quarta-feira, 8 de agosto de 2018

MP denuncia 16 pessoas por formação de quadrilha para venda de carros roubados



O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou 16 pessoas por formar uma quadrilha que vendia carros roubados. Os veículos, segundo a denúncia, eram roubados em Curitiba, levados a Guarapuava, na região central do Paraná, e vendidos com documentos falsos.

Conforme o MP-PR, a quadrilha adulterava a numeração do chassi, dos vidros e do motor dos veículos com ajuda de um despachante em Londrina, no norte do Paraná, e de um policial militar de Guarapuava.

Dos 16 denunciados, 11 estão presos, sendo apenas um em Curitiba e o restante em Guarapuava, de acordo com a promotoria.

A denúncia aponta que depois de roubados e clonados, os veículos eram anunciados em um site de vendas na internet.

"Cada um desses delitos praticados tinha um membro na organização que era especialista naquela função", explica a coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Guarapuava, Nicole Mader Gonçalves.

Segundo ela, a denúncia foi oferecida exclusicamente em função do crime de organização criminosa. Na sequência, a promotoria vai apurar outras suspeitas.

Em nota, o comando do 16º Batalhão da Polícia Militar (PM) informou que o policial acusado de envolvimento no caso está afastado da corporação. O advogado do policial disse que não vai se manifestar sobre o caso.

Fonte: G1 - PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário