quinta-feira, 5 de julho de 2018

Motorista que matou ex-jogador de vôlei é preso suspeito de homicídio qualificado



O motorista da caminhonete que atropelou e matou o ex-jogador de vôlei e secretário municipal de Esportes de Assis Chateaubriand, no oeste do Paraná, Elder Coutinho, foi preso em flagrante suspeito de homicídio qualificado.

Inicialmente, o caso era investigado como um acidente.

Coutinho morreu depois de ser atingido pelo veículo quando chegava ao ginásio de esportes da cidade, onde também funciona a secretaria, para trabalhar, por volta das 8h desta quinta-feira (5).

No primeiro depoimento à polícia, o motorista, que fugiu do local e se apresentou na delegacia no fim da manhã, declarou que perdeu o controle da direção da caminhonete, que invadiu o ginásio.

De acordo com o delegado Thiago da Silva Teixeira, o veículo tem câmbio automático.

À tarde, em novo interrogatório, o condutor preferiu ficar calado.

"Apesar de ele ter permanecido em silêncio, pelos demais elementos que foram colhidos neste primeiro momento, nós temos a convicção de que ele tinha a intenção de atingir a vítima. Não foi um mero acidente como ele relatou preliminarmente", apontou o delegado.

O responsável pelo caso disse que ainda não é possível afirmar o que motivou o suspeito a cometer o crime.

"Agora nós vamos tentar identificar outras testemunhas, buscar imagens de câmeras de monitoramento próximo ao ginásio e assim esclarecer os fatos", completou.

A defesa do motorista preferiu não falar sobre o caso por enquanto. Ele adiantou que deve se manifestar apenas nos autos.

No acidente, dois adolescentes que aguardavam um treino de futsal também foram atingidos. Eles tiveram ferimentos leves, foram encaminhados ao hospital e liberado em seguida.

No fim da manhã, peritos estiveram no ginásio.

A prefeitura decretou luto oficial de três dias.

Coutinho foi levantador do Maringá Vôlei de 2015 a 2017 e ainda passou por equipes como Rexona, Banespa Santander, Santo André, Florianópolis, Bento Vôlei e outros times do cenário nacional.

Fonte: G1 - PR


Nenhum comentário:

Postar um comentário