quinta-feira, 30 de maio de 2019

Oito mil pessoas foram afetadas por vendavais e granizo no PR


Mais de oito mil pessoas de doze municípios paranaenses foram afetadas pelo temporal no Paraná na madrugada desta quinta-feira (30). Ao todo, 2.081 casas foram danificadas, com 12 desalojamentos. Em Guarapuava, na região central, foi registrada a morte de uma criança de oito meses devido ao desmoronamento de um muro.

Segundo boletim emitido pela Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil, vendaval, chuva forte e granizo atingiram Curitiba e os municípios de Antonina, Araucária, Rio Branco do Sul, Colombo, Contenda, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, São José dos Pinhais, todos na região metropolitana da capital, além de Guarapuava e de União da Vitória.

“Os municípios continuam enviando informações e é possível que os números aumentem no decorrer do dia”, disse o tenente Marcos Vidal, da assessoria de comunicação da Defesa Civil. Na Grande Curitiba, o município mais atingido foi Rio Branco do Sul, onde a forte queda de granizo danificou 500 residências, afetando 2 mil pessoas. Em Pinhais, 400 residências sofreram danos, afetando 1.600 pessoas.

Segundo o tenente Vidal, neste primeiro momento a Defesa Civil providencia lonas para cobertura das residências atingidas. “Este é o primeiro procedimento em situações como essa. Em seguida, será avaliada a necessidade de ações de suporte”, explicou. Em Curitiba, foram mobilizados 100 profissionais da Defesa Civil, Guarda Municipal, Secretaria do Meio Ambiente, das Administrações Regionais, da FAS, Educação e Saúde para atender as ocorrências.

ALERTAS – O Simepar e a Defesa Civil enviaram alertas sobre as ocorrências por volta das 2 horas e, novamente, às 6 horas. A meteorologista Ana Beatriz Porto da Silva explicou que a formação foi rápida e de intensidade inesperada. “Foram pequenos núcleos de temporais dentro de uma grande área de instabilidade que atinge desde o Rio Grande do Sul até o Centro-Sul do Paraná”, disse.

Em informe publicado no site do Simepar, a meteorologista menciona alguns dados obtidos da rede de monitoramento: Curitiba registrou 11 milímetros de chuva em 15 minutos e rajadas de 79 km/h; Guarapuava, 30 mm em 15 minutos; Ponta Grossa, 28 mm em 45 minutos e rajadas de 64 km/h.

A previsão é que a chuva continue nesta quinta-feira e nos próximos dois dias. “Para sexta-feira, a previsão é de temporais na Região Metropolitana de Curitiba e na metade Sul do Paraná”, informa Ana Beatriz.

ENERGIA - As equipes da Copel estão desde o início da manhã nas ruas de Curitiba e região metropolitana para reparar os estragos causados pelos fortes ventos. O Centro de Operações integrado, em Curitiba, também está realizando manobras na rede de energia para isolar o máximo possível os locais com estragos.

No total, foram afetadas alternadamente 90.449 unidades consumidoras. No momento estão sem energia apenas 13.226 imóveis. As regiões mais afetadas foram: Portão , Fazendinha, Santa Quitéria, Novo Mundo, Bom Retiro, Cabral, Boa vista, Hauer, Batel e centro. Já na região metropolitana, a situação é a seguinte: São José dos Pinhais: 329 unidades sem energia, Piraquara: 1.732 unidades sem energia, Quatro Barras: apenas cinco unidades consumidoras sem energia.

Fonte: AEN


Nenhum comentário:

Postar um comentário