Guarapuava operação para prender integrantes de organização que seriam responsáveis por execuções em cadeia pública


O Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo de Guarapuava do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), realiza nesta quinta-feira, 20 de agosto, a Operação Tentorium. O objetivo é dar cumprimento a 54 mandados de prisão preventiva contra integrantes de facção criminosa investigados pela prática de execuções de integrantes de grupos rivais no interior da Cadeia Pública de Guarapuava, município do Centro-Sul do estado.

As ordens de prisão foram concedidas pela 2ª Vara Criminal de Guarapuava. Dos 54 alvos, 42 já estão presos. O cumprimento dos mandados está sendo feito com apoio da Polícia Militar, nos municípios de Guarapuava, Ponta Grossa, Prudentópolis, Campina do Simão, Cantagalo, Quatro Barras, Piraquara e Paranaguá. Além das mortes, os integrantes da célula da organização criminosa, que tem atuação em presídios de todo o país, também seriam responsáveis por episódios de espancamentos e tortura de detentos dentro da cadeia. A motivação seria dívidas por drogas.

Até o momento, durante o cumprimento dos mandados de prisão preventiva, foram apreendidos uma pistola, três espingardas, dois revólveres, quantidades de crack, cocaína, maconha e rebite, além de comprovantes de depósitos em favor de pessoas ligadas a organização criminosa e R$ 8 mil em espécie (que seriam resultante de tráfico de drogas).

Fonte: MPPR