segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Prevenção das doenças musculoesqueléticas do adulto e do idoso, por meio de exercícios físicos


É comum nos nossos dias observarmos um maior número de pessoas idosas em relação à alguns anos atrás. Isso é explicado pelo aumento da expectativa de vida, tanto brasileira quanto mundial. 

O processo de envelhecimento acarreta perdas gradativas na capacidade funcional, e podemos observar que o idoso passa a apresentar um caminhar mais lento, dificuldade para realizar atividades que antes eram simples de serem realizadas como subir e descer escadas e sentar e levantar de uma cadeira ou levantar do banco de passageiro de um carro, por exemplo. O envelhecer acarreta alterações importantes nos músculos, como diminuição de força e massa muscular, o que explica a redução da capacidade de realizar várias atividades do dia a dia de forma independente.

A realização de exercícios físicos de forma regular pode atenuar essas alterações que ocorrem com o processo de envelhecimento! Os exercícios do tipo resistido, como a musculação, promovem efeitos importantes na função muscular. 

O envolvimento com a prática de exercício físico pode resultar em importantes benefícios psicológicos e fisiológicos, como minimização de estresse, controle de peso corporal, aprimoramento das capacidades cardiorrespiratórias, o que repercute na prevenção de disfunções cardiovasculares e metabólicas, e aumento da função musculoesquelética, promovendo ganho de força e resistência e assim independência na realização das atividades do dia a dia.

Ainda, a prática regular de exercício físico contribui para o aumento da mobilidade e redução do risco de quedas. 

Assim, gostaríamos de deixar uma mensagem: pratique exercício físico de forma regular, não importa a sua idade! O quão ativo você é hoje indicará o quão independente você será quando envelhecer! 

O presente trabalho realizado pelas acadêmicas: Aline da Rocha Nunes de Guarapuava e Samara Machado de Turvo, foi produto da disciplina intitulada “Reabilitação Motora” ofertada no curso de Educação Física da Faculdade Guairacá, sob-responsabilidade da Profª Hilana Rickli Fiuza Martins.

Este texto foi baseado em artigos científicos como:

ARGENTO, Rene de Souza Vianello. Benefícios da atividade física na saúde e qualidade de vida do idoso. Campinas 2010.

COSTA, Eduarda Lubambo; FILHO, Paulo Sérgio de Castro Bastos; MOURA, Mariana de Sousa; SOUSA, Tiago Siqueira de; LEMOS, Andréa; PEDROSA, Márcia Alessandra Carneiro. Efeitos de um Programa de exercícios em um grupo sobre a força de preensão manual em idosas com baixa massa óssea. Arq. Bras. EndocrinolMetab. Recife. n. 56, 2012.

SPIRDUSO, WaneenWyrick. Dimensões do envelhecimento. São Paulo, 2005.

OKAMI, Silene Sumire. O Idoso e a atividade física: Fundamentos e pesquisa. Campinas, SP: Papirus, 2012.

Fonte: Samara Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário