segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Após 20 anos juntos, casal celebra união em asilo de Imbituva



Histórias de amor sempre são únicas e especiais, principalmente quando rompem a barreira de que há limites para ser feliz ou realizar um sonho. E assim é a história de amor de Rosa Serafim de Freitas, 62 anos, e Wilson Gonçalves de Chaves, de 68 anos.

Após 20 anos juntos, nesta quarta-feira (18), o casal realizou o sonho de oficializar a união em um casamento religioso. A celebração aconteceu no Asilo São Vicente de Paulo em Imbituva, onde o casal mora desde fevereiro deste ano.

O casamento foi realizado principalmente a pedido do noivo, que há muitos anos já havia comprado o terno e o sapato para a celebração. Apesar de eles terem um pouco de dificuldade para se comunicar, o sentimento de felicidade que transmitem vai além do que as palavras podem explicar.

“Estou muito feliz há muito tempo sonhava com esse dia, mas nunca tinha dado certo. Teve bastante gente no casamento, foi tudo muito bonito, melhor do que pensávamos”, fala Wilson.

A celebração foi realizada pelo pastor Daniel da Comunidade Luterana em Imbituva. O casamento religioso aconteceu ao ar livre no pátio do Asilo com a presença de todos os moradores do local, da filha e neta da noiva, e de toda a equipe que trabalhou pela realização da cerimônia. Após foi servido almoço e bolo, durante toda a tarde houve música na festa dos noivos.

Mesmo ambos já terem sido casados anteriormente, e estando juntos há 20 anos, o sentimento do dia foi de emoção. Para realizar a cerimônia e deixar tudo organizado para o momento do “sim”, foi mobilizado uma grande equipe, que contou com muitas ações voluntárias.

VIVER BEM
A presidente do Asilo, Silvana Machado Spisila, comenta que o casamento foi realizado de forma a atender todos os desejos dos noivos. “Nós temos um trabalho que busca garantir todos os direitos da pessoa idosa, tanto que são realizadas diversas atividades dentro e fora da instituição, como forma de assegurar qualidade de vida a quem vive aqui”, comenta Silvana.

Ela conta que o casal Wilson e Rosa, antes de ir morar no Asilo, residiam em uma casa com estrutura bastante precária na Vila Zezo. “Eles foram encaminhados para cá pela equipe de Assistência Social”.

Wilson fala que as coisas melhoraram bastante depois que o casal foi morar no Asilo. “Antes quando chovia alagava toda a casa, era só eu e a Rosa, nós ficávamos o dia inteiro só tomando chimarrão. Agora, tem comida sempre na hora, tem mais gente para conversar, fazemos passeios, vivemos felizes aqui”, diz.

Hoje, o Asilo São Vicente de Paulo em Imbituva tem 78 moradores, sendo divididos nas alas: masculino, feminino e casal. “Como forma de garantir mais comodidade para todos, organizamos um espaço adequado em uma ala conjunta para os três casais que hoje vivem em nossa instituição”, relata.

Fotos: Alessandra Rodrigues/Studio João Fotos




Nenhum comentário:

Postar um comentário