sábado, 4 de março de 2017

Campanhas aumentam denúncias de violências contra crianças e adolescentes


A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social registrou aumento de 87% no número de denúncias de violências contra crianças e adolescentes após o lançamento de duas campanhas de conscientização sobre o tema, no mês de fevereiro. Os dados são do Disque 181, canal do Governo do Paraná que recebe informações sobre suspeita ou confirmação de violência ou sobre violação de direitos contra crianças ou adolescentes. Segundo o levantamento, em fevereiro de 2016 o canal recebeu 68 denúncias, contra 127 queixas feitas no mesmo período de 2017. 

O coordenador da Política da Criança e do Adolescente da Secretaria da Família, Alann Bento, disse que o impacto das campanhas de conscientização trouxe resultados expressivos em todo o Estado, fortalecendo a rede de proteção de crianças e adolescentes, com a participação da sociedade. 

“As campanhas da Secretaria da Família são feitas para alertar a população sobre a importância de denunciar as situações de violência e violação de direitos, e também impedir que elas aconteçam. Os resultados do Disque Denúncia mostram que estamos no caminho certo”, diz o coordenador. 

PARTICIPAÇÃO - Os municípios do Interior foram os que mais aumentaram sua participação nas denúncias, um crescimento de 162,5% no comparativo entre os dois períodos. 

Das 127 queixas registradas este ano, 63 são de cidades do Interior. Em seguida, estão Curitiba (31), municípios da Região Metropolitana de Curitiba (24) e Litoral do Estado (09).

Entre as violências mais denunciadas estão a exploração e o abuso sexual de crianças e adolescentes. As campanhas também tiveram impactos nas denúncias de agressão física e de negligência, que também aumentaram. 

CAMPANHA – As campanhas lançadas pela Secretaria da Família têm como foco o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas e o trabalho infantil. 

A primeira, veiculada no início da segunda quinzena de fevereiro, com alcance estadual, é composta por um vídeo publicitário para TV e redes sociais, folhetos informativos, cartazes e um hotsite (www.paranacontraexploracaosexual.pr.gov.br), além de outdoors veiculados em 60 pontos das estradas do Paraná. 

São parceiras as concessionárias Ecovia Caminho do Mar S/A e Ecocataratas; secretariais estaduais e prefeituras. 

A segunda mobilização aconteceu durante o período do Carnaval, em 20 cidades do Paraná. Nos cinco dias da folia, foliões e turistas receberam máscaras infantis e leques que trazem, no verso, um alerta contra situações de trabalho infantil e incentivam as denúncias. 

Ambos os materiais publicitários receberam investimentos do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência (FIA) com aprovação do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).

Fonte: www.aen.pr.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário