quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Acidente com sete veículos provoca duas mortes e deixa quatro feridos na BR-277


Um acidente interditou a BR-277 na noite desta quarta-feira (20), sentido Ponta Grossa. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o caso aconteceu na altura do km 101, em Curitiba, alguns quilômetros depois do viaduto que dá acesso aos contornos norte e sul, no sentido Campo Largo. O acidente aconteceu por volta das 21h50, depois que um caminhão carregado com adubo não conseguiu parar. Quando a velocidade do tráfego reduziu, por conta de obras na pista, houve a colisão envolvendo sete veículos.

Foram confirmadas as mortes de um homem e uma mulher. As duas pessoas estavam no primeiro veículo atingido e morreram carbonizadas. Ao todo quatro pessoas ficaram feridas, sendo duas com gravidade. A pista sentido Campo Largo permaneceu bloqueada por mais de quatro horas para atendimento do acidente.

O caminhão, carregado com uréia, com placas de Guarapuava, acertou outros seis carros e uma caminhonete. Também foram atingidos pelo fogo um caminhão, um Ford Ka e um Nissan Versa, com placas de Curitiba, além de uma S10 com placa de Castro. Não foi possível a identificação dos outros dois veículos.

O motorista de um caminhão que seguia atrás, Rafael Gamba, 32 anos, contou como aconteceu a batida. “Estava parado junto com outros carros e o caminhão não conseguiu frear e começou a bater em todo mundo. A sinalização é muito em cima. Quando bateu, puxei o caminhão pro lado. assim que consegui sair começou a pegar fogo. Depende do peso da carga é difícil segurar e se for em cima da hora não há caminhão e freio que aguentem, ainda mais se for em cima da hora”, afirmou o motorista.

Marcela de Moares Ferreira, de 26 anos e grávida de seis meses estava com a filha de sete anos e o marido de 23 dentro de um dos carros acidentados. Para ela foi um milagre a família ter saído praticamente ilesa. “O caminhão veio com tudo, batendo em tudo e arrastando. Tireir minha filha pela janela e saímos do carro. Foi então que começou a explodir tudo. Só ouvia gritos de salve o meu filho e muito desespero”, contou.

O tenente Jean, do 7 º Grupamento do Corpo de Bombeiros, explicou que após o acidente os veículos pegaram fogo. “Quando chegamos vimos uma cena de muito fogo e imaginamos até que existiriam muitas pessoas mortas. Controlamos o fogo e constatamos dois óbitos e seis pessoas feridas”, afirmou.

De acordo com informações da PRF, os freios do caminhão estavam isolados, o que significa que o dono do veículo eliminou de forma proposital o freio no semi-reboque.

O motorista foi encaminhado à prestar esclarecimentos na Dedetran, mas foi liberado horas depois porque permaneceu no local para prestar apoio às vítimas. Ele vai responder ao processo em liberdade.

Os nomes das vítimas não foram divulgados. A pista sentido Campo Largo permaneceu bloqueada até às 2h45 para atendimento do acidente.

A concessionária responsável pela rodovia, a CCR RodoNorte, informou que o local da obra estava devidamente sinalizado e o condutor da carreta não respeitou as placas para redução da velocidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário