terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Presidente da Câmara de Vereadores de Turvo faz balanço das atividades de 2017/2018



O presidente reeleito da Câmara de Vereadores de Turvo, Eraldo Mattos faz um balanço dos trabalhos realizados durante o ano de 2018.

A câmara realizou 42 sessões ordinárias, chegando a 60 projetos de leis apreciados, se contar que cada projeto de lei passou por pelo menos duas comissões permanentes, com reuniões realizadas durante os dias de semana, ainda contando com reuniões de bancadas, com o prefeito e seus secretários, pode-se contabilizar, um grande trabalho realizado durante este ano, isso tudo no campo da parte legislativa, tendo ainda da parte de fiscalização, os senhores vereadores atuando nos mais diversos pontos, para isso fazendo as suas indicações, que são formas de levar ao conhecimento do prefeito de alguns assuntos que são reivindicados pela população, onde foram aprovadas 41 indicações, e também cobranças, tanto nas sessões ordinárias, como nas reuniões com os secretários. 

Ainda a presidência tem a incumbência de fazer todo o trabalho administrativo da Câmara, efetuando, para isso, processos licitatórios para as mais diversas despesas, sendo inclusive que durante este ano passou-se a exigir processos licitatórios até mesmo para os consumos de água, energia e telefone, e tudo o mais que a Câmara Municipal necessite adquirir, vale destacar o grande esforço que houve durante este mandato, com algumas economias de valores, para assim poder chegar a construção da tão sonhada sede própria. 

Para que isso fosse possível, contou com o apoio de todos os senhores vereadores, do prefeito do município e de alguns secretários. Os senhores vereadores na colaboração pela economia de recursos, e também nos dando aval para dar início a obra. O senhor prefeito fazendo a doação do terreno, e alguns secretários apoiando na preparação do terreno, e outros serviços que foram solicitados e prontamente atendidos. 

Como primeiro passo para a realização da obra, contou com a feitura de fotos os projetos, arquitetônico, estrutural, elétrico, hidráulico, telefônico, por parte da equipe de planejamento do município, onde foi realizada a licitação e este a frente desses projetos a arquiteta Claci Rickli. 

Já de posse dos projetos passou-se a dividir a obra em duas etapas, sendo a primeira delas uma parte de pré-moldado, com toda a fundação, estrutura, laje e cobertura, sendo vencedora a empresa Esmetur, com sede aqui em Turvo, pelo valor de R$ 295.700,00 (duzentos e noventa e cinco mil e setecentos reais), após isso se notou que com a feitura de mais uma laje, na parte do plenário, ao invés de fazer o aterramento, se teria um espaço de duzentos e sessenta metros quadrados, que poderá ser utilizado, tanto pelo município como pela própria Câmara, o qual teve um custo aditivo de mais R$ 73.500,00 (setenta e três mil e quinhentos reais). 

Na segunda etapa da obra, que passa a ser todo o fechamento e acabamentos, procedemos o processo licitatório, onde participaram 04 empresas, sendo o preço máximo o valor de R$ 488.097,85 (quatrocentos e oitenta e oito mil, noventa e sete reais e oitenta e cinco centavos), o que após licitado chegou ao total de R$ 368.624,48 (trezentos e sessenta e oito mil, seiscentos e vinte e quatro reais e quarenta e oito centavos), com prazo de entrega de cinco meses. 

Para o fechamento total da obra de construção da sede própria, chegamos ao valor de R$ 737.824,48 (setecentos e trinta e sete mil, oitocentos e vinte e quatro reais e quarenta e oito centavos), sendo que toda a primeira parte de pré-moldados já se encontra totalmente paga, e a segunda etapa já temos todo o valor depositado em um fundo, criado especificamente para esse fim, lembrando ainda de que faltam apenas os fechamentos das salas do piso térreo, onde serão os gabinetes dos vereadores e o feitio do estacionamento, para uma terceira etapa, que será realizada na segunda metade do próximo ano. 

Vale destacar o grande trabalho realizado pela atual gestão do município, com muitas obras realizadas e retomadas de alguns projetos que estavam paralisados, como é o caso da Ponte sobre o Rio Cachoeira, na localidade de Pachecos e também a pavimentação asfáltica da Avenida Moacir Julio Silvestri. Ainda a pavimentação de outras ruas, como Rua Ernesto Rickli, Rua dos Expedicionários, Rua das Araucárias, Rua Paraná e outras em projetos e já aprovados por esta casa, como é o caso da Avenida Nossa Senhora Aparecida em toda a sua extensão e ainda a Avenida Moacir Julio Silvestri a partir da Rua Dr. João Ferreira Neves, até a Rua Benedito Lisboa de Souza. 

O atual presidente da Câmara de Vereadores, além de proceder economias durante os dois anos de mandato, onde foi possível proceder com a construção da sede própria, onde pudemos ver que o que foi construído já está pago e também a parte que foi licitada para o término da obra, já tem o dinheiro para o pagamento, além disso foi feito a devolução de cinquenta mil reais, para auxílio da calamidade pública em razão da pedreira e agora no final do ano se devolve mais trinta mil reais, aqui notamos o real compromisso com o dinheiro público, que além da construção, que vai trazer a possibilidade de utilização do plenário para os mais diversos fins, com isso evitando o pagamento de aluguel, por parte do município, também economizando no aluguel do prédio do Poder Legislativo, o que poderá ser utilizado nos próximos anos como devolução com projetos específicos de utilização desses valores, que ai sim tem, uma destinação específica, e não somente devolver para o prefeito usar como quiser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário