quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Morre em Guarapuava, o professor Adelino Bridi


Professor, agropecuarista, homem público, com grande inserção em movimentos católicos. Assim era o professor Adelino Bridi. Ele morreu por volta das 12h30 desta quarta feira (13), vítima de um câncer que foi descoberto há cerca de três meses. Antes, porém, ele já tinha sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O velório será a partir das 18h na Capela Pax Cristo Rei, e o sepultamento está previsto para às 14h desta quinta (14), no Cemitério Municipal de Guarapuava.

Professor Adelino tinha 75 anos de idade. Lecionou no Colégio Agrícola Estadual Arlindo Ribeiro e no Colégio Manoel Ribas. Era proprietário rural em Cachoeira dos Mendes - Turvo. Foi também diretor do Serviço Nacional de Aprendizagem Nacional (Senac), em Guarapuava, durante 18 anos. Na gestão do ex-presidente do Senac no Paraná, o guarapuavano Abrão José Melhem, respondeu pela assessoria direta do presidente, por seis anos, em Curitiba.

Foi também presidente do Movimento Serra em Guarapuava e coordenador da Regional Sul, além de presidir o conselho da Igreja Matriz Santa Terezinha. Também fundou o Sindicato Rural de Turvo. Por último, exerceu a coordenadoria regional do Instituto de Terras, Cartografia e Geologia (ITCG), sendo o responsável pela regularização fundiária de pequenas propriedades rurais na região.

Adelino Bridi era casado com Lizete Silvestri Bridi, deixa os filhos Vanessa e Ricardo e três netos.

Fonte: RSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário