quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Corpo encontrado em Missal é de travesti e morava em São Miguel do Iguaçu



Foi confirmada pela mãe da vítima que a pessoa encontrada morta próxima do cemitério em Missal, não é de uma mulher.

No local, a princípio a vítima supostamente havia sido reconhecida por familiares e identificada como sendo do sexo feminino e moradora de Missal, porém, já no IML em Foz do Iguaçu, os peritos identificaram a vítima como sendo uma pessoa do sexo masculino, que trajava roupas de mulher.

A confusão sobre a identificação da vítima no local possívelmente se deu por que o corpo estava todo sujo de barro e com roupas de mulher, e aparemente os familiares se confundiram na identificação.

Segundo a família, Alafe Rafael Cordeiro era morador de São Miguel do Iguaçu, e usava a alcunha de Eduarda Fernanda.

O corpo de Alafe segue no IML onde passa por perícia, e aguarda o a vinda de algum familiar para o reconhecimento oficial e posterior liberação para os atos fúnebres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário