quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Metade dos especialistas em cirurgia pediátrica do Paraná trabalha em Curitiba

Cidades do interior do estado sofrem com falta de profissionais. Guarapuava tem apenas um médico dessa área de especialidade.


Guarapuava não tem cirurgião pediátrico atendendo pelo SUS. Essa situação já se arrasta a mais de um ano, depois que o único profissional da cidade se descredenciou. Todos os casos que necessitam de um médico dessa área são feitos fora do domicílio. A maioria dos casos vai para Campo Largo e Curitiba. 


O Cisgap atenderia casos eletivos dessa especialidade. Ou seja, aqueles que podem ser agendados com mais prazo e não são emergenciais. Ocorre que o consórcio que atende as cidade de Guarapuava, Turvo e Pinhão também não tem profissional no momento.


Pela 5ª Regional de Saúde, os casos são todos encaminhados para tratamento fora de domicílio. Isso ocorre porque não há médico credenciado para atender pelo sistema público. Nenhum dos hospitais tem esse profissional em seu quadro clínico. Dessa forma, quando há necessidade, uma ambulância leve os pacientes para região metropolitana.

Faltam profissionais

De acordo com o cadastro da associação brasileira de cirurgia pediatra são 63 profissionais no estado. 30 estão em Curitiba, 12 em londrina, 6 em Maringá. Guarapuava tem apenas um profissional. o guia médico elaborado em 2015 pela usp e cfmmostra que no norte do pais a situação é mais grave. São cerca de 45 especialistas para todos os estados da região. A maior concentração está no sudeste.


Nenhum comentário:

Postar um comentário