sexta-feira, 4 de maio de 2018

GUARAPUAVA TERÁ REPRESENTANTE NA FINAL DO CONCURSO QUEIJOS ARTESANAIS DO PARANÁ


Entre os seis municípios participantes do Concurso Queijos Artesanais do Paraná – etapa territórios Paraná-Centro e Vale do Ivaí, Guarapuava garantiu participação na grande final. A produtora de queijo Leozélia Pedroso e dois representantes de Manoel Ribas apresentaram queijos que atenderam os critérios dos jurados, que avaliaram sabor, textura, cor e maturação de, no mínimo, 20 dias. A 6º etapa do concurso aconteceu nesta quinta-feira (03), em Pitanga. “Comecei a fazer queijo para consumo da família para aproveitar o leite que sobrava na chácara e hoje ser finalista de um concurso como este é muito bom. Fico feliz que os avaliadores tenham aprovado a minha receita de família e agradeço o apoio da Prefeitura de Guarapuava”, disse Leozélia.

Os produtores dos seis municípios participantes apresentaram 15 variedades de queijos artesanais, sendo duas de Guarapuava. A final do concurso, promovido pela Emater em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e prefeituras, acontecerá no dia 20 de julho, no Mercado Municipal de Curitiba. Em cinco etapas foram apresentados 161 queijos de 77 municípios. “O objetivo do evento é identificar e promover a produção de queijos artesanais da agricultura familiar paranaense, valorizando a cultura alimentar e o saber fazer dos queijos diferenciados (curados) e assim agregar valor por meio do desenvolvimento da agroindústria familiar”, especificou o médico veterinário da Emater, Carlos Eduardo Santos.

Além do concurso, a Emater promoveu o Seminário da Agroindústria Familiar, que teve a participação da equipe técnica da Secretaria de Agricultura de Guarapuava, além de produtores familiares e acadêmicos de Medicina Veterinária e Agronomia. O evento recebeu representantes de diversos municípios, além de palestrantes de entidades e instituições de ensino superior, como a Unicentro. “É um evento importante tanto para nossa equipe que trabalha diretamente com os produtores como para os agricultores familiares, pois discutimos sobre a cadeia produtiva do queijo, cooperativismo, diversificação de mercado, legislação, legalização, empreendedorismo familiar, consumidor, entre outros”, avaliou o vice-prefeito e secretário de Agricultura e Turismo, Itacir Vezzaro.

Representantes da Epagri, de Santa Catarina, informaram os participantes de como foi o processo de implantação da legislação estadual do queijo serrano. O Paraná está em fase de articulação do projeto de lei para queijos artesanais. Nas oficinas, os temas foram tecnologia da cura do queijo, produção e análises fisioquímicas, além de gastronomia com queijos artesanais, com a professora Leila Pires e alunos do curso de gastronomia da Faculdade Guairacá.

Fonte: www.guarapuava.pr.gov.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário