quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Para renovar contrato para mais 30 anos, Sanepar terá que fazer investimentos na cidade de Turvo


RENOVAÇÃO DA CONCESSÃO DA SANEPAR

A Câmara Municipal de Turvo, da início a discussão dos projetos de lei que implementam o PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO e a concessão dos serviços de saneamento básico por mais trinta anos para a SANEPAR.

Lembramos primeiramente que a concessão dos serviços a SANEPAR existe no município de Turvo, desde o ano de 1979, já herdada do município de Guarapuava e assumida com a emancipação, a mesma venceu no ano de 2015 e dali em diante tiveram início a conversação sobre a renovação dessa concessão, nesse ínterim foi elaborado o PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO, o qual contempla toda a necessidade de investimentos por parte da sanepar, durante a nova concessão, esse planejamento foi realizado no ano de 2016 e teve todo o seu tramite realizado, qual seja, a realização de audiência publica, a publicação do mesmo, para possíveis questionamentos e todos os estudos realizados.

Ocorre que quando o mesmo veio para a Câmara Municipal, ainda no ano de 2016, os senhores vereadores questionaram a empresa sobre os prazos para implantação da rede de tratamento de esgotamento sanitário, que naquele momento estaria prevista para inicio das obras no ano de 2020. A partir daí houve varias reuniões com dirigentes da sanepar e somente agora no mês de agosto deste ano é que a empresa apresentou um novo cronograma de obras, através do ofício nº 300/2017, da lavra de seu diretor de operações senhor Paulo Alberto Dedavid, onde a mesma se compromete a:

• Implantação da primeira etapa do sistema de coleta e tratamento de esgoto sanitário, compreendendo a execução de uma estação de tratamento com capacidade para cinco litros por segundo, emissário até o Rio, interceptor e 120 ligações prediais, com início das obras em 2018;

• Execução de 970 metros de rede de água para atendimento ao parque industrial;

• Assunção do sistema de abastecimento de água da localidade de Faxinal da Boa Vista devendo ser concluído o processo até dezembro de 2017, para início de operações em janeiro de 2018.

Destacamos aqui o fato da real necessidade de termos em nossa cidade rede de esgotamento sanitário e estação de tratamento de esgotos, o que passa a ser questão de saúde pública, pelo fato de que nossa cidade, por ser bastante rochosa, dificulta em muito o feitio de fossas sépticas, tendo em muitos casos o esgotamento sanitário que ser posto nas galerias pluviais, o que tem um impacto grande em questões de saúde pública.

Mas com o resultado dessa luta em prol do povo turvense, hoje o Poder Legislativo, tem maior tranquilidade para discutir e aprovar o plano e a concessão de serviços, sabendo que foram antecipados em dois anos o inicio de tais obras, que trarão grandes benefícios a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário